Abrir menu principal

Desciclopédia β

Loserpool Football Club


Liverpool Football Club
Escudo do Liverpool.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Loserpool Badminton Club
Origem Bandeira da Inglaterra Inglaterra- Liverpool
Apelidos
Torcedores prostitutas
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre The Beatles
Estádio Anfield Abbey Road
Capacidade
Sede Morro Do alemão
Presidente
Coisas do Time
Treinador Jorge Chopp
Pior Jogador Nuvola apps core.png Tem mais de 8000...
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Gerrard (aposentado) Mohamed Salah
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Inglês
Divisão Premier League
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Babel fish.gifTraduzindo: Piscina de Figado Futebol Clube
Babel Fish sobre Liverpool Football Club
Cquote1.png Gerardo chuto... DEFENDEU RICARDO CENI!!!! Cquote2.png
Galvão Bueno narrando a final do Mundial em 2005
Cquote1.png Escalação do Liverpool para a Partida de Hoje: Gerrard e dez cones Cquote2.png
Narrador esportivo momentos antes de qualquer partida do Liverpool quando Gerrard ainda jogava
Cquote1.png Roubed! Cquote2.png
São Paulo sobre ter roubado escandalosamente o Liverpool em 2005
Cquote1.png Owned! Cquote2.png
Milan sobre Liverpool depois da Champions League 06-07
Cquote1.png Peraí, ganhamos em 2005! Cquote2.png
Liverpool sobre comentário acima
Cquote1.png Nós temos mais Ligas dos Campeões do que o Manchester United, o Arsenal e o Chelsea juntos Cquote2.png
Torcedor do Liverpool se vangloriando
Cquote1.png Pera aí, o Liverpool é o maior da Inglaterra. Ninguém zoa com os Reds. Mais respeito com o time cinco vezes campeão da Champions League. Cquote2.png
Paulão sobre comentário acima
Cquote1.png Fico feliz com o reconhecimento. A série é conhecida no mundo todo. Não me admira. Cquote2.png
Roberto Gomez Bolaños, sobre os Liverpudlians serem chamados de Chapolins
Cquote1.png Nossa meta é sermos campeões do Mundo! Viemos ao Japão para isso! Cquote2.png
Rick Parry, diretor do Liverpool, no final de 2005, antes do jogo contra o São Paulo onde a equipe do Liverpool foi derrotada.
Cquote1.png O Liverpool queria me contratar, mas meu empresário de pronto recusou. Preferi jogar no Botafogo. Cquote2.png
Túlio Maravilha, sobre sua possível ida para o Liverpool, em junho de 1995
Cquote1.png Nas ruas perto do Anfield, sempre temos a impressão de estar sendo seguidos por bandidos. Por isso, surgiu essa história de You'll Never Walk Alone (você nunca andará sozinho) Cquote2.png
Torcedor do Everton, morador de Liverpool
Cquote1.png Au au au, vergonha nacional Cquote2.png
Torcida, após ver em campo que os investimentos não deram certo e o time ficou em 7º no campeonato em 2013

Liverpool Football Club é um clube de futebol inglês que ganhou alguns títulos antigamente e por isso hoje é dito grande e os times pequenos temem ele, porém desde 1999 a.C. não ganha mais a Premier League e se qualquer adversário jogar seriamente os derrota facilmente. Conhecido pelo seu hino, que é entoado no estádio Anfield, chamado Love Me Do, música que faz os adversários cagarem nas calças e não conseguirem vencer em Liverpool, mas ainda assim o Liverpool não ganha. Seu maior rival era o Everton FC, mas como este time é fraco e sem graça, com o tempo o seu principal rival se tornou o Manchester United.

O Príncipe Charles é para esse timinho quando se casa, o equivalente ao Mick Jagger, um baita pé-frio. Em 1981: Casou com Lady Diana e foi vice mundial. Casou-se novamente em 2005,com uma tribufu a Camila Parkjones e o timeco repetiu o resultado.

Índice

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

 
A torcida do Liverpool é bem civilizada

O clube foi fundado em 1892 por John Houlding, uma bichona que se vendia em Anal-field. Houlding decidiu formar seu próprio time de futebol, pois seu maior sonho era viver cercado de jogadores ricos e gostosos.

