Abrir menu principal

Desciclopédia β

Morgan (O Massacre da Serra Elétrica)

Deppmorte.gif
Morgan (O Massacre da Serra Elétrica)
é uma vítima infeliz e sem sorte!

Tava passando as férias numa casa no meio do nada


Morgan era um nerd, com grandes conhecimentos em biologia, física quântica e RPG. Viciado em ervas, que o ajudavam a se manter acordado por 23 horas na frente do computador, Morgan estava viajando para o México junto com seus miguxos, para comprar as drogas por atacado, pagando baratinho. O que ele não esperava é que havia uma pedra no meio do caminho, uma pedra chamada Leatherface, que adora saborear a carne de nerds idiotas sem vida social, pois como eles não enchem a cara, a carne deles é mais macia e suculenta.

HistóriaEditar

PassadoEditar

 
Após uma longa pesquisa no Google Images, esta foi a única imagem (bem sem graça, por sinal), que consegui encontrar do Morgan. Bem, é melhor do que nada.

Sei lá, Morgan pode ter nascido em qualquer lugar dos Estados Unidos da América, afinal, metade da população daquele país é nerd e metida a inteligente.

Quando criança, Morgan era uma pessoa comum e sem graça, que sempre fazia suas lições de casa e, nas horas vagas, ficava jogando World of Warcraft, o único lugar em que ele se sentia aceito, e conseguia arrumar uma namorada (Ignoremos o fato de que todas as 5 namoradas que ele arranjou neste jogo eram shemales).

A adolescência deste imbecil não foi diferente. Como todo CDF estadunidense que se preze, ele era apaixonada pela garota mais popular de seu colégio, que era líder de torcida (Clichê detectado). Porém, a garota só tinha olhos para o capitão do time de rugby (Clichê detectado²). Mesmo querendo paquerar com a garota, Morgan era idiota demais para conseguir coordenar as palavras na frente dela, e teve que se contentar em descarregar as suas frustrações na maconha mesmo, a única coisa que lhe trazia alegria e lhe fazia esquecer de sua vida patética.

Morgan ficou tão viciado na marijuana, que passou a comprá-la de 2 em 2 minutos com o traficante de sua região, que se chamava Kemper. Como Morgan era um excelente cliente, que sempre pagava pela erva a vista, Kemper ficava escutando o idiota lhe contar as mágoas. Enfim, os dois conversavam tanto, que acabaram fazendo uma certa amizade.

Alguns meses mais tarde, Kemper, que era o melhor e único amigo de Morgan, convidou o nerd para uma viagem ao México, pois ficou com pena dele, que só saía de casa para comprar comida. Como já estava cansado de ficar apenas coçando o saco, Morgan aceitou, e foi que foi, na espectativa de conseguir encontrar alguma mulher que lhe compreendesse em terras mexicanas.

Presente pro DenteEditar

Durante a viagem, percebendo que muita gente estava na van, Morgan achou que aquela era a oportunidade perfeita para fazer novas amizades. Porém, como não tinha muito assunto, até porque não tinha nenhuma experiência de vida, Morgan começou a encher o saco de todo mundo, falando sobre nerdices como livros e matérias escolares. Os outros nem deram muita atenção, pois o casal Andy e Pepper estava no maior amasso, e Erin Hardesty e Kemper estavam altos por causa dos baseados que tinham acabado de tragar.

Apesar de ser ignorado, Morgan estava contente, pois pela primeira vez estava fazendo uma viagem interessante, que poderia lhe trazer bons frutos. O que ele não esperava é que, no meio do caminho, ele e os outros iriam encontrar uma loirinha suicida, que estragaria toda a viagem ao estourar os miolos na parte de trás da van.

Após este acontecimento, o grupo ficou desesperado, principalmente Erin, pois o sangue da defunta tinha espirrado em seu cabelo, e ela tinha acabado de fazer escova japonesa. Morgan tentou manter a calma, porém, cagão pela própria natureza, ele não aguentou e, ao olhar para a finada, descarregou no meio da estrada todo o café da manhã.

