Abrir menu principal

Desciclopédia β

Morte 2.jpg Que saudades da Champs-Elysées...

Este artigo é rico e seu autor só compra coisa chic. Seus advogados estão de olho em você, então não vandalize! Pobre? Tenho nojo de pobre, tudo o que tem é feito de prástico...

Vamos, meu bem, tenho uma reunião com Coco Chanel.

NovoWikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Paládio.

Cquote1.png Você quis dizer: Palácio da Fada dos Dentes? Cquote2.png
Google sobre Paládio
Cquote1.png Tem algum retardado trabalhando na Google. Cquote2.png
Você sobre citação acima.
Cquote1.png Ele estava me matando! Cquote2.png
Tony Stark sobre paládio no filme Homem de ferro 2.
Cquote1.png Shopping Palladium, adoro! Cquote2.png
Curitibano otário sobre paládio.

O paládio é o quadragésimo sexto elemento químico da tabelinha marota, sendo o primo pobre da platina, com 32 prótons e elétrons a menos que este, e também inferior à prata, no julgamento das feministas radicais que empoderaram os elementos femininos na cabeça delas. Volta e meia os dois brigam sobre quem é o mais nobre, a coisa esquenta e não se pode meter a colher porque ela derrete com o calor por ser de gálio.

É como mais um dentre os bilhões e bilhões de metais transudos, podendo facilmente ser confundido ferro, cobalto ou molibdênio, e você só descobre que paládio é paládio quando algum retardado joga água régia nele e dá pra enganar outro retardado dizendo que é suco de guaraná com maracujá, ou quando um químico orgânico fica de pau duro só de olhar. Também pode ser confundido com rádio, caso este seja pronunciado pelo Cebolinha e os dois sejam discutidos, ou com chumbo, em caso de químico analfabeto. De acordo com a NASA, é possível encontrar bastante paládio em 2 Palas.

HistóriaEditar

O paládio é um elemento químico que foi inventado em 1806 por um professor frustrado de Londres cujo nome verdadeiro não se conhece, mas cujo nick na conta de WoW era "Wollaston", ele é quem batizou a sua nova invenção como homenagem à classe de personagem que ele interpretava em seu querido joguinho. A descoberta, porém, seria devidamente patenteada só em 1805, quando Wollaston exibisse para o mundo uma Espada Putaqueparivelmente Grande com um Olho no Meio, toda feita em paládio e indestrutível por causa disso.

CaracterísticasEditar

 
Dentes de paládio, usados na odontologia para identificar de longe a pessoa que os implantou como uma ex-portadora de cáries, logo, imprópria para beijar na boca. Também substitui o ouro em dentes de rappers supremacistas brancos, pois ouro é metal de cor e cor é coisa de preto.

Este metal é como a platina, um metal bonito e que dá para fazer espadas com ele, porque pode ser afiado e conduzir eletricidade, o que também causa a sensação de que é possível criar espadas mágicas. É como a platina, só que uma platina com menos funções e menos utilidade. Só não é uma platina de pobre porque o paládio também é difícil de conseguir, afinal ele é adquirido só através da destilação de vodka dos Montes Urais, então os russos detêm o monopólio mundial das exportações do elemento. O elemento tem uma personalidade dividida, como resultado disso, dá pra encontrar paládio na natureza em até seis isótopos.

UsosEditar

 
Uma tigela de acetato de paládio prestes a temperar uma galinhada goiana.

O paládio não tem nenhuma importância biológica, portanto seu consumo é desaconselhado por qualquer pessoa com bom senso, até porque minérios de paládio não dissolvem no estômago e chegam até o ânus praticamente intactos (e inofensivos), exceto o fluoreto bipolar de paládio, informalmente chamado de PdF3, que ao sair da bunda do imbecil que comeu o mineral, queima sua rosquinha e deixa um oco delicioso no rabo, curado apenas com quantidades cavalares de iodo, que dissolvem o sal (que é preto, diga-se de passagem) e recuperam a firmeza do cu cabeludinho de macho. Por causa da baixa reatividade no bucho, vários sais de paládio possuem função culinária, sendo vendidos com o nome comercial de "cúrcuma".

Entretanto, o principal uso do paládio é servir como componente essencial para a confecção do reator Arc, o eletroímã capaz de gerar todas as dezenas de trajes que o Homem de Ferro é capaz de fabricar. Foi inclusive por causa do Tony Stark que o paládio tornou-se o centro da crise econômica de 2000, quando o paládio passou a valer 1100 dólares por onça assassinada, o que levou um homem chamado Ford a exterminar todas onças da Amazônia e armazenar toneladas de paládio, que após uma desvalorização, causou prejuízo de 11 contos de réis bilhões, sem contar todo o estrago à fauna brasileira.

Fora do mundo real, o paládio é usado em jogos de MMORPG para forjar armaduras, espadas e escudos encantados com poderes mágicos, apesar da maleabilidade de merda e do risco elevado de explosão por causa da habilidade mística de absorver gás hidrogênio, que normalmente causa um incêndio desgraçado quando próximo a coisas quentes, como um forno de ferreiro. A matéria-prima em si também oferece +20 de força, +5 de agilidade e +10 de resistência à magia.