Mordida

Mordida serve para duas coisas (ou mais): ingerir alimentos que precisam ser mordidos ou ataque... Não é aquele ataque que você sai toda doida dando pulinhos, mas o ataque defensivo ou ofensivo, embora não seja dos golpes mais adequados. Alguns bichos de rabo erguido (não dessa forma) costumam unir as duas funções pois atacam com a mordida e atacam em seguida. Será mesmo que vou ter que pesquisar pra te dar uma explicação decente? Acabei de confessar que não sei muito sobre a etnologia da palavra. Tudo certo, convocarei aquele nosso amigão douto em linguagem para falar dessa parte.

Nada dissoEditar

 
O perigo era o jacaré.

Pode esquecer a prometida etnologia, o máximo que digo é que você associe à mordaça ou coisa assim, o que também não vai adiantar muito, então esquece por hora, ficarei devendo em outra edição da página daqui a uns dois ou três anos. Nem creio que tu queira ler coisas como mordida no pau e baixarias semelhantes, então essa piadinha sem graça fica mastigada e triturada aqui mesmo. Sobre mastigar e triturar que não deixam de ser mordidas, mas antes acorre a mordida que corta, lembrando tão somente o que a tia Juju ensinou nos primeiros anos do Fundamental, sobre os incisivos, mais conhecidos como dentões da frente. Tão somente porque temos uma fileira(aparelhada ou não) de dentes considerável, nada que se compare a outros bichos, mas muita coisa, se comparada aos naturalmente banguelas.

Sim amigão, os banguelas também têm mordidas, mas não sei se considera-se mordidas aquelas pobres boquinhas sem dente, das tartarugas por exemplo, que embora abram a boca em 180° não possuem dentinho algum, totalmente diferente de seus parentes jacarés, que até riem dos nossos lindos dentinhos primatas. Ainda assim, se existe uma mandíbula ela se fecha sobre algo podendo prende-lo(não, não é isso), logo seres desdentados como tartaruguinhas, sapinhos e outros, ainda assim são mordidas. E sabe aquele maldito cachorro que te mordeu? Diga lá se o seu sonho não é que aquele cachorro fosse banguela? A mordida dele não teria feito muita coisa, ainda precisaria ter chutado ele menos, mas esse é outro golpe.

Evitando mordidasEditar

Morder é muito fácil, observe qualquer bicho, mas esqueça seu pet e olhe aquele que caçam de verdade, eles dão aulas de mordidas. Um tigre por exemplo, a dentada é ou na jugular ou no cangote do bicho perseguido, mas é bem para abater logo e ele morrer sem sofrer muito,

 
Exemplo de mordidas: uma que pode danificar e uma mordidinha inocente.

isso prova a eficácia das mordidas bem dadas, depois dele mortinho, basta cravar os dentes das tripas, deixando apenas as melhores partes e os carniceiros, hienas e urubus que fiquem com aquelas partes inferiores. As melhores serão repartidas com o felino de grande porte (ou porte decente) e pra isso as mordidas cravam bonito sobre cada parte e as arranca... Nem chore, o pobre bichinho já morreu faz tempo. Dar boas mordidas, muito bom, mas como escapar delas?

Mordida é um golpe muito traiçoeiro, tanto que as cobras é que são as melhores nisso, e as mais rápidas, as mordidas delas são mesmo chamadas de botes, imagine se até mesmo o rebote poucos pegam, menos ainda o bote. São mesmo as serpentes que podem dar o melhor exemplo disso: Elas apenas ficam girando aquele singelo pescoço (mas a cobra toda é um pescoço), parece estar dançando e quando menos se espera... Então, muitas mordidas são assim, totalmente diferentes da caçada descrita acima, que há a perseguição e já se sabe das mordidas, que estão longe de mordidinhas amorosas, mas quando nem se sabe que ela vem? É apenas a cabeça de repente e em seguida a mordida. Pra escapar disso você precisa de duas coisas: Bom reflexo e boa intuição. A intuição pode ser ao ver alguém te olhar de canto com os olhos avermelhados de pura paixão e pode dar a pista de ser um bicho afeito a mordidas. Depois disso, seu reflexo estando zero bala, nem precisa se preocupar tanto, o bote do mordedor pode ser repentino, mas você se desviará na hora exata.