Abrir menu principal

Desciclopédia β

Muraenidae

(Redirecionado de Moreia)
Moreias
A Moreia dramática... Não fará sucesso...
A Moreia dramática... Não fará sucesso...
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Acordados
Superclasse: Aquáticos
Classe: Peixes com espinha
Ordem: Formas de bilau mole
Família: Mocreias

Muraenidae é o nome de uma família de peixes normalmente conhecidos apenas como mocreias moreias, sendo eles não uma cobra mas sim um peixe que vive na água. As moreias são como o diagnóstico de câncer: uma das últimas coisas que você vai tomar conhecimento em vida, já que elas são praticamente mafagafos aquáticos. Assim, sabe-se muito pouco sobre estes bichos além do fato de que elas são enguias mais feias e mais gordas. Todo biólogo que ousou se aprofundar um pouco mais que isso passou a dormir com os peixes, e como os livros de biologia psicografados não têm muita aceitação na comunidade científica, ficou tudo por isso mesmo.

Índice

DefiniçãoEditar

Moreia é um nome comum dado a diversos peixes marinhos que embora não sejam pensam que são cobras. Família: não cientificamente falando as moreias pertencem a família das moreiarídeas, e possuem a particularidade de ter corpo alongado, serpentiforme, desprovido de escamas e que vivem geralmente tristes, solitários e sorumbaticamente escondidos em tocas de árvores ou arbustos no fundo dos oceanos, mares, lagos, rios, barragens, ou açudes do Nordeste quando cai chuva, um fenômeno meteorológico que acontece lá um ano sim oito não. As moreias, como as cobras, também não possuem nadadeiras ventrais nem laterais, muito menos peitorais, logo não podem realizar nado de peito, tendo de se mover ondulando o corpo como todos esses bichos que acham legal se arrastar.

HabitatEditar

Particularmente, as moreias vivem em tocas próximas aos recifes de corais, e essas gostam tanto que são as mais coloridas das espécies. Um dado importante: as moreias se alimentam de qualquer animal que passe perto de sua casa, inclusive você, logo não leve uma para casa acaso encontre uma por acaso. No Brasil são conhecidas trinta espécies de moreias e mais outro tanto ainda desconhecidas. Como toda cobra, a moreia nasce de ovos, e o momento da eclosão é a fase mais crítica da vida desses aracnídeos, que nós cientistas biólogos chamamos de alevinos das moreias, pois, exibem um aspecto de folha vegetal transparente, denominada leptocéfalo, palavra de origem latina ou grega, ou seria sânscrito? Que significa aquele que tem cabeça transparente e fina como uma folha de papel.

Origem das EspéciesEditar

Segundo se sabe são centenas de espécies de moreias. Com base em conversas ao acaso com pescadores, descobri que a origem das espécies de moreias realmente não sei, nem muito menos os pescadores, porque essa foi uma das coisas que também não estudamos, mas levantamos boas hipóteses: (1) vai que foi alguma cobra que caiu de alguma árvore na água e não conseguiu voltar lá para cima, ou, (2) foi uma cobra que entrou na água para tomar um banho e gostou tanto de ficar nadando e se refrescando que não saiu mais, ou, mesmo o contrário, (3) as cobras foram moreias que saíram da água e foram morar em cima das árvores por uma razão qualquer, quem pode saber? Da próxima vez que encontrar o Charles Darwin vou perguntar para ele e volto para contar para vocês ou não, de repente ele não sabe também, pois, os pescadores os quais ele perguntou também não sabiam.

EstudosEditar

Com base nos dados aleatórios e difusos que foram encontrados junto a restos de biólogos que vieram à tona depois de ataques de moreias, sabe-se que ela é um peixe ósseo como a enguia, que tem uma coluna e o crânio, como a enguia, e tem um formato cilíndrico sugestivo, como a enguia. O leitor mais babaca provavelmente deve estar rindo de se acabar desse trocadilho "como a enguia"; é bom mesmo que esteja, já que o humor deste artigo não vai melhorar muito mais que isso.

A segunda descoberta foi que ela é dividida em 15 gêneros diferentes com várias cores, sabores e formatos (não, não há moreias quadradas, redondas ou icosaédricas, todas têm formas longas como um pênis)[1] que podem ser interpretadas, dependendo do lado que se olha, como o "alongamento de uma cabeça" ou o "complemento de um rabo".

A terceira descoberta foi uma das menores e mais irrelevantes para a geografia biologia, mas que será posta aqui do mesmo jeito para cumprir nossa cota de 8KB por artigo: a medida média medida pelos medidores malucos do SI, vulgarmente conhecido como Sistema Internacional de Medidas. Fanáticos por réguas, eles medem tudo que encontram pela frente, desde enormidades como montanhas e o ego da Suzana Vieira, até coisas ridículas como o seu pênis e o meu salário -- graças a Deus que inventaram o microscópio eletrônico, hein? Numa dessas sessões de medição muito loucas, eles descobriram que o comprimento médio da moreia é de 4,16 metros, e não os quatro que se pensava anteriormente. A descoberta causou comoção no meio científico-acadêmico, que desde o rebaixamento de Plutão não recebia notícia tão interessante, mas foi logo esquecida quando descobriram que o peso médio de um saco de lixo de 15 litros cheio de bosta é de 10,3333333 Kg, e não os 10 que se pensava antes.