O nome original era pra ser Liverputa FC, mas foi mudado para Loserpool FC depois que a Federação Inglesa se recusou a reconhecer o time com um nome tão gay e promíscuo.

Primeiros anosEditar

Apesar de ninguém saber, o Liverpool era o maior campeão inglês de todos os tempos, ganhava todo ano um título inglês naquela época em que o futebol ainda era praticado de sapato, fraque e montado em cavalos. Até que num belo dia foi ultrapassado pelo Fulham com o incrível número de zero (0) títulos.

Tri da ChampionsEditar

Só na década de 70 o Liverpool começou a surgir a nível continental, quando na década de 70 o futebol inglês dominou a Europa com sua revolucionária tática inventada pelo Real Madrid de contratar mil jogadores caríssimos do exterior. Na Champions League de 1976-77 foi logo campeão em cima do Borussia Mönchenglablablabla. No ano seguinte já foi bi-campeão derrotando o Brugge (repare como só pegou babas na final). E após um bi-campeonato do poderosíssimo Nottingham Forest, o Luverpool conquistaria seu tri em cima do Real Madrid, vencendo um time bom pela primeira vez em sua história naquela Champions de 1980-81.

Medo do MundialEditar

Apesar do tri-campeonato europeu, o Liverpool ficou de frescura e se recusou a ir disputar o Mundial. Afinal para eles os times sul-americanos viviam no meio da selva com macacos, anacondas, e era tudo muito assustador para o time de almofadinhas que o Liverpool tinha na época. Tanto que no Mundial de 1977 deixou o Borussia Mönchenglablablabla ir em seu lugar perder para o Boca Juniors em 1977. No ano seguinte em 1978 o Boca Juniors estava lá de novo, e com medo dos argentinos o Liverpool perdeu de W.O. mais uma vez.

Quando foram tomar vergonha na cara e viajar para disputar o Mundial que agora ficou combinado de ser no Japão, já levaram uma surra dos subdesenvolvidos times do Flamengo em 1981 e depois do Independiente em 1984.

Tragédia de Heysel em 1985Editar

O Liverpool chegaria a uma segunda final de Champions League consecutiva na temporada de 1984-85, mas a final daquele ano reservaria uma tragédia para o clube inglês. A final seria realizada num acanhado estádio da Bélgica (quem decidiu essa porra de lugar afinal?) entre Liverpool e Juventus FC. Os 5.000 lugares daquele estádio não comportavam a fanática torcida de numerosos 50.000 torcedores do Liverpool. Como já naquela época os torcedores deste time eram vândalos, começaram a pular as roletas e entrar no estádio sem pagar ingressos, e por causa da superlotação a torcida adversário do Juventus começou a ser prensada num muro, e comt anta falta de espaço os torcedores italianos começaram a peidar descontroladamente, e dos gases daquela flatulência generalizada, alguém teve ideia de acender um charuto, e da fagulha do fósforo acendido houve uma explosão que matou uns 20 torcedores italianos.

Indiferentes à morte de pessoas, o jogo foi realizado mesmo assim, afinal o que são 20 torcedores do Juventus mortos? São só 20 vidas. E o Liverpool perdeu por 1x0.

Graças a essa cagada do Liverpool, os times ingleses todos foram banidos da Champions League por 5 anos, e desde então o Liverpool FC se recusou a ganhar novos títulos.

Anos 2000Editar

 
Gerrard pensando em que dia iria se aposentar

Os anos 2000 é conhecido em Liverpool como "A Era do Jejum", devido aos 20 anos sem ganhar nenhum título do campeonato inglês.

Seu principal ídolo na atualidade é Steven Gerrard. Um atleta de reputação internacional, mas que é chamado "carinhosamente" pelos Kopites de "Stevie Gay G". Aliás, um grupo interno da Kop resolveu homenagear seu ídolo lançando uma revista de circulação mensal em Merseyside, a "G Magazine". Ele, claro, ficou chateado com isso, já que a revista foi parar nas mãos de Steve McClaren, ex-técnico da seleção inglesa, o que desqualificou Gerrard à vaga de capitão do English Team, ficando a capitania nas mãos do garanhão John Terry até a Eurocopa de 2012.

