Abrir menu principal

Desciclopédia β

Narsil

NovoWikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Narsil.
Rainha de Dúnedain colocando o Rei Elendil nos eixos com a espada.

Cquote1.png Sou mais a minha Orcrist. Cquote2.png
Anões sobre Narsil

No mundo imaginário do maconheiro por J. R. R. Tolkien, Narsil foi a espada do Rei Elendil dos Dúnedain, embora, em tempos posteriores foi reforjada como Andúril, de tão ruim que a espada era.

Sobre a NarsilEditar

A espada foi forjada na Primeira Era em que a Dercy Gonçalves ainda era jovem, pelo Anão Telchar de Nogrod, um famoso forjador de armas e artífice que também fez Angrist, que cortou um Silmaril da coroa de Morgoth e o Elmo de Hador mais tarde usado por Túrin Turambar, com um retoque de banho de ácido e mijo de tironossauro Rex para tornar uma espada bem mortifera ao atingir seus inimigos.

O nome da espada contém os elementos nar e thil, "fogo" e "luz branca" respectivamente em Quenya, referindo-se a Sol e Lua, que não significa porra nenhuma para essa espadinha.

Mas de onde surgiu essa coisa?Editar

Não se sabe para quem Telchar originalmente fez Narsil, já que não somos loucos como esse J.R.R. que imaginou essa coisa toda. Uma possibilidade é que, como Angrist e o Elmo de Dragão foram primeiramente oferecidos a um príncipe dos Noldor, tendo provavelmente passado por Elros, um dos últimos das três Casas Reais dos Noldor: talvez através de Maglor, ou talves da sua avó virgem. Por fim é um mistério isso.

Nota: Narsil era também conhecida como a Espada que de novo será Forjada; a Espada que foi Quebrada; a Espada Reforjada que quebrou de novo e se fudeu novamente, como diziam os antigos daquele livro do J.R.R.

Veja tambémEditar


v d e h
Universo Tolkieniano