Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pacajus

Cquote1.png Isso non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Pacajus
Cquote1.png Não sei onde fica. Cquote2.png
Fortalezense sobre Pacajus
Cquote1.png Depois do Horizonte Cquote2.png
Horizontino sobre Pacajus
Cquote1.png Ah, eu vou pra feira lá todo domingo! Cquote2.png
Pessoal dos municípios vizinhos sobre Pacajus
Cquote1.png Aqui é melhor que Horizonte. Cquote2.png
Pacajuense sobre Pacajus
Cquote1.png Além do Horizonte existe um lugar / bonito e tranquilo pra gente se amar Cquote2.png
Roberto Carlos sobre Pacajus
Cquote1.png Pacajus não é interior, é cidade metropolitana de Fortaleza. Cquote2.png
Morador de Pacajus orgulhoso de alguma coisa

Pacajus é uma aldeia e município do interior do estado Ceará, mas que insiste em afirmar fazer parte da Região Metropolitana de Fortaleza, embora não haja comprovações disso.

Pacajus é conhecida por ter uma rivalidade com sua adorável vizinha Horizonte, nada mais que despeito por não ter conseguido crescer em seus 75.000 anos de existência o que Horizonte conseguiu em seus 22 anos. Pacajus não se conforma em ter gerado uma filha rebelde; é claro que Pacajus nada teria contra Horizonte se essa tivesse seguido a mesma velocidade do crescimento da sua irmã Chorozinho (sempre retrógrado), pois assim Pacajus também poderia ainda ter esperanças de reaver seu território norte (roubado por Horizonte) como tem certeza que haverá de reaver aquele ao sul (Chorozinho).

Índice

HistóriaEditar

A história dessa cidade semi-desprezível não é nada de mais. Apenas um jesuítas que queriam beber um goró escondido foram lá para o meio do mato, onde se perderam e encontraram os índios paunuku, com quem fizeram amizade e catequizaram, então surgia a cidade, porque ela estava no caminho dos retirantes do sertão que desejavam chegar em Fortaleza.

GeografiaEditar

Pacajus, é um grande buraco no norte do Ceará pois tanto para entrar quanto para sair da cidade você enfrenta subidas de milhares de quilômetros (para quem segue a pé é uma escala de muitos anos) e ainda assim Pacajus se acha uma cidade de destaque!

ClimaEditar

Pacajus é uma das cidades mais frias do Ceará, sua temperatura média é em torno de 380ºC (à noite), não temos dados sobre a temperatura durante o dia porque ainda não temos termômetros capazes de medi-la (mas já está sendo testado numa região de Quixadá).

EconomiaEditar

A renda de Pacajus se baseia principalmente na exploração da atividade de cabeleireiro. Pacajus deve ser a única cidade do mundo onde a cada esquina encontra-se algo do ramo.

Pacajus também é conhecida como a cidade das invasões (mas não de extraterrestres, calma! Essa é Quixadá); todos os terrenos baldios na cidade são invadidos, despropriados e entregues aos autores do terror dos latifundiários da cidade. Mas vejamos pelo lado bom... um grande exemplo de reforma ográria agraria.

PopulaçãoEditar

Pacajus é uma cidade onde ninguém é pacajuense nato, porque todo mundo vai nascer em Fortaleza quando não recorre à Ocara.

TransportesEditar

Pacajus é conhecida pelo seu trânsito caótico (ficando apenas atrás de Fortaleza, Índia e Banglandesh). O melhor dia para se dirigir em Pacajus é no domingo quando acontece a feira da cidade, os outros dias da semana são interessantíssimos.

Pacajus é a cidade brasileira que mais tem nomes de ruas (ganhando até mesmo de São Paulo), pois a cada esquina do Centro as ruas vão mudando de nome enquanto nos bairros periféricos todas as ruas tem um nome só: PROJETADA.

ComunicaçõesEditar

Pacajus tem a TV da gente, um canal de televisão que sempre passa clipes repetidos de bandas de forró que já saíram das paradas de sucesso.

CulturaEditar

Quando em público, o povo pacajuense tem o hábito e mania de falarem altíssimo babaquices sem respeito ao ouvido do próximo.

Existia a Feirart, hoje extinta, que ocorria às sextas-feiras na praça principal da cidade (que ninguém sabe o nome). Foi uma tentativa falha de injetar cultura e artesanato nos nativos.

TurismoEditar

 
Vista do Açude de Pacajus e seu formato de bandeirinhas de São João.
  • Açude de Pacajus - Único e verdadeiro ponto turístico da cidade. Belo açude no formato da bandeira do Catar, point de vários eventos sociais promovidos pelas piranhas nativas. Equivalente pacajuense da Beira-Mar.
  • Praça da Igreja Matriz - Frequentado por todo tipo de pessoa, menos aqueles que vão para assistir à missa.
  • Praça da Igreja Velha - Idem ao item anterior, com acréscimo de uns gramas de drogas.
  • Supermercado Moranguinho - O Maior supermercado da cidade. Virou ponto turístico. Pessoas saem de casa dizendo que vão tomar o caldo do Moranguinho pois estão com fome, mas na verdade é só pra sair mesmo, pois aqui em Pacajus não tem mais nada pra fazer a noite. A praça de alimentação é um local inóspito, Impossível ir com uma turma grande a noite.

Lembramos que na noite de Natal não existe lugar mais lindo de se visitar. A decoração da cidade é feita com lixo. Isso mesmo, lixo. O prefeito atual com toda sua criatividade e pensando na sustentabilidade, reutiliza os lixos residenciais para enfeitar a cidade. De que maneira? Não apanhando o lixo e deixando nas ruas.