Abrir menu principal

Desciclopédia β

Os Cegos do Castelo

Este artigo é sobre um HIT!

É uma música chata, repetitiva e seu vizinho adora. SOLTE O SOM!

Music madonna.jpg

Cquote1.png Quero que essa porra dessa música, tome no cú! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Os Cegos do Castelo

Mario depois de escapar do castelo, mandou uma mensagem dos cegos que moram lá.

Os Deficientes Visuais da Fortificação ou apenas Os Cegos do Castelo é uma música da banda tropicalista popular brasileira, Titãs. A música não faz muito sentido, na verdade, não faz sentido nenhum, fala de uma pessoa internada em um centro de reabilitação para drogados e malucos ao mesmo tempo, ou apenas fumantes de cigarro que seria as duas coisas ao mesmo tempo, enfim nessa instituição chamada bangu I ou como ali dentro o pessoal chama, castelão. Música escrita, cantada, tocada, interpretada, cantada, ferrada por Wando Reis e devidamente apropriada pelos Titãs.

LetraEditar

Eu não quero mais mentir (no caso esconder celular no ânus)
Usar espinhos que só causam dor (usar droga injetável)
Eu não enxergo mais o inferno que me atraiu (perda de visão)
Dos cegos do castelo me despeço e vou (saída de Bangu I)
A pé até encontrar (sem dinheiro para o táxi)
Um caminho, o lugar
Pro que eu sou (um drogado maluco)

Eu não quero mais dormir (insonia)
De olhos abertos me esquenta o sol (sol quente)
Eu não espero que um revólver venha explodir (wat?)
Na minha testa se anunciou (wat? 2x)
A pé a fé devagar (wat? 3x)
Foge o destino do azar
Que restou

E se você puder me olhar (com os olhos)
E se você quiser me achar (com as pernas)
E se você trouxer o seu lar (junto com um restaurante)
Eu vou cuidar, eu cuidarei dele (mentira)
Eu vou cuidar (cuide)
Do seu jardim (erva)
Eu vou cuidar, eu cuidarei muito bem dele (cuide)
Eu vou cuidar (ninguém ta te impedindo)
Eu cuidarei do seu jantar (qual a comidinha)
Do céu e do mar, e de você e de mim (¬¬')

Essa porra toda mais uma vez e chega a melhor parte da música o fim.