Pärnumaa

Só mais um dia ensolarado em Pärnumaa.

Pärnumaa é um dos condados da Estônia que faz contrabando com a colônia da Estônia. Há uma escola na divisa do condado que fez com que vários letões ficassem depressivos e os culpados são os estonianos, mas foda-se isso.

HistóriaEditar

Pärnumaa nunca foi povoada e só servia para os vikings despejarem suas coisas e pegarem na volta quando saqueavam aldeias na Dinamarca e na Europa em geral. Pärnumaa serviu de "armarinho" já que eles usavam a "localidade estratégica" e o fato de ninguém povoar o lugar para guardar coisas e pegá-las na volta.

Por isso o nome da região foi esse fácil de pronunciar, que significa armário.

Se você pensar bem pode ser um armário nos dois sentidos já que o que ele guardava era algo bem fora do convencional: vibradores que eles tinham achado na Inglaterra e outros objetos fálicos que acharam como especiarias como o Quiabo. Essa utilidade acabou quando os vikings se esqueceram que Pärnumaa existia.

Os objetos ficaram lá por anos até os Letões ouvirem falar que no outro lado da baía de Riga havia a Estônia e que lá haveria mais mulheres que na Letônia, milhares de pessoas imigraram ilegalmente pela baía e habitaram essa região aqui.

Depois ficou mais difícil com as inspeções de submarinos russos no litoral e as minas terrestres.

CidadesEditar

  • Pärnu: Cidade pequena pra cacete no interior do condado, chamam essa manchinha no mapa de capital do condado, aqui há três fábricas diferentes de vaselina.
  • Sindi: Outra cidade urbana, é urbana pois tem dois postos de gasolina o que a já faz uma metrópole estoniana.
  • Are: Vila que ninguém sabe onde fica, tal como o Acre
  • Audru: Outra cidade cheia de caipiras, só é especial pois está depois de Are
  • Demais vilas com nomes de políticos comunistas: vilas que só servem para produzir lenha.

EconomiaEditar

Como a Letônia não tem nada de interessante não há contrabando, há as fábricas de vaselina na capital e cortar lenha que é a única coisa que as cidades caipiras podem fazer na Estônia, além de virarem atrizes pornôs.