 
Como era o único sem namorada, Morgan acabou sendo jogado para o plano de fundo.

Enquanto os seus amigos foram tentar encontrar o xerife para resolver todo este causo, o vagabundo do Morgan ficou na van, pois queria evitar a fadiga de ter que ficar andando debaixo do Sol forte do Texas. Além disso, ele aproveitou para flertar (sem sucesso) com Pepper, outra vagabunda que tinha ficado por ali mesmo. O que Morgan não imaginava é que, enquanto ele estava lendo HQ's no banco de trás da van, os seus amigos estavam morrendo um por um nas mãos de Leatherface, um doido canibal armado com uma motosserra.

Após algum tempo mofando na van, Morgan e Pepper até que começaram a se entender, principalmente quando Morgan disse que tinha mais de 1.000 dólares depositados no banco. Porém, o papo deles foi interrompido por Erin Hardesty que, desesperada, tentou de todas as maneiras ligar a van para sair daquele lugar (tentativas inúteis, claro, afinal, estamos em um filme de terror, e o carro jamais pode ligar).

Erin continuou tentando ligar o carro, até que, do nada, apareceu o Sheriff Hoyt, que, ao perceber que tinha uns baseados no isqueiro da van, mandou todo mundo descer e ficar no chão. Como Morgan era o mais azarado, o xerife o pegou para fazer a reconstituição do suicídio da loirinha do começo do filme, mandando o nerd reconstituir todos os detalhes, inclusive quando a loira botou o cano da arma na boca e atirou. Como bom cagão que é, Morgan não aguentou toda aquela tortura psicológica e, na primeira oportunidade, tentou botar o xerife na conta do papa. Morgan poderia ter acabado com metade dos problemas dele e de seus amigos, matando o xerife naquele momento, mas como ele é azarado em demasia, a arma estava sem balas, e ele acabou se ferrando, pois o xerife o pegou e o levou para sabe-se lá onde.

Enquanto estava na viatura do xerife, além de ser torturado psicologicamente, Morgan teve o desprazer de tomar uma garrafada na boca e perder metade dos dentes, tornando-se um verdadeiro caipira da região.

Chegando na casa do xerife, Morgan ainda apanhou como um condenado, pois o xerife estava mesmo precisando de um saco de pancadas humano para exercitar os músculos, que foram atrofiando no decorrer dos anos devido ao sedentarismo e excesso de cachaça.

Para terminar a tortura, o xerife jogou Morgan em uma banheira com molho madeira, pois pretendia desossar e cozinhar o nerd no jantar daquela noite mesmo. Após algumas horas pegando sabor, Morgan teve sorte pela primeira vez na vida, e foi salvo pela loirinha imortal Erin Hardesty, que também tinha sido capturada e jogada lá, mas que estava viva porque vaso ruim não quebra.

Apesar de ter sido salvo parcialmente, Morgan estava mais pra lá do que pra cá, e apenas deu trabalho para Erin, que teve que carregá-lo por muitos quilômetros. Os dois só se separaram quando entraram em uma casa abandonada, e foram se esconder nos lugares mais improváveis. Mas como Leatherface era especialista na brincadeira de esconde-esconde, ele conseguiu encontrar Erin, e estava pronto para serrá-la em duas partes simétricas. Mas nesse momento, Morgan, que poderia ter ficado vivo, apareceu, e peitou Leatherface, conseguindo inclusive brigar de igual para igual com o vilão da máscara de pele humana. Naquele momento, ele se sentiu como o seu ídolo, o Super Homem. Porém, no fim da luta, um raio de calor fez falta, e os músculos de Leatherface acabaram vencendo a inteligência de Morgan, que foi pendurado na luminária, teve as pernas cortadas pela motosserra e ficou sangrando até morrer.


v d e h
BUUUUUZZZZZZZZZZZZZZ!!! O Massacre da Serra Elétrica...