Abrir menu principal

Desciclopédia β

Orgulho

Dois orgulhosos em excesso, resolvendo uma questão pacificamente.

Cquote1.png Experimente também: Orgulho de dar a bunda gay Cquote2.png
Sugestão do Google para Orgulho
Cquote1.png Eu sou Super Vegeta. Cquote2.png
Vegeta um pouquinho orgulhoso de seus novos poderes.
Cquote1.png Corre! Corre! O mais depressa que pudere! Jamais me alcançará! Cquote2.png
Biscoito sobre ser uma bolacha de maisena e assim mesmo correr pra caralho.

Orgulho é um sentimento nobríssimo, que nada tem haver com arrogância, desde que seja bem dosado em embasado. Dose que não pode ser algo que arrombe o bom sendo e a tolerância de quem olha, pois nem mesmo os seres mais desapegados e desprovidos de inveja são obrigados a aturar um pavão agitando a cauda e ciscando até em território que nem é dele. Ah, resumindo pra você, orgulho pode ser, desde que não seja :)

Base do orgulhoEditar

 
Orgulho dos genes brega.

Orgulho, por incrível que possa parecer, não surgiu com macaquinhos humanos, nada disso, isso ataca muitos outros bichos, bastando que estejam sentindo-se por cima da carne seca(ou da carne suculenta), que é uma cena deplorável de galos batendo as esporas até quando não é hora, macacos tocando o terror e mandando a banana na cara dos outros todos, isso sem falar no amigão camarada do homem.

Olhares de altivez já não são necessariamente um orgulho ruim, pois veja o caso dos falcões por exemplo eles nem sabem falar inglês, mas assim mesmo a natureza já lhes dotou com um olhar altivo e mesmo se estiverem morrendo por causa da picadura de uma cobrinha coral que enganou o predador e mandou o veneno bem no rabo do falcão, assim mesmo ele morre cheio de classe e com aqueles olhos de palavra final e absoluta. Um olha desses apenas a própria natureza pode propiciar e deve mesmo ser motivo de orgulho.

O orgulho bem embasado, sendo uma recompensa de um trabalho que pode-se dizer que é de gente(mesmo que o animalzinho nem seja humano), por si só é uma sensaçãozinha camarada que vai brotando no meio da carcaça, entre o umbigo e as glândulas mamárias, que faz um fuuuuu... depois parece uma brisa passando, mesmo que esteja bem calor, ou bem frio. Experimente e aprecie sem moderação

Como brotaEditar

 
Orgulho em ser mulher ogro.
 
As penas da pavoazinha nesse caso, têm toda razão de existir.

Orgulho não significando arrogância, mas se quem está orgulhoso de alguma coisa já for também, arrogante, o orgulho se torna um aglomerado gigante de bosta, que pode explodir atingindo tudo ao redor em um raio de mil metros. Quem ajuda as pessoas que transformam o orgulho em arrogância são seus semelhantes, que com tanta pagação de pau, muitas vezes infundada, ou algumas vezes tem algo bom, mas nem tanto pra justificar toda a pelação, conseguem criar os piores seres que existem.

Se não fosse quem desse moral para seres orgulhosos demais, é certeza que diminuiria consideravelmente a jactância infundada. O círculo vicioso nesses casos consiste no seguinte: Alguém faz algo bonitinho ou que chame um pouco a aatenção. Milhares de macaquinhos aplaudem e dizem que é demais o orgulhoso acredita que é onipotente, por sua vez se mostra convencido dando aquele efeito que, alguém ao acreditar que é demais acaba por convencer muitas criaturas, esse é o círculo vicioso do orgulho.

Um exemplo: Alguém que faz música ruim, tomar no cu e gostar uma vaia numa premiação. A reação que deveria ter, caso reclamasse, seria no máximo de falta de educação da plateia... Só que não, a criaturinha com cara de sou demais ainda diz: Pelo que eu já consegui com minha idade, é muito. - Vá pra casa do caralho. Bom argumento com base nessas palavras seria: Dêem um desconto, eu sou jovem ainda e pretendo melhorar. - mas ver esse ser com orgulho em excesso dizer algo assim, seria o mesmo que pedir pra uma galinha relinchar.


 
Olhe e aprenda. Credo...