Outro ídolo da torcida é Peter Crouch (não mais, já que ele foi pro Tottenham). O gigante de 2,22 m faz gols e comemora fazendo a dança do Robô. Os Kopites, sempre fanfarrões, lhe agraciaram com a alcunha de RoboKop.

O comando do time ficava a cargo de Alfafael Benítez, que viu Jerzy Dudek operar milagres na final da Champions League, e depois barrou o polaco e passou a escalar o mediano Pepe Reina.

Depois do fracasso da campanha dos Reds na última temporada, ele foi chutado substituído por Roy HodGAYson, o treinador que, milagrosamente, impediu o Fulham de ser rebaixado à segunda divisão e ainda o levou à final da Liga Europa. Nesta temporada, o Liverpool, já conquistou o seu único título ao qual poderia ganhar: nada. Nas outras competições, os Reds brigam por posições medianas.

O Milagre de Istambul em 2005Editar

Após várias décadas sem demonstrar qualquer capacidade internacional, o Liverpool vence a Champions League mais cagada de todos os tempos, no que ficou conhecido como "O Milagre de Istambul". Apesar de toda ruindade do time, o Liverpool atingiu a final da Champions de 2004-05 ao passar da fase de grupos no saldo de gols, empatar muitos jogos de 0x0, e tudo mais.

Na final o Liverpool começou perdendo de 13x0 para o rival AC Milan, mas após uma pane do time italiano, os ingleses empataram o jogo no segundo tempo para 13x13, forçando a decisão aos pênaltis, e nem mesmo toda falta de categoria de John Arne Riise que desperdiçou uma cobrança tirou o título do Liverpool que viu o Milan errar 3 pênaltis.

A Tragédia de Tokyo em 2005Editar

Para não perder a tradição de ser vice-mundial, o Liverpool viajou à Tokyo mais uma vez. Apesar de vencerem o primeiro amistoso de 3x0 sobre o Deportivo Saprissa da Costa Rica, na final foram escandalosamente humilhados pelo São Paulo mesmo com o time brasileiro dando apenas um ataque e marcando apenas um gol.

Fernando "Judas" Torres (2007-2011)Editar

Fernando Torres, um modelo, manequim, ator de comercial de pasta de dente e atacante espanhol, foi a estrela máxima do Liverpool entre 2007 e o início de 2011. Ele havia se destacado no Atlético de Madrid, onde conseguiu levar o clube à maravilhosa oitava posição do campeonato espanhol, um dos melhores desempenhos da história. Dias antes de partir para Liverpool, o loirinho jurou amor eterno ao clube madrilenho, dizendo que jamais sairia de lá. Saiu, mas o clube não sentiu muito, já que conseguiria manter, nos anos seguintes, a mesma sina de sétimos e oitavos lugares que tinha quando El Niño Torres jogava por lá.

Por que "El Niño"? Será porque ele desestabiliza a defesa adversária, tal qual o fenômeno natural faz com o clima? Não! Esse apelido se deve à eterna cara e atitudes de criança que o espanhol possui. Mesmo assim, ele conseguiu se tornar ídolo dos Reds. Jurou amor eterno, prometeu ficar para sempre e ganhar muitos títulos. Ainda liam-se essas declarações no jornal do dia em que Fernando Torres fecharia, entre um gole e outro de vodka, um contrato multimilionário com o russo londrino Chelsea Football Club. O resultado? Camisetas e mais camisetas número 9 do Liverpool queimadas, enquanto os dois clubes preparavam-se para a partida que marcaria a sua estreia pelos azuis. Milagres acontecem, e o Liverpool, sétimo colocado no campeonato, conseguiu vencer o Chelsea em Londres, o que acontece com a mesma frequência que o Sport Club Corinthians Paulista ganha a Libertadores.

2012-2014: A era Suárez e o QUASE campeonatoEditar

 
Suárez fazendo aquilo que sabia fazer melhor em campo
 
Não falei que tinha escorregado?

