Bemƒ-vindo(a) à Deƒicropédia

O dado concreto, ou ƒeja, é que nunca anteƒ na hiƒtória deƒƒe paíƒ, ƒe ƒez uma enƒiclopédia livre de conteúdo e que qualquer companheiro pudeƒe editar.

58 842 artigoƒ · 196 781 imaƒgenƒ

Ajuda

Embaiƒada (dotô ƒelƒo Amorim)

Perguntaƒ

Decretoƒ

Mídia doƒ Jornaliƒtaƒ Covardeƒ

Ajude
noƒo intitutoƒ

Artigo Deƒtacado
Se você reconhece este lugar, parabéns, sua infância foi uma bela duma merda, hein.

O Massacre da Serra Elétrica é uma franquia de terror slasher composta por cinco filmes (na verdade são oito, mas três deles são ruins pra caralho e é melhor nem considerar), vários quadrinhos inúteis que ficam dando voltas e voltas no mesmo lugar e não aprofundam em porra nenhuma a história da Família Sawyer, um jogo lançado pra Brick Game que supera todos os níveis de ruindade e um spin-off pornográfico, cujo enredo possui mais profundidade que a maioria dos filmes canônicos. A maioria esmagadora dos fãs da série, incluindo Tobe Hooper, consideram apenas o primeiro filme como merecedor de carregar o título de "O Massacre da Serra Elétrica", e o resto apenas como o resto mesmo.

Todas as mídias da franquia possuem o mesmo enredo, Leatherface, um psicopata gordão com a cara em estado de putrefação que anda por aí portando uma puta duma serra elétrica motosserra, fica o filme inteiro caçando e retalhando adolescentes enxeridos e seu cachorro idiota para conseguir alimentar a sua família canibal, esta que ainda não aprendeu a pedir pizza pelo telefone. O irônico é que o próprio Leatherface, o único da família que consegue capturar e desossar a molecada, é o único Sawyer que nunca apareceu dando uma beliscada na coxinha, por ser vegetariano, o que confirma a teoria de O Massacre da Serra Elétrica - O Início, que diz que ele é adotado.

Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Eventoƒ reƒenteƒ


Neƒte dia, eu eƒtou convenƒido de que...


Companheiro, voƒêƒ ƒabia...


Imavem da Veiƒ
 
Diƒpenƒo apreƒentaƒõeƒ
Lula--presidente-br.jpg

Olaƒ companheiroƒ e companheiraƒ. Neƒta noiteƒ, goƒtariaƒ de deƒsejaƒ a todoƒ voceƒ uma eƒelente eƒtadia na Deƒicropédia. Minhaƒ queridaƒ e meuƒ queridoƒ, eƒsta é uma (deƒ)enƒiclopédia eƒcrita com a colaboração de todoƒ povo braƒvileiro. A Deƒicropédiaƒ é um ƒaite de umô e o que estiƒer escrito por aquiƒ não deƒe ƒer leƒvado a ƒério de ƒorma alguma, companheiro. Eƒtou conƒenƒido de que noƒƒas leiƒs e noƒo congreƒo eƒta cumprumetido com o povo braƒzileiroƒ. Nós, na deƒiclopédia, ƒomoƒ engraƒado e não apenaƒ idiotaƒ, como noƒa opoƒiƒão. Iƒo ƒigniƒica que, é... no que se reƒere a Desƒiclopédia, ƒó podem ƒer ƒeitaƒ críticaƒ que nóƒ e todoƒ povo brasileiroƒ toleramo ou ƒeja, voƒê tem que entende que deƒende ƒeu ƒime (com eƒeƒão do timão, heheƒ, claroƒ), membroƒ da oposiƒão, o goƒerno eƒƒeagacê a rede groboƒ e toda a grande mídiaƒ que tem ƒeitoƒ conƒlo contra mimƒ, é... que tenha ƒido ƒacaneado nialgum artigo da Deƒiclopédia, é... vai toma ban, companheiroƒ.

É... boa noiteƒ a todoƒ.


ƒilie-ƒe
Cumpanheiroƒ, aqui ƒomoƒ maiƒ que uma uisquepédia. Todo mundo podƒe cuntƒribuir aqui e lá não. Nunca antes na iƒtória de uma uisquepédia as peƒoas puderam cuntribuir tanto, e iƒo graƒas ao noƒƒo governo, onde oƒ maiƒ pobreƒ puderam aƒeƒƒar a nossa uisquepédia, a Deƒicropédia! Noƒ lanƒaremoƒ ainda eƒte ano, para demoƒcratizar o aƒeƒo as peƒoas a Deƒicropédia, eƒtaremoƒ lanƒando o Pronatec deƒícroƒe, noffa verfão do programa premiado nin nova iorque e copiado no mundo todo. Depoiƒ diƒo, eƒtaremoƒ lanƒando o Programa de Aƒeleraƒão de Criaƒão de Artigos e viƒar, se Deuƒ quiƒer, a quintaƒ maior enƒicropéƒia do mundo.


Brasileiroƒ
Se ƒove goƒtou do que ƒiu aqui, ƒilie-se ao noƒo partido. Preciƒamoƒ de mais guerreiroƒ da demograƒia para no ƒuturoƒ virar a deƒicroƒédia de noƒo amigo Hugo e ampliar o númeroƒ de artigo em língua lulanesa e criar proƒramas de guƒerno que possa eƒpandir, melhorar e conƒolidar oƒ que já eƒiƒtem.


Projetoƒ irmãos
A Desciclopédia existe graças à entidade sem ƒins lucrativos ƒundação Desciclomídia. A Desciclomídia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com conteúdo livre: