Abrir menu principal

Desciclopédia β

Ortopedia

Taumaporra Meme.jpg Eu sou obrigado a falar...esse artigo aqui tá uma porra!
Dá pra botar essa... porcaria pra melhor?


Aluno de primeiro ano reprovado na única matéria do curso, força.

[[Arquivo:Image274.gif]|thumb|Única prova realizada durante o curso de Ortopedia] Ortopedia O aluno de "Ortopedia" é dotado de uma imensa massa muscular diretamente proporcional a sua falta de massa encefálica. Ortopedistas se auto-intitulam médicos, porém grande parte da Classe Médica não os veem assim. A especialização em Ortopedia é muito complexa, envolve uma caixa de giz-de-cera e maço de papel. Uma àrea muito semelhante á Ortopedia é a Funilaria e Mecânica, basta ficar 5 minutos em uma cirurgia que parece uma Oficina.

A Técnica (Se é que tem!) é simples e rápida...

1 - Tá vendo o osso do maluco?

2 - Bota essa porra no lugar e engessa!

Muitos Ortopedistas veem os pacientes como meras fraturas!

Ou da maneira resumida:

1 - Não é jeito, é força!

Índice

História da OrtopediaEditar

  Conta-se que nos primórdios da humanidade, antes da invenção da medicina, o homem (note-se: homem, não mulher) já possuía os atributos necessários para se tornar um ortopedista: Ele era forte e burro. E já se quebrava. Na época, bastava pôr um pedaço de madeira no local e o osso já sarava. Houve um período das trevas na história ortopédica, afinal, eles não sabem ler, escrever e sua comunicação se limita a urros.

 
Representação esquemática da aparência antiga e atual dos ortopedistas

  Então veio Hipócrates, e suas maluquices teorias dos quatro humores que, claro, os ortopedistas nunca tinham ouvido falar. São dele as primeiras descrições de tortura tratamento ortopédico. Ele já sabia que dentro do corpo humano existiam ossos, que eram as estruturas mais resistentes.

  Houve pouca evolução no conhecimento (Hã?) ortopédico até a época de Nicholas Andry, o responsável pela invenção do símbolo da ortopedia e do próprio termo "Ortopedia". Sabe-se que ele tinha aproximadamente 5 anos quando cunhou o termo "Ortho peida", em homenagem a seu amigo Ortho que havia quebrado o osso da coxa esquerda. Nos anos seguintes, as duas palavras viraram uma só, e a letra "i" passou a vir depois da letra "d", por razões que ninguém conhece. Quanto ao símbolo, também é uma homenagem ao seu amigo Ortho, que na época tinha 4 anos e desenhou uma árvore.

 
Planta usada por ortopedistas antes de suas cirurgias

  Até cerca de 1840, todas as brutalidades cirurgias ortopédicas eram realizadas com bebidas alcoólicas destiladas servindo como "anestésico" e também como "incentivo criativo" ao ortopedista. Então, Sir James Simpson desenvolveu uma técnica de extração de dentes utilizando o éter inalado. E daí,os ortopedistas passaram a utilizar a ilustríssima frase: "Paciente bom é paciente anestesiado".

  Então, explodiu a II Guerra Mundial, e entrou em cena o maior ídolo da Ortopedia moderna: Dr. Mengele. Em suas fascinantes cirurgias com judeus, dr. Mengele apresentou toda a sensibilidade com a humanidade necessária para ser um bom ortopedista.

  Está claro que durante toda a existência da humanidade, bastava colocar um pedaço de pau no lugar onde está quebrado, como bem demonstrado pelo homem das cavernas, mas vieram uns frescurentos e adicionaram a porra das classificações, que não servem pra merda nenhuma exceto complicar a mente já vazia e pequena do Ortopedista.

Ortopedistas famososEditar

 
A ortopedia desenvolveu-se principalmente durante a Inquisição Espanhola - que ninguém esperava.

Notabilizaram-se pela sensibilidade na prática da milenar ciência:


Filmes relacionadosEditar

  • Massacre da Serra Elétrica
  • Edward - Mãos de Tesoura
  • Telecurso 2000 - Aula de Mecânica

Livros recomendadosEditar

  • Até o momento não temos livros nessa área!
  • Ortopedistas sabem ler?

Bibliografia sugeridaEditar

Stallone, Sylvester. As duas lições da ortopedia e a versão resumida. Cidade do Cabo, 2005, 1 pág. ISBN798795468


   
v d e h
Médicos e Coisas Relacionadas
Alunos de Medicina - Cardiologia - Cirurgia Plástica - Dermatologia - Endocrinologia - Gastrologia - Geriatria - Ginecologia - Medicina - Medicina Alternativa - Médico - Nefrologia - Neurologia - Oftalmologia - Oncologia - Ortopedia - Otorrinolaringologia - Pediatria - Psiquiatria - Urologia