Abrir menu principal

Desciclopédia β

Liubliana

Liubliana é a capital da Eslovênia. Se o país já é pequeno, fudido e desconhecido, o que dizer de diferente de sua capital?

Cidade atípica, feita de fazendeiros, não possui prisões e sempre que alguém quebra as leis locais é apenas mandado para o canto para refletir sobre o que fez. Uma empregada bósnia visita Liubliana todo fim de semana para fazer uma faxina também.

Índice

HistóriaEditar

 
Uma família de Liubliana.

Liubliana foi fundada por fazendeiros bêbados celtas que viram naquele buraco uma maneira de viverem felizes em paz. Apesar da cidade ter sido "conquistada" por mais de 8000 civilizações diferentes, não foi palco de nenhuma grande batalha, mas todo hora que o mapa da Europa era alterado em convenções internacionais, Liubliana ficava para algum reino qualquer (isso sempre foi decidido sem perguntar para a população).

A cidade ficou reconhecida em toda Europa no ano de 1114, quando Liubliana foi dominada por um terrível dragão conhecido como Bowser, ele era reconhecido por tostar qualquer forasteiro que se aproximasse de seu castelo. Mas certo dia ele se apaixonou pela princesa do vizinho Reino Cogumelo, a Princesa Peach, com quem casou, teve filhos e Liubliana voltou às épocas de paz (paz até demais, beirando o tédio).

Liubliana durante a Segunda Guerra Mundial não passou de uma daquelas típicas cidades que os nazistas fuderam sem nem tomar reconhecimento.

Atualmente é a capital da Eslovênia, e está sendo construído um moderno campo de golfe, só vão precisar tomar cuidado para a bolinha não cair do outro lado da cerca na Croácia.

EconomiaEditar

Economia tosca, ainda mais em um continente com a Europa cheia de capitais ultra-desenvolvidas. O grande destaque da economia local é a produção do mundialmente famoso licor esloveno de ameixa destilada que pode ser usada até como biocombustível.

PopulaçãoEditar

População de habitantes, onde predominam os carneiros. Desde que cometeram a besteira de incluir a Eslovênia na União Europeia, os poucos fazendeiros de Liubliana tem migrado para a Itália.

CulturaEditar

Cidade da mais tradicional cultura eslovena, um dos pouquíssimos lugares no mundo onde todos falam a escrota língua eslovena, é muito comum casas com carneiros de estimação.