Abrir menu principal

Desciclopédia β

Morobe

Típicos canibais-batedores-de-carteira da capital da província de Morebe, no fundo, o governador da província.

Morobe é só mais uma porção de litoral de uma outra porção de litoral da Indonésia. Tem tudo o que você pode esperar de uma nação de terceiro mundo da oceania: canibais, bichos estranhos, mato e canibais-batedores-de-carteira.

HistóriaEditar

Por anos, foi a "parte sombria" da Papua-Nova Guiné, primeiro os ingleses só passavam pela parte Central da Papua Nova Guiné que só tinha a função de deixar ingleses estupradores serem comidos por aborígenes canibais (toda tribo da oceania tem o nome de aborígene, foda-se o nome real da tribo) então eles nunca iam para mais longe.

Afinal, desde sempre a papua-nova guiné foi uma terra desinteressante, eles só viam a coisa de longe e diziam que era tal. E mais para o norte tinha o Japão e a China, terras muito mais estranhas e hostis, além de que lá eles conheciam pólvora e shurekins, algo que os europeus tinham medo.

Morobe ficou desconhecida até virar uma subdivisão da Papua-Nova Guiné e até então continuava sendo até que um Idiota como você foi procurar um artigo na Wikipédia e não se satisfez com o que encontrou, por isso foi para a Desciclopédia saber um pouco mais sobre a ilha, já que é só uma linha de conteúdo por lá.

Como não tem porra nenhuma, é a porção usada como Paraíso Fiscal das pessoas que não gostam das Ilhas Caymann ou Seychelles.

GeografiaEditar

Do ponto de vista topográfico, é uma porção de terra chata e cheio de mato, ao menos você sabe como é a Amazônia fora da Amazônia: 100% verde. É como a Sogra, todo mundo quer preservar mas não quer ter em casa, deve ter umas mais de 8000 raças de animais esquisitos que passam no Animal Planet.

Do ponto de vista político é uma região em que há dúvidas da existência de um governo que não apoie o canibalismo, talvez haja um partido comunista mas o slogan deve ser "carne para todos" apesar de que isso é impossível em um país que até falta pedra pra Sopa de pedra. O maior governante de Morobe deve ser o Pajé ou algo do gênero.

EconomiaEditar

Venda de produtos piratas e contrabando. A parte civilizada de Morobe, uma cidade que tem o tamanho de Otacílio Costa ou qualquer cidade mineira desconhecida, é o "paraíso fiscal" e centro comercial ilegal mas mais lucrativo da Papua.

O governo também não consegue controlar isso.