Abrir menu principal

Desciclopédia β


Cquote1.png Você quis dizer: Mar de Negros Cquote2.png
Google sobre Mar Negro

Cquote1.png E pensavam que a nossa água era nojenta... Cquote2.png
Habitante da Indonésia sobre Mar Negro

Foto do Mar Negro, pode-se ver que ele é negro mesmo

O Mar Afro-descendente é um mar (que novidade...) que é conhecido por ser um mar que passou no sistema de cotas.

Índice

HistóriaEditar

Diz a lenda que Hades criou o Mar Negro a fim de ter um recanto para tomar banhos quentes e relaxadores. Ele o deixou bem numa região de divisa entre dois continentes para evitar que algum continente tomasse o território.

  O que alguém vai querer com um mar Negro?  
Curioso sobre citação acima

Naquela época, o mar era límpido e incolor, via-se até as bolhinhas que saiam do fundo do mar, que tem aproximadamente 2000 metros de profundidade. Tudo estava perfeito para Hades tirar suas férias de verão. Porém ocorreu que nessa época, a mitologia Grega entrou em decadência e Hades já não estava ganhando mais tanto dinheiro para sustentar um recanto tão caro.

Ele decidiu vender o mar para a ONU. Esta hospedou muitos povos ao redor desse mar, cobrando uma fortuna com a hospedagem. A maioria (quando eu digo "a maioria" quero dizer "todos") dos povos que ali se hospedaram tinham escravos vindos da África, os quais eram trocados por mercadorias baratas como perucas, vibradores, seios postiços, calendários, brindes de lojinhas, etc..

Quando um escravo morria, não se deveria gastar dinheiro com o seu velório. Então, eles jogavam os escravos no mar para que os mesmos se putrefizessem lá. Este processo era repetido por gerações, sendo que durou cerca de 1500 anos. Resultado: o mar estava tão sujo e fedido que ninguém suportava o cheiro dele. Os hóspedes não queriam mais saber da região. A ONU, então, decidiu abandonar a região, vendo que ela não trazia mais lucro.

A região foi ocupada por alguns peregrinos que não se sentiam mal com o fedor e resolveram vender as terras. Eles ofereciam as terras por uma pechincha e haviam alguns países que estavam com o caixa fraco, mas gostariam de se estabelecer em algum lugar. O problema é que eles não gostavam muito de negro.

 
O mar Negro sob efeito de la madre

Neste exato período, um fenômeno conhecido como la madre, a qual é a mãe do el niño e da la niña atingiu a região e deixou o mar negro congelado. Os países que estavam em dúvida não pensaram duas vezes e compraram as regiões que fazem fronteira com o mesmo.

Os compradores foram: Turquia, Bulgária, Romênia, Ucrânia, Rússia e Geórgia. Todas ficaram contentes com o mar branquinho e bonita. Porém, quando la madre foi embora se encontrar com el padre, o mar ficou novamente negro e todos os países perceberam que foram lesados.

Há agora um consórcio entre os países para tentar limpar a sujeira negra encrostada nas rochas do fundo do mar, numa tentativa de deixar ele límpido novamente.

LigaçõesEditar

O mar Negro é ligado ao Mar Mediterrâneo, ao Mar de Mármara e ao Mar de Azov. Ele é responsável por toda a sujeira presente nestes, tanto é que se pensa seriamente em fechar as saídas do mar Negro, numa tentativa de executar uma limpeza de todos os mares circundantes. A questão é bastante discutida no comitê de higiene da ONU, porém não se entrou em um consenso ainda.

VidaEditar

Os únicos seres deste mar são os Peixes-Porcos, demais peixes que gostam de viver na escuridão, e algas fedidas, as quais são responsáveis por boa parte do mau cheiro do mar.

Ver TambémEditar