Abrir menu principal

Desciclopédia β

Níquel
Electrolytic nickel.jpg
Este níquel te lembra algo?
Símbolo, número Ni, 27
Série metal que é metal
Principal isótopo NiNinI
Propriedades atômicas
Massa atômica 58,6934(4) u
Dureza 4 (frouxo)
Nível de radioatividade Nula
Nível de toxicidade Nula
Propriedades físicas
Comestível? Sim
Inalável? Sim
Posso passar na pele? Sim
Onde encontrar Porcelanas pintadas de azul
ponto de fudição 1494,85ºC
ponto de rebuliço 2926,85ºC
Coisas de quadrinhos
Probabilidade de te transformar num super-herói Não



Cquote1.png Ni, Niii! Cquote2.png
Cavaleiros que dizem Ni sobre Níquel

Níquel é um famoso elemento químico do grupo dos metais que são metais mesmo. Como é um dos principais componentes de espadas, moedas e venenos, é um elemento velho conhecido da humanidade.

Índice

CaracterísticasEditar

O níquel é um metal branco, condutor de eletricidade e calor, magnético, duro, heterogêneo, heterossexual, resistente a corrosão, de sabor azedado e habitualmente é composto de 55% de níquel e 95% de cobre. A sua principal característica, todavia, é sua vaidade, sendo poucas vezes avistado sujo, corroído ou enferrujado/oxidado, o que torna o elemento essencial para compor materiais que devem ser duradouros, como os robôs. Por isso não existem alianças de níquel.

Papel biológicoEditar

Biologicamente o níquel é tóxico ao ser humano, se ingerido, inalado ou analado pelo ânus, causa apatia, diarreia, dengue, dores no pênis ou vagina, febre, insônia, náuseas e morte súbita, por isso nada de chupar moedas, muito menos comê-las.

Apesar de tóxico para humanos, o níquel é essencial para alguns organismos, como por exemplo aos mafagafos que necessitam de níquel para fazerem as trocas enzimáticas de seus fígados, para serem capazes de digerir até ácido sulfúrico.

HistóriaEditar

O níquel já era conhecido a muito tempo atrás, quando os povos do século IV a.C. chamavam-no de cobre branco e usavam o mineral para fumar pilha. Metal difícil de ser trabalhado, era componente das mais raras espadas, escudos, armaduras, dildos e outros itens medievais. Frequentemente era falsificado como "prata", pois até na antiguidade existia os mercadores afim de passar otários pra trás.

O nome níquel é uma homenagem ao criador daquele metal, o diabo kupfernickel. Na verdade foi um apelido carinhoso que os ferreiros deram ao metal que era impossível de ser fudido.

O níquel desde sempre foi muito explorado, porque sempre na história haviam buchos a serem furados por espada ou moedas para pagar pessoas para matarem outras.

AplicaçõesEditar

Como qualquer metal do quarto período da tabela periódica, o níquel só serve para compor ligas metálicas de aço inoxidável e ter inveja da popularidade do ferro.

Também faz parte das composições de baterias recarregáveis, ímãs, cortadores de unhas e alfinetes da Lituânia.

Uma das grandes atribuições do níquel é seu uso na cunhagem de moedas, por ser um metal difícil de dobrar e falsificar.