Abrir menu principal

Desciclopédia β

Omertà

Mafiosok.jpg
Omertà é mafioso, capiche?!

Isso quer dizer que ele(a) é da máfia ou de gangue e pode fazer o que quiser com você, sua mãe e seu pai, principalmente se você tiver dívidas com ele. Não o desrespeite ou Luca Brasi correrá atrás de você, questo esquifoso!


Don Vito Corleone ao saber que um traidor quebrou a Omertà e ordenando o fim do traidor.

Cquote1.png Você quis dizer: Bico calado Cquote2.png
Google sobre Omertà
Cquote1.png Experimente também: queima de arquivo Cquote2.png
Sugestão do Google para aqueles que quebram a Omertà
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre a Omertà
Cquote1.png ... Cquote2.png
Gordon Freeman sobre a Omertà
Cquote1.png ... Cquote2.png
Doutor Roberto sobre a Omertà
Cquote1.png Eu num fei de nada! Cquote2.png
Lula sobre a Omertà e sua lealdade à máfia petista
Cquote1.png Ae cambada, o filho da puta que dedurar que eu roubei o paga lanche vai se fuder na minha mão! Cquote2.png
Valentão sobre aplicar a Omertà nas escolas

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...

A Omertà (corruptela de Umilltà, que significa humildade em dialeto siciliano[1]) é a lei máxima da máfia, o voto de silêncio inquebrável[carece de fontes][2] de qualquer membro da famiglia perante qualquer autoridade policial ou mesmo outros associatos, seja da famiglia, ou de rivais. É o código de honra do qual nenhum mafioso deve, pode ou quer se esquecer, a não ser que gostaria de calçar confortáveis sapatos de cimento e aproveitar para nadar com eles.

Índice

HistóriaEditar

 
Embora a palavra e o código sejam oriundos da Máfia, certos estadistas já aplicavam a Omertà, com a diferença de que as punições aconteciam sem haver ainda a delação. Nesta imagem, um cara está dando umas férias para alguns desertores.

A Omertà é quase tão antiga quanto a própria Dercy Gonçalves Máfia. Quando as associações criminosas mafiosas começaram a ascender ao poder, era evidente que traições podiam ser desastrosas para a famiglia, os capos ou mesmo o próprio Don[3] ou seu consiglieri ou mesmo gente que não sabia de nada. Em especial a máfia siciliana fora a primeira a surgir com a Omertà, quando punia delatores, traidores e afins com uma visita ao Capeta ou com uma boa sova, da mesma forma que se dá às massas italianas[4], no bom e velho costume siciliano. Mas logo, esta lei surgiu e se tornou a mais poderosa lei em toda a máfia da Itália.

E de fato, se tornara a mais poderosa lei, mais poderosa que os Dez Mandamentos, a Constituição do Brasil[5] ou mesmo qualquer decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos. Ninguém tinha culhão de quebrá-la, e aquele que o fizesse já podia arrumar as malas para ver o Satanás. Embora esta lei nunca tivesse sido escrita, logo estava incorporada a todo o submundo. Com as revoltas de 1900 e guaraná com rolha as coisas se tornavam perigosas. Para todo mundo, mafiosos ou não. E a Omertà passou a ser universal. Nem mafiosos, nem bandidos comuns, nem revolucionários, nem ninguém abria o bico. Uma lei cumprida a risca e com direito a estrelinhas no caderno.

Na Itália, nem mesmo Mussolini, com a ajuda de seu amiguinho Adolfinho[6], conseguiu quebrar a Omertà, tamanha a crença de todos nela. E a máfia, quando partiu para a América, posto que a Itália estava fodida pela guerra, levou para o seio dos EUA a lei do silêncio. Não que os ianques não a conhecessem, apenas não conheciam o jeito siciliano de se vingar. Mas isto logo se aprendeu. E a lei mais forte desde a lei do olho por olho se universalizou completamente, no seio e no mistério sombrio da máfia, seja ela a tradicional Cosa Nostra Sciliana, as Tríades Chinesas, o Comando Vermelho[7] ou a Máfia Russa.

A LeiEditar

Embora possa parecer muito simples, tão simples que qualquer idiota poderia entender, a Omertà é muito mais que um simples voto de silêncio. É o ato de não colaborar nem dever nada para filho da puta nenhum que seja das autoridades, seja a polícia, poder executivo, ou judiciário, a não ser os singelos e comuns favores[8] da máfia, mas isto é outra história. Este lei interna implica que, qualquer um que dê uma de traidor, dedo duro, paga lanche ou pegador de nomes estará completa, eterna e irremediavelmente fodido com a famiglia e com todos os outros mafiosos, afinal de contas, ninguém gosta de vira casacas, até mesmo quando desertam para o próprio lado.

Você sabia que...

