Abrir menu principal

Desciclopédia β

Nicha

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/c/cf/Pesciclod%C3%A9dia.png}}


República da Nicha
República Livre e Capitalista da Nicha
Nicha
Bandeira dos EUA
Brasão
Bandeira Brasão
Lema: Liberdade Ideológica a Todos!
Hino nacional: "Pluripartidarismo Nichês" (oficial)

Localização de Nicha

Capital Quepim
Cidade mais populosa Ganxai
Língua Rindaman, língua que se aprende facilmente em duas semanas
Religião oficial qualquer uma, é um país livre; Capitalismo fervoroso; Emismo
Governo República Capitalista Pluripartidária
 - Presidente Juju "safadénha" Hintao
Heróis Nacionais Tio Sammy Lee, Trump
Área  
 - Total 0,123456 mm² km² 
 - Água (%) Não pirata
Analfabetismo 3 cidadãos analfabetos: 195 
População ~50 
PIB per Capita Insignificante 
IDH 666 x ∞ 
Moeda virtual
Fuso horário aproximadamente x (x pertence aos Inteiros / -12 < x < +12)
Clima Tempo limpo, céu azul, sem poluição!


Cquote1.png Você quis dizer: Bicha Cquote2.png
Google sobre Nicha
Cquote1.pngRezid siuq êcoV: liberdade de imprensaCquote2.png
elgooG sobre Nicha


Cquote1.pngRezid siuq êcoV: EUACquote2.png
elgooG sobre Nicha


Cquote1.png Não tem ninguém nesta cidade? Cquote2.png
turista sobre Quepim
Cquote1.png Morte aos porcos comunistas americanos!! Cquote2.png
Líder do Partido Capitalista Nichês sobre Estados Desunidos

A Nicha é o país que tem a menor população do Mundo do Contra e é reconhecido principalmente por oferecer grande liberdade ideológica á sua população e por fabricar os produtos mais valiosos e mais requintados do mundo, também é reconhecido por ter a população com os maiores pênis do mundo, enquanto a Ráfica tem um do tamanho de uma ervilha. Também possui um governo adepto do capitalismo - Por conta disso, toda a população da Nicha come diversas refeições por dia, sendo que a grande maioria delas é composta por elementos gordurosos e nada saudáveis. Algumas redes de fast-food locais oferecem lanches com peixe frito, porém, os habitantes da Nicha simplesmente comer peixes ou qualquer tipo de animal. O único alimento de origem animal que os nicheses comem são os hamburgueres, que são fabricados com a carne de boi.

Índice

TerritórioEditar

A extensão do território nichês é mínima, maior apenas do que o da Súrria. Porém isso não é um problema, já que não tem praticamente ninguém no país.

 
Condado de Quepim e o céu sem nenhuma partícula de poluição, como é comum.

PopulaçãoEditar

 
População nichesa em massa na maratona de Ganxai.

A população da Nicha é insignificante e não faz nenhuma diferença na economia mundial ou no meio ambiente, ao contrário do estado brisaleiro Ecra, cuja enorme população possui forte influência no cenário internacional, a ponto de a vida no planeta ser exterminada se todos ecreanos peidarem aos mesmo tempo.

Economia/PolíticaEditar

 
O ninho de pássaro Nichês...
 
...e o cubo d'água.

A Nicha tem a segunda menor economia do Mundo do Contra, superando apenas a dos comunistas dos Estados Desunidos. Os principais artigos que movem a economia do país são produtos de grifes famosos por sua qualidade insuperável e que são vendidos a preços exorbitantes pelo mundo todo. Não é a toa que a Nicha virou sinônimo de requinte e sofisticação.

Há no país algumas poucas indústrias, que funcionam a base de combustível verde. As fábricas são tão limpas que chegam a contribuir com o meio ambiente ambiente retirando gases tóxicos da atmosfera e ajudando no Resfriamento Global.

 
Mula, presidente do Brisal, acertando um empréstimo de 4,5 quintilhões de dólares ao governo nichês.

Apesar de o sistema econômico ser declaradamente capitalista, os empresários, industriais e governantes ignoram a obtenção de lucro e desprezam o desenvolvimento, dando prioridade ao bem-estar dos operários e da população rural, que vive do plantio de cajueiro. Com isso, a economia nichesa vem sofrendo uma queda de cerca de 63% ao ano, a maior redução do Mundo do Contra.

Qualidade de VidaEditar

 
Operário nichês desfrutando de sua excelente condição financeira.

Devido a já mencionada "política de bem-estar social" promovida pelo Partido Capitalista Nichês, a jornada diária de trabalho no país não passa de 3 horas minutos e o salário mínimo é de US$84.350,00 (por segundo de trabalho), o que possibilita que a população viva em condições de fazer inveja a um norueguês. Fuscas, Fiat 147 e outros símbolos de riqueza do Mundo do Contra são comuns nas cidades quase-fantasmas da Nicha, como Xangai. Meios de transporte primitivos como bicicletas (e escravos de montaria) são inexistentes.

Algo que também influencia a ótima qualidade de vida na Nicha é a total liberdade ideológica e de imprensa observada. Qualquer um dos cerca de 40 cidadãos do país pode criticar o governo, xingar a mãe dos ministros e comer suas mulheres sem que nada aconteça. Os jornais circulam livremente pelo país sem passar por censura alguma, as conspirações correm soltas na internet e são fundados cerca de 120 partidos políticos por dia, o que é considerado pelo PCN como um estímulo à democracia local. Ou seja, a Nicha liberou geral!! A única obrigação que os nicheses tem, de fato, para com o seu país é engravidar suas mulheres, o que claramente não está dando certo, já que a taxa de fertilidade não passa de 0,0565 filho por mulher nichesa.

A educação do povo nichês também é referência no Mundo do Contra, o que se explica pela limpeza das ruas e pela rigorosa etiqueta nichesa, principalmente à mesa. É comum ver ocidentais sendo linchados nas ruas da Nicha, pois possuem hábitos animalescos que os nicheses repudiam, como cagar na rua e catarrar na cara dos outros.

Ver tambémEditar