Nova Brasilândia d'Oeste

Nova Brasilândia d'Oeste é nada mais, nada menos que um buraco localizado no centro de Rondônia, distante da civilização isolado no meio do mato.

HistóriaEditar

 
Rotatória do centro da cidade onde está o famoso monumento de R$1,99 o Origami de Balão Furado.

Na década de 70, aquele território era habitado apenas por meia-dúzia de seringueiros que passavam o dia inteiro fazendo aquilo que sabem fazer de melhor, a velha piadinha de tirar leite do pau. Fato este que atraiu diversos agricultores gaúchos totalmente curiosos em conhecer tais profissionais em tirar leite do pau. Esse encontro foi muito feliz, e logo surgiria ali uma cidade sem importância alguma.

A aldeia de ex-seringueiros (as árvores foram todas cortadas) serviu de suporte para os piromaníacos em sua marcha de desbravamento ao oeste. Por ser uma região inóspita, ali foi construída alguns postos essenciais como posto de gasolina, prostíbulos, cabarés, borracharias e lojas de venda de facão.

A cidade é fundada oficialmente apenas em 1987, fugitivos de Rolim de Moura foram para o meio do mato abrir umas picadas.

GeografiaEditar

A cidade é apelidada como "Porta de Entrada para o Final do Mundo", pois para todos que desejam chegar a Costa Marques ao fim do mundo, precisam obrigatoriamente passar por Nova Brasilândia d'Oeste.

EconomiaEditar

Ainda permanece um mistério como essa cidade se sustenta, pois nem os puteiros são rentáveis já que a cidade é habitada por diversos tipos de velhinhos que comem e não pagam.