Abrir menu principal

Desciclopédia β

Palmeirândia

Palmeirândia é uma toca de tatu, localizada em algum lugar do Maranhão. De acordo com as últimas pesquisas do IBGE/Datafoda-se, Palmeirândia possui uma população de cerca de 10.000 habitantes, mas ninguém se importa. Atualmente, Palmeirândia é uma das cidades mais esquecidas do Maranhão, pois não possui nenhum ponto turístico de interesse, e muito menos mulheres gostosas para os turistas ficarem babando. A única coisa que existe em abundância em Palmeirândia é mato.

Índice

HistóriaEditar

 
A única estrada que liga Palmeirândia ao resto do mundo. No geral, ela é bem tranquila. Os turistas apenas tem que tomar cuidado para não serem atingidos por alguma bala perdida, proveniente das carabinas dos caipiras que ficam em cima dos morros.

Ninguém sabe exatamente quando foi que Palmeirândia foi fundada, até porque os primeiros colonizadores da região eram analfabetos e não registraram as suas aventuras por ali. Porém, imagina-se que, nos primórdios, Palmeirândia fosse apenas um grande terreno baldio, que servia para a desova de corpos. Essa tese é bastante aceita na cidade, pois muitos moradores atuais afirmam sentir um forte odor de carniça quando estão em suas casas.

A única coisa que se tem certeza sobre a história de Palmeirândia é que, no século passado, essa cidade era apenas um bairro esquecido e sem importância, anexado ao município de São Bento.

Certo dia, quando os caipiras que moravam em Palmeirândia perceberam que estavam sendo extorquidos pela prefeitura de São Bento, eles resolveram sacar as suas carabinas, e lutar pela emancipação de Palmeirândia. Obviamente, como Palmeirândia estava rendendo muito dinheiro para o bolso do prefeito, ele não queria assinar a emancipação nem fodendo, porém, teve que mudar de ideia, quando os caipiras ameaçaram estuprar, fazer sofrer e matar (não necessariamente nessa ordem) a família dele.

 
Palmeirândia é reconhecida nacionalmente como uma das cidades brasileiras mais preocupadas com o meio-ambiente...

Após terem conseguido a emancipação de sua cidadezinha, os caipiras comemoraram atirando para o alto com as suas carabinas. Enfim, eles não seriam mais extorquidos pelo governo corrupto de São Bento. O que eles não sabiam é que não podiam escapar das garras furiosas do governo brasileiro... MWAHAHAHAHAHA!

Atualmente, Palmeirândia não conseguiu se desenvolver em nada, e continua a mesma coisa que era antigamente: Apenas um curral abandonado, que serve de morada para alguns caipiras que querem saber apenas de ficar guerreando a vida inteira.

EconomiaEditar

A economia de Palmeirândia é bastante movimentada. Todos os dias, os caipiras da região matam um sujeito de São Bento e roubam a sua carteira.

EducaçãoEditar

Desnecessário. Pra quê ficar perdendo tempo em escolas, se os habitantes podem ficar o dia todo apenas se divertindo trocando tiros com os vizinhos?

SaúdeEditar

Não existem postos de saúde em Palmeirândia, nem hospitais, nem ambulâncias... Enfim, não existe porra nenhuma. Caso algum caipira de Palmeirândia fique doente, ele tem que ir se arrastando até o postinho de São Bento se quiser sobreviver.