Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mateus (apóstolo)

Nota: Para outros significados consulte São Mateus (desambiguação).


Judeu0.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia alemães, foi escolhido por Javé e não come camarão porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Santaceia.jpg E nomine patris et filii et spiritus sancti!

Este artigo foi criado por um cristão devoto. Ele vai à igreja todos os domingos com o intuito maior de tomar vinho louvar o SENHOR. Se você vandalizar, Jeová Deus te mandará sem hesitar para o inferno!

Cquote1.png Paguem os impostos!!! Cquote2.png
Mateus (apóstolo), antes da conversão
Cquote1.png Mas São Mateus, eu só estou devendo 14 meses! Cquote2.png
São Madruga sobre São Mateus
Cquote1.png OK, OK, vou deixar passar!!! Mas não abuse de minha santidade!!! Cquote2.png
Mateus (apóstolo), depois da conversão

São Mateus é um apóstolo, padroeiro de todos os banqueiros, cobradores, contadores, funcionários do Serasa, SPC e Receita Federal. Era um judeu e vivia muito feliz, porque cobrava impostos para os romanos, sempre pegando um bocadinho para si.

HistóriaEditar

 
São Mateus calculando o quanto você está devendo para Deus.

Depois que se converteu e passou a andar com Jesus, abandonou a tesouraria que passou a Judas Iscariotes, que roubava a caixinha apostólica, o que obrigava Jesus a ir comer na casa dos ricaços da região, para escândalo dos judeus, que já eram muquiranas naquela época.

Depois da morte de Jesus São Mateus se dedicou a pregar o evangelho aos judeus, porém enfrentou muita resistência, porque sempre que ia pregar o pessoal fugia dele achando que ele iria cobrar os impostos atrasados dos romanos. São Mateus desistiu de pregar e passou a escrever, e fez um evangelho bem bonitinho e organizadinho, como bom contador que era e especialista em Imposto de Renda.

São Mateus é celebrado na liturgia especialmente no último dia da entrega da declaração do imposto de renda, onde os fiéis buscam sua ajuda para que por sua intercessão se burle os auditores, especialmente no abatimento na declaração com depentes e despesas médicas fajutas.

Atualmente no céu São Mateus trabalha na Secretaria da Receita Celestial, fazendo a contabilidade detalhada dos dízimos e esmolas que cada fiel doa. Dizem os teólogos que no Apocalipse haverá uma grande malha fina da Receita Celestial e cada homem vai ter de prestar contas de todas as vezes que quis burlar o divino fisco.

As multas do imposto divino atrasado vão desde refazer a declaração no Purgatório ou a condenação eterna por fraude fiscal no Inferno.