Abrir menu principal

Desciclopédia β

Orlando Silva de Jesus Júnior

Nova Bandeira da Bahia-Desciclopédia.PNG Colé moral, essi negoçaqui é da terra do dendê. O tio qui feiz issáqui é cuncerteza baiano, intõ, sinhá disgraça de lá do sul da minha caceta, num méxi nas porra daqui nã, vu? Ô vô rumaladsgraça e inda chamo a barrêra pá ti pancá, seu comédia.


Orlando da Silva
Orlando silva.jpg
Orlando Silva mostrando o tamanho de sua preocupação com esporte
Deputado estadual por link={{{3}}} São Paulo
Período 1 de janeiro de 2015 – enquanto ainda não for expulso
Partido PC do B
Nível de honestidade Baixo, ruim, pobre... Baixo, não deixe dinheiro perto dele!
Perfil
Nome completo Orlando, Sirva em nome de Jesus, Júnior
Nascimento 27 de maio de 1971
Salvador, link={{{3}}} Bahia
Nacionalidade Brasileiro
Escolaridade Ensino Médio
Partido PC do B
Profissional
Profissão estudante grevista
Dados Pessoais
Sexo Desconhecido
Nível de Inteligência Médio-cre Astuto, quando se trata de dinheiro público.
Preferências
Time Corinthians


Cquote1.png Eu não sei de nada. Cquote2.png
Lula sobre Orlando praticando seus desvios de verbas públicas
Cquote1.png Não é a toa que os esportes do nosso País só vai de mal a pior. Cquote2.png
Qualquer um sobre Orlando Silva de Jesus Júnior

Orlando Silva de Jesus Júnior ou simplesmente Orlando Xavier da Silva é mais um dos políticos corruptos da gigantesca panelinha chamada PT, que faz bico de deputado estadual em São Paulo, conhecido por não fazer absolutamente porra nenhuma no Ministério do Futebol.

Índice

BiografiaEditar

Enquanto o Orlando não ficava na Internet pesquisando hentais ou assistindo os pornotubes, ele cursava o secundário num colégio de mauricinhos que ficava lá na casa do caralho, sua cidade-natal. Na sua purbedade radicalista, organizou e dirigiu um grupo de esquerdistas que praticavam masturbação grupal de ego, através do qual piorou a presença de professores na Secretaria Estadual de Educação e nesse mesmo ano, ele entrou de vez no Partido Comunista do Brasil o que explica porque ele possui idéias tão socialisticamente chatas.

Como presidente da UNEEditar

Em 1980 ele comprou um diploma na faculdade de Direito na Universidade Católica de Salvador, embora ele mesmo nunca tenha gostado de santos católicos já que a sua avó era macumbeira evangélica. Um certo dia depois de uma dose de pinga com o lula ele pagou um boquete para o nosso ex-presidente e assim se tornou membro da diretoria do Centro Acadêmico Teixeira de Freitas (se quer saber que porra é essa, vai pesquisar na Wikipédia para descobrir.) E passando mais alguns aninhos, foi eleito tesoureiro da União Nacional dos Estudantes. em 1995, depois de dar muito o cu para os socialistas, foi eleito presidente da UNE (não é aquele unicórnio da Caverna do Dragão não, é União Nacional do Estudantes) provando o quanto foda ele era. Bom, era a primeira vez que um negão bem dotado ocupava o cargo de presidência da UNE. Durante a prostituição de Orlando na presidência da UNE, a entidade começou a lutar contra diversos projetos do governo relativos à educação. No início de 1996, a UNE novamente se manifestou contra o Exame Nacional de Cursos (aquele provão em que todos se ferram nas avaliações) e contra mudanças no currículo das escolas técnicas tecnicamente complicada. Enfim a sua temporada na presidência foi marcada pelas tentativas da UNE de tentar suspender o provão já que o Orlando só levava bomba em física e em português. Em uma delas a entidade entrou com uma ação de venda de camisinhas em massas para os desportistas, com o apoio da Associação Nacional das Instituições Federais de Ensino Superior, para força-lo a refazer a faculdade de letras pelo seu péssimo português. Mesmo com esta mobilização a ação foi rejeitada, já que ele continua escrevendo tudo errado, ou ele copiava tudo da Wikipédia e dizia que era o seu trabalho próprio, só para sempre tirar as melhores notas da facul.

Como ministro dos esportesEditar

 
Uma das suas grande obras quando estava sobre o cargo de ministro dos esportes

Por fim depois de muita enrolação e conversação fiada no Congresso da UNE, Orlando Silva Júnior saiu pela porta dos fundos do ginásio onde acontecia o evento e vagou perdido até ir parar em Brasília, quando foi encontrado cinco anos depois por um cara apelidado de Lula. Assim que foi encontrado, Orlando recebeu todos os cuidados até ficar pronto (ou quase pronto) para se tornar o 6º ministro do Esporte) substituindo o carioca Ricardo Capelli na presidência para poder roubar administrar melhor.

Durante sua estadia nas dependências daquele órgão ministerial, a maior atividade exercida por Orlando foi diante dos fotógrafos durante os jogos promovidos pelo banco particular do Silvio Santos, em 2007. Chefiando a unidade, Orlando foi tão improdutivo que deixou o time oficial do Governo Federal cair, o que fez o presidente à época, Luiz Galináceo se arrepender arduamente de ter colocado o embuste ao invés do Alberto Dualib.

E depois de muita merda cometida, o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho que necessitava fazer algo antes que o povo se revolte, enfim já tacou na imprensa que Orlando Silva não seria mais ministro dos esportes e que teria que deixar o local nem que fosse na marra. Mas também, depois das cagada cometida no Ministério do Esporte que ficou insustentável após a revelação, feita pelo policial militar João Dias a porra dessa Revista Veja de seu envolvimento em um esquema de corrupção que envolvia desvio de verbas para financiar um site de humor totalmente sem graça e que desejava dominar o mundo com aquele site. Dizem que o site se hospeda lá no Canadá, de onde também ele desvia outras granas também. E de sobra de tempo ele faz horriveis lindas pinturas de tela a óleo para se descontrair.

Como deputado do estado de São PauloEditar

Mesmo sendo baiano, Orlando decidiu concorrer uma boquinha a Assembleia Legislativa de São Paulo. Obviamente que por ter as costas quentes, foi eleito, permanecendo por lá até os dias de hoje.