Nemrut Dağ

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Nemrut Dağ é o simpático nome de um cemitério de reis e nobres de Comagena, um reino desconhecido que surgiu quando nem Grécia, Síria ou Babilônia se interessaram em dominar a Turquia, então o povo que estava ali criaram milhares de mini-reinados para fazer uma disputinha de War na Anatólia, quem ia perdendo era sendo enterrado em Nemrut Dağ.

HistóriaEditar

 
A famosa escultura do Papai Noel.

O Nemrut Dağ é uma montanha desértica no sudeste da Turquia onde estão os túmulos de diversos reis, princesas e cavaleiros otomanos. O túmulo mais destacado é do Rei Antíoco I um dos herois na Saga de Hades dos Cavaleiros do Zodíaco Lost Canvas.

Depois que Comagena acabou, Nemrut Dağ já chegou a pertencer aos pontos, vírgulas, partos, cesarianas, medos e corajosos.

Sob o domínio persa e macedônio muita coisa foi profanada do sítio, como os pênis de todas estátuas que foram castrados e confiscados para a coleção particular de dildos de Alexandre, o Grande.

Nemrut Dağ ficou esquecida por eras, até quando os nazistas descobriram o sítio em 1881 enquanto caçavam armênios para exterminar. Durante a era moderna foi explorado pelo Professor Pardal que dedicou sua vida a restaurar as relíquias em ruínas de Nemrut Dağ.

RuínasEditar

As ruínas de Nemrut Dağ nada mais são que vários terraços em volta de um morro de argila. Esses terraços são caracterizados por sua arquitetura... arquitetura... sei lá, daquele povinho ali que nem era otomano.

As inúmeras estátuas gigantes de calcário representam rostos de grandes personalidades odiadas, como Dario I e Alexandre, o Grande.

Além das figuras históricas, é possível encontrar bustos de um imenso panteão da mitologia de várias culturas, destaque para o rosto da deusa Tyche da fertilidade, considerada a Monalisa da escultura.

Destacam-se ainda as estátuas da mitologia grega de Júpiter, Afrodite, Athena, Xena e Marte.