Torres sai do clube e parece fazer efeito, pois o time ganha a Copa da Liga Inglesa, primeiro título em anos. O time contrata o goleiro vampiro racista uruguaio Luis Suárez em 2013, junto com outros "talentos" (entre aspas é claro) rejeitados como Phillipe Coutinho, rejeitado pela Inter de Milão e Daniel Sturridge, rejeitado pelo Chelsea. O time voava no campeonato e parecia que finalmente ia ganhar a Premier League depois de milhares de anos, mas escorregou (literalmente, veja imagem ao lado) no final e deixou o título cair nas mãos do Manchester City

Deprimido com a derrota, Luisito vai fazer panela no Barça com Messi e Neymar. Junto com ele saíram também Sterling e o resto dos jogadores que prestavam, incluindo o próprio Gerrard, que finalmente se deu conta da ruindade do seu time do coração e foi ganhar milhões fazendo nada nos Estados Unidos.

2015-presente: A era Jurgen KloppEditar

 
Klopp, o homem de mil faces

Em 2015 o alemão Jorge Chopp chega ao time e faz a porra toda funcionar novamente, montando um ataque foderoso com Coutinho, Roberto Firmino e Benteke, mas como estamos falando do Liverpool, o time nadou, nadou e morreu na praia: ficou em 6º na Premier League e foi vice da Copa da Liga Inglesa pra Cidade do Homem de Peru e na Liga Europa pro Sem Vila, o perenial vencedor do torneio europeu.

 
Karius, após dar o cu entregar a paçoca.

Na temporada 2017–18 voltou a disputar um título, a Liga dos Campeões na fase de grupos, meteu goleadas sobre times fraquissímos, e nas oitavas meteu 5x0 no FC Porto com um tal de Sadio Mané dopado, nas quartas estuprou duas vezes seguidas o pobre (como assim?) Manchester City do jênio Pep Pardiola, nas semis venceu a cagada AS Roma com uma boa contribuição de Mohamed Salah que reencarnou o faraó egipcío na temporada. Na final pegaram o poderoso Real Madrid, no início da partida Sergio Ramos se atreveu a dar um golpe de judô no faraó e desfalcou o time inteiro, se não bastasse a ruindade do time, ainda teve duas entregadas de paçoca do goleirão Karius, um viado com coquezinho ridículo, contribuíram para mais um vice europeu do Loser.

EstádioEditar

 
O caixote estádio do Liverpool

Seu estádio, o Anal-field, cujo nome é uma homenagem a antiga profissão de Houlding, era um antigo bordel, e hoje tem capacidade para 45.362. Essa semana foi lançado um projeto para o novo estádio: papel de parede de oncinha, banheiros com fotos dos jogadores, camas em vez de cadeiras, etc.

O velho estádio deverá então voltar a ser um bordel que acolha travecos e putas. O tratamento dado ao velho estádio requer alguma sensibilidade, já que uma numerosa quantidade de torcedores deu o cu pela primeira vez no mesmo.

O lema, uma tradicional aventura sexualEditar

Sobre o termo "You'll never walk alone", esse foi sugerido por um torcedor do Everton, o sr. Vod Kanockers: "Nas ruas perto do Anfield, sempre temos a impressão de estarmos sendo seguidos por bandidos. Por isso, surgiu essa história de You'll never walk alone (você nunca andará sozinho)".

A ligação da viadagem com o Liverpool fica evidente no filme "Baladas, Rachas e um Louco de Kilt", com Samuel L. Jackson, onde putas negociam o cu nos camarotes do estádio Anfield.

Curiosidades do LiverpoolEditar

  • Tem 5 Ligas dos Campeões, e de quebra 3 vice-campeonatos mundiais.

TítulosEditar

  • Vice-Mundial para times brasileiros: 2 vezes para São Paulo e Flamengo
  • Vice-Mundial para times argentinos: 3 vezes para o Independiente e Boca Juniors (este segundo, duas vezes por W.O.)
  • Vice-Campeão duas vezes em um ano só: Na Liga Europa e Copa da Liga Inglesa em 2016