Abrir menu principal

Desciclopédia β

Mogadíscio

Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png Bullet hole glass.png

Cquote1.png Trágico! Cquote2.png
Senhor Omar sobre Mogadíscio

Mogadíscio é oficialmente, de acordo com os livros, Wikipédia e outras fontes nada confiáveis, a capital da Somália, a Desciclopédia como fonte confiável tem o prazer de afirmar que há dúvidas e controvérsias acerca disso, na prática ninguém sabe direito o que é a capital daquele país caótico...

Índice

HistóriaEditar

 
Grupo de turistas curtindo as emoções de Mogadíscio.

Na época antiga Mogadíscio foi fundada por árabes que saíram de sua terrinha em busca de novas aventuras, e pode acreditar que aventura é o que não falta em Mogadíscio. Criaram ali um porto humilde de venda de damascos e carambolas.

Durante a Idade Média, Mogadíscio foi dominada pelos berberes na época que este povo conquistou o Deserto do Saara, e com o tempo inúmeras tribos foram se ajuntando por ali criando uma grande diversidade étnica, cultural e religiosa, e isso viria a dar uma treta daquelas.

Já começou em 1871 quando o sultão de Zanzibar Freddie Mercury Prateado invade e ocupa a cidade, para posteriormente em 1892 vender para os italianos pelo vantajoso preço de 500 camelos.

Os italianos ficaram lá, parece que só fizeram uma ocupação simbólica, porque não melhoraram nada e não exploraram nada também. Com o fim da Primeira Guerra Mundial os italianos deram um bico em Mogadíscio, que tornou-se a capital da Somália independente.

Guerra civilEditar

  Porra! Esses palhaços poderiam estar lutando para encontrar comida para o inverno, e ficam lutando entre si brigando de tiro ao alvo nos civis! Quanta perda de tempo!  
Oscar Wilde sobre Guerra Civil de Mogadíscio

 
Cidadãos de bem de Mogadíscio praticando um esporte local inocente.

Depois de uns anos de independência e um monte de político fazendo cu doce, em 1990 estoura em Mogadíscio uma das guerras civis mais escrotas que se tem notícia do mundo, começou quando o então presidente Mohamed Siad Barre perdeu uma partida de truco valendo o toba e para não pagar o pato fugiu para uma savana no Quênia onde dias depois morreu devorado por uma leoa. Esse fato desencadeou uma série de merdas de um deus nos acuda de cada um querendo o poder. Até o dia que a ONU interviu, e então a palhaçada ficou completa, soldados da Malásia e da Itália foram perdidos para a cidade tomar bomba e a intervenção deu em absolutamente nada. Até os senhores da guerra Estados Unidos se meteram, também deu em nada.

Em 1996 um grupo de magnatas árabes fundou o Conselho Supremo das Cortes Islâmicas com os preceitos baseados no seu livro sagrado do protestantismo islã, o Necronomicon, está milícia dominou Mogadíscio, decretou Guerra Santa e naquela altura a Somália já estava mais dividida que presunto numa festinha.

Até a Etiópia se meteu no assunto invadindo Mogadíscio. Esse fato exibiu toda a fragilidade do país (porra! Ser atacado pelo exército da Etiópia é humilhação), a Somália foi alvo de piadas até do Serginho Mallandro o presidente do Conselho de Segurança da ONU. Povo clama por mudanças, mas os líderes só querem saber de atirar nos opositores.

 
Senhor Omar radiante com os negócios indo bem em Mogadíscio.

Em 2009 a moda em Mogadíscio são os atentados suicidas com homens-bomba.

Atualmente, as milícias, os exércitos estrangeiros, as gangues, todos ainda continuam lá, e quem sofre mesmo é a população.

EconomiaEditar

Economia forte graças à ausência completa de impostos, uma vez que o governo somali está mais preocupado com golpes de estado do que fazer fiscalização tributária. Por outro lado o risco de assaltos, extravios, furtos e roubo são altíssimos.

Atualmente, Mogadíscio é o maior exportador de pedras para o Egito.

CriminalidadeEditar

Tirando diariamente uma explosão ali, um esfaqueamento acolá, um assassinato logo ali, uma guerra tribal até a morte em plena luz do dia lá, tirando esses pequenos detalhes Mogadíscio é um lugar seguro e de baixa criminalidade.