Abrir menu principal

Desciclopédia β

MC Brisola

Cquote1.png Você quis dizer: Lixo? Cquote2.png
Google sobre MC Brisola

Cquote1.png Você quis dizer: Pior Cantor de Funk da história? Cquote2.png
Google sobre MC Brisola

Cquote1.png Você quis dizer: Modinha morta de 2016? Cquote2.png
Google sobre MC Brisola

Cquote1.png Você quis dizer: Leonel Brisola? Cquote2.png
Google sobre MC Brisola

Cquote1.png Você quis dizer: MC PR Cquote2.png
Google sobre MC Brisola

Índice

MC BrisolaEditar

Родился 4 августа 1969 года в семье коммунистического буржуа, это бизнесмен, бывший порно актер, композитор и худший «певец» бразильский Funk, который был очень успешным в 2016 году с его паршивой специальной Hits. Более известный как "Brisolão" или "Bengal Kid Bitch"

 

MC Brisola e sua puta


Carreira "Musical"Editar

Período em atividade: 1997-Atualmente

Álbuns: Eu e Bengala, Brisolão, Mc Brisola, MC PP da VS, Como Brincar Com Kid Bengala Em Uma Orgia, As Novinhas de São Paulo

Gravadoras: Bengala Records®, GR6 MUSIC, GR6, KondZilla Records, MC Brisola, Brisola Records, MC Gorila Records, CB Records

Principais Hits: "Senta porra, vai caralho", "Senta no fuzil", "Os Transantes", "Transei com Kid Bengala", "Os ovo do meu saco"


História da carreiraEditar

Однажды, в 1996 году, Брисола курил косяк, когда ел шлюху по имени Маркао. Рядом с ним находился его лучший друг Кид Бенгал, который возился со старым компьютером с Windows 95 (в то время он был новым, его тапир) и искал в цепях самые большие хиты того времени, чтобы выяснить, есть ли в его клипах шлюхи. для него, чтобы поесть, пока он не нашел видео Рэпера Вайна, но больше всего Кида поразил не шлюх в клипе, а жанр музыки, который был "Funk Ostentation", затем вызвал своего компаньона Брисолу, чтобы показать видео он смотрел и очень любил его, поэтому решил перенести этот стиль в Бразилию.

 
Bengalão, melhor amigo e parceiro sexual de Brisola



GravadoraEditar

Ficou 1 ano procurando uma gravadora, porém não achou então decidiu fundar a Bengala Records®, junto de Bengala.

A Bengala Records®, Inicialmente não era muito famosa, além das músicas do Brisola que não fizeram muito sucesso na época, eles conseguiram fazer alguns acordos com grupos de Rap e bandas Emos no final dos Anos 90 e início dos Anos 2000, mas nada de muita expressão, os seus clipes e músicas mais famosos foram "Still Dre", do Rapper Dr. Dre em 1999, "Duas putas e uma bengala", de Kid Bengala em 2002 e "Radio" da banda Emoponto em 2006.

O fim da Bengala Records®Editar

A Bengala Records® estava passando por grandes problemas financeiros, isso fez com que em 2005 eles fechassem 9 filiais da empresa no Brasil e 4 nos EUA. Tiveram que fazer muitos cortes de gastos nos clipes das músicas, o que irritava os artistas e só manchava mais a empresa, isso tudo acarretou numa bola de neve que fez com que tivessem que fechar a empresa em agosto de 2006 e abrir de novo em novembro do mesmo ano como uma empresa de donuts, que logo foi vendida em 24 de novembro de 2006 para um empresário baiano



Fama? Acho que NÃOEditar

MC Brisola ficou mais de 13 anos sem ter fama alguma, sendo excluído da sociedade, outros cantores e grupos de Funk como o Bonde da Stronda, Cidinho e Banota e Bonde do Tigrão estavam fazendo muito sucesso enquanto Brisola estava cantando na cena Underground. Talvez um dos motivos seja por ele ter começado a cantar "Funk Proibidão" antes dele se popularizar, o que fez com que as pessoas não gostassem de ouvir suas músicas.


Ascensão de BrisolaEditar

Mas isso estava para mudar, Brisola teria um próspero futuro, ou não em 2007 fez uma pausa em sua carreira musical, só voltou em 2009, pois teve que arrumar sua vida e reorganizar sua carreira nesse meio tempo, mas nada que tivesse o destruído. Criou a "Brisola Records", sua gravadora própria, desta vez sem ajuda de Kid. Então, em 8 de março de 2009, em homenagem a todas as mulheres desse Brasil, lançou seu álbum "Brisolão", contendo hits como "Sexo nos bailes" e "Hora de gozar", que fez muito sucesso nas rádios brasileiras, tocou em todas as boates do Brasil e bateu recorde de pirataria e, em 2010, mudou o nome de sua gravadora para MC "Brisola". Isso tudo fez com que Brisola ganhasse fama para continuar sua carreira, o que lhe deu motivação para tentar entrar na GR6 em 2011 e se tornar um grande funkeiro mainstream .


"Funk Ousadia"Editar

 

Em 2014 MC Brisola começou a investir na ideia de "Funk Ousadia", em outras palavras, falar mais de sexo e menos de criminalidade, tráfico, etc... O que deu muito certo e acabou popularizando mais ainda sua carreira.


