Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mário Sérgio Santos Costa

Joinha21.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém com falta de beleza!

Não nos responsabilizaremos por qualquer dano em sua visão ou vontade de continuar a viver.
Você pode perder a libido ou ficar broxa após ler/ver este artigo.


A imagem da beleza.

Mario "Marinho" Sérgio Santos Bosta "que merda hein" é um jogador de futebol brasileiro, cantor de samba e pagode e nas horas vagas trabalha como stripper tirando a camisa e comemorando mesmo, ainda que as vezes confunda o local de striptease e tira a camisa durante um gol no jogo, levando ele a costumeiramente tomar cartão amarelo e ser suspenso, mesmo que nem sequer se dê conta da própria punição.

CarreiraEditar

Nascido em Penedo a 29 de maio de 1990, Marinho começou sua carreira de boleiro em 2005 jogando pelo Curintia Collorado e logo passou pro Tapetense FC em 2007. Estreou profissionalmente em 2008, mas não teve taaaanto destaque, ainda assim os Colorados rapidamente o cooptaram. E teve sucesso: em 2009, mesmo sendo expulso várias vezes, Marinho conquistou junto com o Inter mais um título pro time, o primeiro da carreira.

Chegou a ser emprestado pra uma pá de times, como o Caxias, o Ituano, entre outros, por fim ele conseguiu ser vendido de vez pra um time, mas foi logo pro Clube Náuticu Barbiearibe. Não durou muito tempo lá e ainda em 2014 foi pro Cabeçudos SC. Lá ele alcançou enfim o status de mito. Não exatamente por seus atributos de jogador, entretanto...

A entrevista míticaEditar

 
Marinho ao lembrar tarde demais que esqueceu do dia do aniversário da namorada... se fodeu!

Após salvar o Cearíbes ao ajudar o time a arrancar um empate contra o Tricobarbies FC, Marinho tirou a camisa e comemorou o seu gol salvador. Porém ele não se deu conta que NÃO PODE ISSO ARNALDO, A REGRA É CLARA! E ele acabou tomando um amarelo sem se dar conta. Na verdade, ele já tinha feito isso jogos antes e também não se deu conta. No final, ele descobriu que não ia jogar contra o Oeste devido a suspensão. E daí nasce o mito:

  Tô? Que merda hein?! Sabia não... e-eu só tomei um cartão contra o Atléticu, num tô lembrado o outro...  

(Daí os repórteres começam a relembrar ele os feitos - lamentáveis, diga-se de passagem devido a feiura do sujeito - anteriores)

  É? Que merda hein... não sabia... AH, VOCÊS ME LEMBRARAM AGORA, QUE MERDA! Ah... comemoro mesmo... ah, tô cansado véi!  

E assim ele virou uma lenda. Chegou a jogar assim graças à fama no Raposeiro LSD e no Macumba Rubro-Negra, antes de uns chinas malucos do Changchun Yatai morrerem de rir com o vídeo do Marinho mesmo sem entenderem porra nenhuma e assim ele foi contratado pelo time. Isso é o poder do meme! E até hoje ele tira a camisa, pra desespero dos chineses que acham que vão ser devorados pelo bicho papão... Não durando muito na China, voltou para o Brasil para jogar no Gaymio com esperanças de ainda tirar a camisa lá.

A tal entrevistaEditar

Até hoje ele não sabe de nada. Deve ser parente do Lula...