Abrir menu principal

Desciclopédia β

O Filho de Chucky

Exorcista.jpg
Este artigo é sobre um filme de terror!

É melhor nem lê-lo, a menos que queira encontrar a menina do exorcista. Se vandalizar, a Samara virá te comer pegar daqui à 7 dias!


Na verdade, essa foto foi manipulada pelo Photoshop. A foto real mostrava Chucky e seu filho/sua filha/sei lá o que mostrando o dedo médio um do outro.

Cquote1.png Você quis dizer: Glen ou Glenda versão Disney Cquote2.png
Google sobre O Filho de Chucky

O Filho de Chucky (ou A Filha de Chucky, sei lá) é o quinto filme da série Brinquedo Assassino, e é ruim pra cacete, até pra um terrir. O criador desse filme conseguiu tornar a história da franquia, que já tava uma bosta em A Noiva de Chucky, num cocô ainda mais fedorento e sujo. Quem assistir esse filme e disser pra mim que ficou com medo eu vou mandar internar essa pessoa em algum hospício, porque acho que nem um doido surtado tem medo disso.

HistóriaEditar

Como vimos no final do filme anterior, sabe-se lá como diabos a Boneca da Xuxa Tiffany engravidou e deu a luz um pirralho chamado Glen. Ou Glenda. Isso ainda vai dar muita complicação não só na sua cabecinha, como na minha também...

Seguindo os passos de um filme tosco dos anos 50, Glen ou Glenda?, do "mestre" do cinema Ed Wood, mas numa versão ainda mais tosca, esse filme basicamente explora a dramática situação de Glen. Com seu amor por David Bowie, ele acaba, tal como seu ídolo, adotando uma postura confusa em relação a sua sexualidade. Ora ele queria ser piloto de F1, ora estava com um vestidinho de balé dançando pela casa. Isso deixava os pais desconfortáveis. Ora, como fazer o menino se decidir logo? Pro Chucky, não tinha opção: o muleque tinha que ser macho feito ele, já a Tiffany queria ver sua bonequinha num corpinho de menina. Além disso, Glen (ou Glenda) é frouxo e não gosta de matar nem uma barata.

Pra piorar, óbvio, os papais queriam desesperadamente voltar a ser humanos, de qualquer jeito. Com o Coração de Damballa nas mãos, eles foram pra Hollywood. Lá, a Tiffany encontra a mulher que ela era fã eterna: Julia Roberts, mas como a mesma não deu bola nenhuma pra ela, teve que se contentar com uma outra atriz que ela encontrou por lá: Jennifer Tilly (esqueçam, por favor, que no filme anterior a Jennifer foi a atriz que fez a Tiffany versão carne e osso e peitos e que ela ainda era a voz da boneca). Na sanha por conseguir a força o corpo também do bundão do motorista da Jennifer, o Chucky desiste ao ver que ia virar um palerma naquele corpo.

O filme é uma merda, porque cada morte que acontece lá é cópia de outro filme, como Psicose, O Iluminado. A única coisa legal desse filme é que o Chucky, tal como eu, odeia Britney Spears e a manda pro inferno - literalmente - jogando o carro dela precipício abaixo. VALEU CHUCKY!!!

No final... bem, a Tiffany e o pirralho conseguem entrar no corpo de quem eles queriam (no caso do Glen, ele se decidiu e virou um menino efeminado mesmo) e o Chucky - como sempre - se f****.


v d e h
Olá, eu sou o Chucky, vamos brincar?