Abrir menu principal

Desciclopédia β

Marla Singer

Fumocaranguejo.gif Marla Singer dá um tapa na pantera!

Por isso ninguém entende o que ele(a) diz!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.

Marla Singer é a única personagem feminina do filme Clube da Luta que possui mais de duas falas no enredo. Sedutora (só para o protagonista mesmo, que aquela cara de quem fuma pedra não seduz nem o Batoré), gótica, drogada, suicida, fumante compulsiva, boa de cama, maluca, depressiva e viciada em pílulas de haxixe: esta é a donzela do bizarro filme.

HistóriaEditar

  ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Homer Simpson salva Springfield usando uma moto, ou que a identidade secreta Batman é Bruce Wayne.

 
 
Toda a saúde e vitalidade de Marla Singer.

Marla Singer teve uma infância difícil, seus pais morreram de câimbra cérebro-espinhal e por isso a garota foi criada por traficantes de pedra o que acabou por transformá-la na indigente que é.

No filme, aparece inicialmente como uma assídua participante de sessões de grupo de apoio a vítimas de cancro testicular, elefantíase de tetas e transtorno de déficit depressivo compulsivo neurótico de vício em heroína e ----cola de sapateiro. Demonstrando assim ser uma completa desocupada que quer morrer pelo fato de as drogas não produzirem mais efeito nela. E quanto ao motivo dessa mania de frequentar esses buracos deprimentes o autor esqueceu de dizer, mas deduz-se que tudo são efeitos colaterais dela já ter sido no passado casada com Tim Burton.

E foi frequentando essas sessões que Marla conheceu o Narrador Sem Nome, o cara que queima o próprio apartamento(?). Alguém tão esquisito quanto ela.

Fanática em Bullet For My Valentine, Evanescence, My Chemical Romance e Fresno, tamanha maluca só podia ter como namorado nada menos que um esquizofrênico de dupla personalidade mesmo. O romance começou de uma maneira bem romântica. Marla começou a sentir sintomas de overdose de cheiramento de gatinhos, ligou para o o Narrador Sem Nome ou Tyler Durden, que inicialmente a ignorou, mas posteriormente foi lá na casa de Marla com quem ficou transando o dia inteiro por vários dias e de manhã sempre sendo ignorada (na verdade, uma desculpa, pois assumiu essa segunda personalidade porque tinha vergonha das vezes em que broxava).

Desprezada continuamente, cansou da esquisitice das duas personalidades, uma hora era o Narrador Sem Nome outra hora era Tyler Durden e frequentemente brigavam, o principal motivo das discussões eram aqueles sabonetes rosas que não eram perfumados.

Depois de sumir um pouco da história, no final constata que Tyler Durden consegue ser mais maluco que ela e termina o namoro, mas na última cena reata o namoro ao ver que ele suicidou-se e não morreu no processo.

Dado Dolabella diz que este artigo é um esboço que traiu o movimento punk.
Faça que nem o João Gordo e mande-o SUMIR DAQUI!
v d e h

Marla Singer é do Clube da Luta ou também do CDL!!!

...e sabe fazer sabão!!!
Não fale sobre o Clube da Luta, pois Tyler está de olho...