A quarta descoberta foi que elas também tinham um esquema e podiam abrir a boca como uma cobra que não saiu da água e vive na água... Isso revolucionou em... Algo. Talvez isto tenha sido o tema da tese de alguém que está fazendo doutorado em Biologia Marinha e também questiona o porquê de estudar um animal tão anônimo e sem-graça.

E por fim, a quinta e última descoberta, que na verdade esse ser é de formato cilíndrico e pode então ser categorizado por filósofos desocupados como um objeto em formato sugestivo.

Origem do nomeEditar

 
ARGH! uma moreia querendo chamar a atenção.

Deve ser algo envolvido à pesca delas em Portugal e a pesca delas na Coreia. Na Coreia eles chamavam o peixe de moreia pois era um peixe com uma carne ruim, feio e que não dava para encher a barriga, agora já em Portugal, alguns portugueses queriam variar do bacalhau e acharam esse bicho aqui e passaram a chamar pelo nome coreano, só que não saía bem como devia: Moreia.

No Brasil, o nome foi criado pelo biólogo pé-de-cana João N. Graçadão, que achou o peixe a cara de sua sogra, uma tremenda de uma mocreia. Além disso, como tem gente que come a moreia em caso de extrema necessidade (daí o dito que "urubu vira pomba depois da meia-noite"), o comportamento confirma o nome.

AnatomiaEditar

É praticamente tudo o que foi descrito acima, cilíndrico, fálico, robusto, cabeçudo e veiudo com 4 metros não, 4 metros e 16 centímetros de comprimento.

Ela é quase um bicho que vive no fundo dos mares e tem aquela boca larga para engolir peixes. De tantos peixinhos que come, é um dos primeiros a conseguir se infectar com Mercúrio que os peixes menores acabam ganhando através de algas que possuem Mercúrio dentro.

Desta forma, pode-se dizer que a contaminação por mercúrio termina nas moreias, já que elas não têm predadores naturais. Poucos são os seres aquáticos que têm coragem de comer uma moreia, muitos deles preferindo morrer de inanição a ter uma moreia ligando no dia seguinte, ou pior, cheia de conversinha na frente dos amigos deles. Os únicos animais até hoje que foram vistos comendo moreias foram o Tubarão-cego, o Tubarão-fetichista e o Sapo-desesperado, anfíbio que passa grande tempo fora d'água e quando volta, depois de meses na seca, vem traçando o que encontra pela frente.

ComportamentoEditar

As moreias são conhecidas por serem peixes muito atirados. Ao verem qualquer coisa balançando a seu alcance, partem para cima com a boca aberta, não dando chance de defesa a suas vítimas. Além de peixes menores, os pepinos-do-mar também são muito importantes em sua dieta; no entanto, não entenda "dieta" como aquela coisa que aquela outra moreia mocreia, a sua namorada, vive tentando fazer: toda moreia que se preze é gorda de encher de água a boca de donos de spa.

Como dito anteriormente, poucos são os seres que se aventuram a comer uma moreia em condições normais. Entretanto, em ocasiões especiais como o carnaval ou em dias que a graduação alcoólica da água do mar ultrapassa os 42%, há registros de animais de reputação inabalável sendo vistos se entocando com moreias em lugares escuros e remotos do fundo do mar -- e recusando-se a lembrar-se de qualquer coisa no dia seguinte.

Devo comer uma moreia?Editar

Esta é uma pergunta que merece ampla meditação. Como regra geral, entretanto, deixe o consumo de moreias apenas para situações desesperadoras, quando você não faz nada além de descascar bananas há meses. E, acima de tudo, não seja visto. Se apanhado traçando uma moreia, é preferível dizer que a estava enfiando no c* a dizer que enfiava no... você entendeu.

GênerosEditar

  • Cirrimaxilla - moreia-barbada-taiwanesa
  • Diaphenchelys - moreia-da-lama
  • Echidna - moreias-estreladas
  • Enchelycore - moreias-tigre, moreias-mandíbula-de-anzol, moreias-mandíbula-de-anzol-reticuladas, moreias-de-bikini, moreias-castanhas-caribenhas, moreias-de-manchas-escuras
  • Enchelynassa - moreia-víbora
  • Gymnomuraena - moreia-zebra
  • Gymnothorax - moreias-verde, moreias-fimbrada, moreias-de-borda-amarela, moreias-geométricas, moreia-sgigantes, moreias-californianas, moreões, moreões-amarelos, moreias-pintada-de-natura
  • Monopenchelys - moreia-de-face-vermelha
  • Muraena - moreias-pintada
  • Pseudechidna - enguia-de-lista-branca
  • Rhinomuraena - enguia-listada
  • Scuticaria - moreias-cobra-de-cauda-curta e moreias-cobra-tigre
  • Strophidon - moreia-gigante-delgada
  • Anarchias - moreias-das-seychelles, moreias-minuto, moreias-pigmeu
  • Channomuraena - moreias chinesas
  • Uropterygius - moreias-cobra

ReferênciasEditar

  1. Sim, o trocadilho de novo. Estou tentando um estágio no Zorra Total -- melhor que ficar desempregado.