Abrir menu principal

Desciclopédia β

Monster in My Pocket

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/7/78/Konamipedia2.png}}

Virtualgame.jpg Monster in My Pocket é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Sagat solta um Tiger Robocop.


Cquote1.png Você quis dizer: Pokémon Cquote2.png
Google sobre Monster in My Pocket

Cquote1.png Como alguém compara isso com a genialidade que é Monster in My Pocket! Cquote2.png
Anti-Otaku gamer sobre Monster in My Pocket

A coleção que VOCÊ sonhava ter. Lembra agora?

Monsters in my pocket é um jogos para o NES e seus clones. Com um grau de dificuldade no minimo problemático. Sem falar que é um jogo com nome muito grande, talvez Pokémon não faria tanto sucesso se tivesse um nome tão grande. Tudo começa quando o Guile algum adulto doente decidiu avacalhar a vida de monstros DE BRINQUEDO. Apesar do enredo digno de desenhos do Discovery Kids, a Konami fez um jogo decente (ou não). Monsters in my pocket não é apenas um jogo, mas também uma série de brinquedos, roupas, adesivos e todas essas idiotices que crianças gostam. Mas você provavelmente não é criança, então não te interessa, mas como algum parente chato falaria: "Você já gostoooooooouuu!"

PersonagensEditar

 
Monstros perigosos saindo do bolso de uma criança. Que ironico.

Mesmo com tantos monstros para colecionar, apenas dois foram colocados no jogo. Isso causou uma pequena revolta. Mas como Crepusculo ainda não existia e vampiros tinham a devida moral e respeito na época, todo mundo jogava com ele. Ninguém escolhia o Frankenstein, lógico. Ele era quase um Zangief de Monsters in my pocket, só escolhia ele o infeliz que era o jogador 2. Conhecidos como o Vampiro Vermelho e o Frankenstein verde, note que o vermelho está sempre acima do verde, Mario acima de Luigi e FireRed acima de LeafGreen. Falando dos inimigos, temos o Spring Heeled Jack (esquilo voador preto), Pé Grande, Kraken (polvo gigante), Gremlin (vai me dizer que não conhece), e a Medusa, além de claro, os figurantes zumbis que multiplicam misteriosamente sempre que você mata eles, tipo as pragas de Ninja Gaiden. Como sempre, os personagens tem apenas duas opções: pular ou atacar. Monstros como lobisomem, Golem, monstro do pantano, o fantasma da opera, Jotun Troll, o homem invisivel, Dr. Jekyll, e a múmia ficaram de fora, para você ver como o capitalismo é, você teria que comprar os brinquedos para poder se divertir com eles.

JogandoEditar

 
Imagem de um raro tio viciado que jogar com o Frankestein

Como sempre, tenha paciência, jogo velho são tem savepoint. Ele pode ser tão desafiador quanto Ninja Gaiden. Você, vira um monstro de brinquedo que tem de salvar o mundo. O que você faz? Você enfreta obstaculos para sair de casa sem que seu dono babão perceba e depois que sair, chegando na cidade, tem que tomar cuidado para não ser notado pelas pessoas, ou melhor, ninguém te notaria, você é um brinquedo! Mas você deve tomar cuidado para não ser amassado, pisado, afogado, queimado, esmagado, derretido, entre outras coisas.

Plágios da vidaEditar

Após a criação de Monsters in my pocket muitos jogos com criaturas pequenas seguiram o MESMO enredo, jogos como:

Sim, todas com começar em um lugar pequeno e depois avançar para um lugar cada vez mais maior. Não faz muito sentido. Mas dizem que esses jogos aumentam a auto-estima de baixinhos. Por isso você sempre verá essas coisas sendo produzidas por aí.