Obviamente, junto com não colaborar também implica em não dizer nada, ou seja, gurardar segredo absoluto.[9] E também, em não se intrometer nos negócios de outro mafioso ou de outra famigila, a não ser que lhe pedissem isso. Intrometer-se nos assuntos e na vida de outros, ao contrário daqui do Brasil, era um insulto mortal, a assinatura do testamento e do atestado de óbito por parte do fuxiqueiro.[10] Mas, quando pedidos (e apenas quando pedidos, que fique bem claro), no geral, estes eram atendidos, afinal de contas nunca se sabe quando vai se precisar de uma mãozinha em algum servicinho por aí.... E, negar um favor a um membro da máfia era meio perigoso, a não ser que você fosse um Don, Consiglieri ou Capo. Mas a questão é, se meteu, morreu. Logo, se seus vizinhos forem mafiosos, nada de bisbilhotar, seu carcamano.[11]

Mas fora da máfia, embora com outras denominações, a Omertà também se criou e teve presença, desde revolucionários comunistas, Guerras Mundiais e mesmo sindicatos trabalhistas. Em todas estas situações mostra-se o fato de não se colaborar com a autoridade instituída, nem ajudando, nem dando informações, e nem porra nenhuma, não importando o a pena a cumprir, torturas[12], ameaças ou mesmo ser interrogado pelo Cabo Arara. E, invariavelmente, os delatores e traidores tinham o mesmo destino: o paletó de madeira. Não era preciso ser da cosa nostra para saber o que acontecia. E isto valia para quem estava no esquema e também para quem não sabia de nada. Era entrar na valsa e dançar.

Consequências de sua quebraEditar

 
Associatos especiais, contratados para punir aquele que infringir a Omertà (embora mafiosos e afros não se deem muito bem).

  MWAHAHAHAHAHA!  
Satanás, ao saber que mais um idiota quebrou a Omertà e está indo pro Inferno
Eram poucos os idiotas que quebravam a Omertà, mas, uma vez quebrada, o infeliz estava condenado. Nada poderia salvá-lo de seu destino, que era comer capim pela raiz. Ninguém poderia intervir para salvar o pobre diabo a pobre alma, nenhum Don, nem a polícia, nem MacGyver ou mesmo Chuck Norris.[13] Em casos muito, mas muito, mas muitississíssimo raros, tão raros quanto o Mico Azul ou alguma mulher gostosa te dar bola, o sujeito não ia desta para uma pior, mas apanha mais que o Anderson Silva[14], ficando completa e totalmente moído. Arrebentado por dentro e por fora.

Em outras organizações criminosas a morte não é tão frequente, dependendo de quem é e o que faz o delator/fuxiqueiro safado. Em alguns casos ocorria o desligamento das atividades, outros colocavam o sujeito no xadrez, outros davam uma surra, outros bloqueavam do facebook. Alguns mais levados aprontavam contra a família do meliante (nada que uma biribinha atômica não faça) mas nada aos pés da cosa nostra. Isto ficou bem claro quando dois magistrados italianos peidaram pra muzenga, episódio este conhecido como Massacre de Capaci, por se meterem nos negócios das famiglias e por terem esculhambado com todo mundo, quebrando os dois princípios da Omertà. Pode-se dizer que o resultado foi bombástico, MWAHAHAHAHAHA!

Ver tambémEditar

NotasEditar

  1. Duvida? Olha no google, Cazzo!
  2. Não se tem certeza porque ninguém quis abrir o bico e falar sobre a Omertà. Por que será?
  3. Don é o termo mafioso para o chefão, o todo-poderoso, o manda chuva, o fodão da organização. Seria a mesma coisa que o chefe do seu chefe, MWAHAHAHAHAHA!
  4. Geralmente os que recebiam tal tratamento ficavam disformes igual uma massa.
  5. A Constituição do Brasil nunca foi respeitada mesmo.
  6. Este era o apelido de infância de Adolf Hitler.
  7. Ops, estes não são mafiosos.
  8. Favores neste caso são entendidos como qualquer trabalhinho sujo que deve ser posteriormente devolvido na camaradagem e não colaborar legalmente com as autoridades, do contrário, MWAHAHAHAHAHA!
  9. Agora você porque mulheres não podiam participar da máfia?
  10. Certamente se a Omertà imperasse no Brasil, o BBB e TV Fama estariam extintos, Leão Lobo, Sônia Abrão, telespectadores da Globo e Nelson Rubens teriam sido empalados e estariam sentados no colo do Capeta.
  11. Carcamano é um termo siciliano para você filho da puta.
  12. Geralmente as autoridades sabiam desta lei de silêncio, e praticavam as piores torturas existentes, como o quebra ovos ou obrigar o torturado a assistir o Domingão do Faustão ou os discursos de Pedro Bial ininterruptamente.
  13. Você acha que eu estou exagerando, não é.... não estou.
  14. Isso inclui a perna quebrada, mas não por esforço próprio.