Abrir menu principal

Desciclopédia β

Novela do Héctor Bonilla

Este artigo aparece na TELEVISÃO!

Cuidado com as mensagens subliminares que estimulam você a comer no McDonalds ou habilitar o novo Office.

ReversalTV.jpg

Novela do Héctor Bonilla é o maior sucesso da teledramaturgia mexicana de todos os tempos, tendo sido exibida internacionalmente no SBT na década de 1900 e guaraná com rolha.

SinopseEditar

 
  Sim, te perdoo!  
Dona Florinda sobre Héctor Bonilla

De férias em Acapulco, Héctor Bonilla conhece uma moça bonita, moça formosa, moça bem feita. Após levá-la ao cinema para assistir o Filme do Terremoto, ele tenta agarrar a donzela, mas ela prefere o homem feio, forte e formal que estava sentado do outro lado.

Com o coração partido e o pau broxa, Bonilla chega à conclusão de que teria sido melhor ir ver o Filme do Pelé e decide deixar Acapulco para ir à Vila do Chaves, mas não sem antes se despedir da moça bonita, moça formosa, moça bem feita e proferir suas célebres palavras:

  Mas, algum dia, regressarei... MWAHAHAHAHAHA! E então... HIHIHIHIHEHEHEHEHEHAHAHAHAHAHA!!!! E então, você me dirá só... duas... palavras: te perdoo! ENTRE!  

A caminho da Televisa, o carro de Bonilla quebra e ele precisa de um macaco para consertar, o qual encarrega Seu Madruga de conseguir. Enquanto isso, o galã aproveita para traçar Dona Florinda, Dona Clotilde e até a pirralha da Chiquinha, ao mesmo tempo em que o corno do Professor Girafales troca o pneu do seu carro sob a vigia do Chaves, seu parceiro nas peladas.

CríticaEditar

Em seu lançamento, a novela foi premiada com o Emmy de melhor série dramática, muito aclamada pela crítica social foda.

Após sua exibição no Brasil, ganhou também o Troféu Imprensa na categoria honorária de novela mexicana mais reprisada pelo Silvio Santos, atualmente ocupada por A Usurpadora.