2016: Ápice da carreira e contrato com a KondZillaEditar

Em 2016, Brisola lançou o seu maior hit, "Senta porra, vai caralho", que ficou em primeiro lugar na Billboard. No mesmo ano, ele lançou "Senta no fuzil", que fez sucesso, mas ficou em sétimo lugar apenas como se isso fosse pouco, o que chamou atenção da KondZilla Records, que fez um contrato de 2 anos com ele, mas que só durou 4 meses, pois Brisola não gostava de suas políticas "estranhas e autoritárias", se referindo ao fato de que a KondZilla censura todos os palavrões de seus clipes. como disse ao Jornal Folha De São Paulo, em Janeiro de 2017.

 
"Eles tem uma política muito estranha, é autoritária, eles censuram todos os meus palavrões no vídeo, isso tira a mensagem que eu quero passar aos meus fãs" Disse Brisola, em entrevista à Folha De São Paulo, em 7 de Janeiro de 2017, logo depois de fechar 4 meses de contrato

2017: MC Gorila Records, lançamento de sucessos, DJ Tezinho e DJ R7Editar

Brisola estava há mais de um mês sem gravadora, até que em 28 de fevereiro de 2017, o gênio, empresário e compositor MC Gorila fez uma "proposta irrecusável", como disse o Deus do Funk. Era um contrato de 2 anos, similar ao proposto pela KondZilla, porém, desta vez com a recém fundada "MC Gorila Records", fruto de seu sucesso no ano anterior, com a música: "Sujou meu pau foi de cocô", que arrecadou quase 2 milhões de dólares. O artista Brisola, na mesma semana, também fez uma música com o artista Jonathan Marcondes, o MC Jhojhow, da famosa M10 Produtora, chamada "Chama Fio", interpretada por muitos como referência ao sexo anal, e outra com o MC Lan (que nome de nerd), chamada "Desce Marolada", com explicitas apologias ás drogas e com a mesmo levada de outras músicas compostas na sua produtora. Boa parte de suas músicas foram produzidas, não pelo MC Gorila, mas sim por outro grande nome de ouro da cena musical: Tesão Tezinho, que também era do cast de MC Jhojhow e era um dos produtores mais requisitados pelos artistas e seus beats mais viciantes que drogas ilícitas.

Contrato com R7Editar

Outro grande ídolo da Música Popular Brasileira, o DJ R7 mostrou interesse no trabalho de MC Brisola, propondo um contrato de uma "música". "Os Transantes" foi lançada no mesmo ano, com uma recepção mediana, o que fez Brisola repensar seus métodos e contratos.


2018: Derrocada e mudança de táticasEditar

Brisola começou a perder sua fama por causa das decepções musicais que estava criando, isso fez com que ele se afundasse em drogas, álcool e prostitutas de aluguel, baixando mais ainda a qualidade de suas composições, botando em jogo sua reputação e gastando toda sua fortuna em musicas sem sucesso. Até que em 13 de abril de 2018 Brisola decidiu dar uma pausa em sua carreira, para bolar novas estratégias. Brisolão decidiu esperar acabar seu contrato com a MC Gorila Records, para se sentir mais livre e começar novos projetos. Ele passou o ano de 2018 inteiro apenas compondo incríveis hits que planeja lançar nos próximos anos.


2019: Novo contrato, novas metodologias e nova carreiraEditar

Em uma viagem para os Estados Unidos, à procura de novas inspirações, uma semana depois de ter terminado seu contrato, Brisola conheceu Johnny Sins, ator pornográfico e fundador da Brazzers. Em uma longa conversa de mais de 42 minutos, ambos concordaram que o Funk brasileiro merecia um talento como Brisola, então em 2 de março de 2019, em Orlando, na Flórida, foi fundada a CB Records™, ("Careca da Brazzers Records") com o objetivo de promover o Funk brasileiro, a inclusão social e a cultura pelo mundo. Brisola promete trazer bons frutos desse acordo, e que a qualidade dos clipes vai superar os padrões do Funk nacional atual.

  • Brisola possui 42,23% das ações da CB Records™, ações que apresentam uma alta de 12% ao mês com suas declarações positivas.

BiografiaEditar

Nascido e criado na comunidade da Vila Nova Galvão, Zona Norte de São Paulo, em 4 de agosto de 1969, Silas Rodrigues Brisola, mais conhecido como "MC Brisola" vem de uma família muito pobre, que vivia de Bolsa família e tinha dificuldades para sustentar o filho.


Infância miserávelEditar

Silas tinha um pai bêbado, que batia na sua mãe, e o estuprou 3 vezes, uma aos 6 anos de idade e outras duas aos 9. Felizmente, em 7 de Abril de 1981, quando Brisola tinha apenas 11 anos, seu pai foi comprar cigarro e nunca mais voltou, deixando sua mãe sozinha para cuidar do filho. (Há boatos de que um homem com a descrição de seu pai foi encontrado morto, sem um rim, sem o intestino grosso e com metade da cabeça arrancada nas margens do Rio Tietê em 1992, mas nada foi concretizado) Com isso, Brisola foi obrigado a trabalhar na prostituição aos 12 anos de idade, para ajudar sua mãe nas contas de casa, deixando traumas e más experiencias na sua mente para o resto de sua vida.

 
Festa de aniversário de 6 anos de Brisola, 1975. (seu pai, sua tia e seus primos na porta da casa.

)

Ver tambémEditar