Abrir menu principal

Desciclopédia β

Onze e Vinte


Fumocaranguejo.gif Onze:20 dá um tapa na pantera!

E é aprovado pelo Tio Bob!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.

Onze:20
Onze20-foto-com-logo.jpg
Um bando de drogados fracassados + Um horário do relógio = Lixo sonoro!
Origem link={{{3}}} Minas Gerais
Gênero Musical Reggae
Álbum mais Vendido Tumbleweed.gif
Maior Sucesso Tumbleweed.gif
Integrantes Vitin - Vocal
Desconhecidos sem nome - Resto
Influências Bob Marley, Maconha, Tabaco
Vícios Comer doritos, fumar e pentear os pentelhos cabelos
Cafetão/Produtor Carlinhos Brown

Cquote1.png Prefiro música eletrônica do que ouvir esses caras de dread. Cquote2.png
Patricinha sobre Onze e Vinte
Cquote1.png Esses maconheiros acham que cantam? Cquote2.png
Você sobre Onze e Vinte
Cquote1.png Sim, infelizmente eles acham. Cquote2.png
Eu sobre pergunta acima

Onze:20, apesar de ser um nome de um horário qualquer, é o nome nada original de uma quase desconhecida banda de reggae, cujo som musical é tão ruim que é preferível ouvir dois gatos brigando por uma sardinha.

Sobre esses merdasEditar

Tudo começou quando os integrantes da banda, que na época eram apenas um grupo de drogados baderneiros, dividiam tabaco e maconha entre eles. Até que Vitin, que era o cabeludo mais sem noção de todos, durante seus devaneios com as drogas, disse a todos que deviam formar uma banda de reggae como forma de homenagear ao ídolo deles, Bob Marley.

Dito e feito, os malucões roubaram instrumentos de uma loja e montaram uma banda num depósito abandonado que encontraram por aí. Após isso, ficou um dilema: Qual seria o nome da banda? Até que um dos integrantes ainda sob efeitos das drogas olhou para o relógio e disse 11:20, e no fim esse horário foi o nome escolhido.

Durante uma apresentação num bar, foram avistados pelo fugitivo de hospício que se autointitula músico, o tal Carlinhos Brown, que decide financiar a banda, acreditando no inexistente talento que eles tinham. Logo eles começaram a fazer abertura nos shows de Brown, ganhando algum escasso reconhecimento pela mídia.

 
Vitin chapadão, imaginando que há uma mulher gostosa na sua frente.

DiscografiaEditar

  • 2010 - Efedrina (o álbum é em memória a uma amiga traficante, que foi morta em tiroteio com a polícia)
  • 2012 - A Nossa Barraca (nesse álbum, eles relatam como é morar dentro de uma barraca)
  • 2014 - Vida Loka (no álbum, todos descrevem suas vidas)
  • 2017 - Histórias Pra Cantar (no mais recente álbum, os integrantes chapados cantam histórias de contos de fadas)
  Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.