Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pantano Grande

Gauchodanc.jpg Mas bah, tchê!

Este artigo buenaço e tri-legal é do mais puro humor gaudério dos pampas, vivente, então veste tua bombacha, recolhe teu pelego no galpão e toma um mate amargo com a gente, macanudo!

Chima.jpg
Pantano Grande '
BrasaoPG.jpg
Bandeira
Enquanto houver estado, explorados haverão
Hino
Local link={{{3}}} Estados Unidos do Sul link={{{3}}} Rio Grande do Sul
Idioma Gauchês
Geografia
Clima Frio
Locais de referência {{{turismo}}}
Economia
Produtos exportados Calcário e Pastel
Política
Governo
Nuvola apps core.png
Anarcofascismo Stalinista
Atual prefeito
Nuvola apps core.png
Lord Cássio, primeiro de seu nome
Vice-prefeito
Nuvola apps core.png
Lord Ivan, seu fiel escudeiro
Mídia
Cidadãos ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Bidica
Esporte símbolo Coito com animais e vegetais
Santo local Seu Norberto
Em recente reforma, o letreiro da cidade foi ajustado para enviar um recadinho aos hermanos que trafegam a amada BR-290. No anseio de um lugar para deitarem seus cus exaustos, os trouxas aceitam qualquer muquifo a preços exorbitantes.


Pantano Grande, termo originado do latim "non vade quod est foramen", é uma extensa cidade do Rio Grande do Sul que possui quase 10 mil habitantes, sendo mais de 38% deles legalmente reconhecidos como sendo capivaras e cavalos.

Apesar de não ser admitido pelo orgulho dos habitantes, a única função existencial desta linda cidade é ter uma rodoviária no meio da BR-290, onde vendem alguns souvenirs inúteis e comida pelo preço de um carro.

HistóriaEditar

A história da cidade é longa e épica, mas pode ser resumida em poucas linhas. No começo da criação, Pantano Grande era uma prisão política do reino adjacente de Rio Pardo, prendendo todos os que se opunham à ditadura capitalista do mesmo (lê-se: anarquistas, comunistas e stalinistas). Durante muitos anos, os pobres habitantes de Pantano Grande sofreram nas mãos da tirana supremacia rio pardense, até que, vindo dos céus como um cometa milagroso, ergue-se Érico Raabe, um nobre guerreiro comunista enviado por Deus para libertar o inocente povo pantanense da opressão capitalista.

Érico, em inúmeras batalhas, aniquilou todos os guardas rio pardenses de Pantano Grande, porém, infelizmente veio a ser morto em uma destas batalhas. Em nome de seu legado, a prisão política resistiu os futuros ataques rio pardenses, se emancipando e sendo reconhecida como um legítimo reino. Em memória do grande revolucionário, um monumento foi erguido na praça principal da cidade para que seus incríveis feitos jamais fossem esquecidos.

Decisão do NomeEditar

Ao decidirem o nome, havia duas possibilidades: "Pau Grande" ou "Pantano Grande". A primeira viria do lendário pau do descobridor das regiões do Pantano Grande atual; um desbravador que fincou um pau ao descobrir o local e instruiu a construção de uma cidade ao redor daquele pau. Mas por considerarem um nome absurdo, chamaram de Pantano Grande, não fugindo da ideia do pau primordial.

TurismoEditar

Pantano Grande possui vários pontos turísticos que atraem visitantes de todo o sanatório Vale Rio Pardo que buscam desfrutá-los. Entre eles temos:

Raabelândia: A Disneylândia pantanense. Lugar conhecido pelo seu pastel e galeto internacionalmente famoso. Uma espécie de lancheria misturada com restaurante, casa de apostas e que já sedeou até mesmo duelos sangrentos armados com facão. O lugar está sempre cheio de argentinos, principalmente no verão, onde a população da cidade aumenta em 10% por causa deles. Também é o principal destino dos jovens que estão saindo de uma festa e não podem chegar em casa devido ao seu estado atual de embriaguez e entorpecimento estão com fome.


Imec Skatepark: Era maior ponto de encontro de skatistas maconheiros de todas as faixas etárias da região, situado em frente ao supermercado Imec, cuja existência vem a ser ofuscada pela renomada pista de skate. No entanto, o supermercado viu que não estava lucrando com isso os nobres cidadãos estavam danificando o local, então resolveu trancar o lugar durante a noite, impossibilitando que os jovens possam praticar esportes durante a madrugada.


 
Vista com a Torre Eiffel no horizonte.

Torre Central: Uma grande piroca azul e branca situada no centro da cidade, podendo ser vista e servir de ponto de referência por quase todo o território pantanense. Apesar de proibido, uma das práticas mais ponderadas pelos habitantes é escalar até o topo da torre para enfim enxergar a minúscula extensão de território do municipio.


Palanque e Praça: O Palanque é uma antiga estrutura circular situado ao lado da única praça que existe na cidade. Frequentemente usado como ponto de encontro para maconheiros, cachaceiros e pagodeiros nas madrugadas animadas da cidade. Os playboys chegam com seus carros caros e disputam para ver quem consegue colocar o funk na maior altura possível.


Pichação no Pavilhão de Esportes: "Enquanto houver estado/ explorados haverão" O lema da cidade tatuado involuntariamente nas fortes paredes do Pavilhão da cidade veio a ser considerado um patrimônio público do povo pantanense. Apesar de sua importância, a prefeitura da cidade, que não reconhece tamanho elo cultural que a pichação tem, veio a apagar o Magnum Opus dos pichadores pantanenses com tinta branca. Todavia, a perseverança anarquista do povo uniu-se para que a pichação fosse novamente restaurada recentemente.


 
Vista panorâmica da boca de fumo.

Caminhódromo: Um lugar construído pela prefeitura da cidade com a intenção de que os habitantes o usasse para a prática de esportes e exercícios físicos ao ar livre. Todavia, seu propósito foi completamente obliterado; hoje em dia o caminhódromo é frequentado somente para o consumo de drogas ilícitas e bebidas alcoólicas durante as madrugadas. Consequentemente, teve seu nome alterado para "Maconhódromo".

ExpocalEditar

Com suas primeiras edições sendo sediadas na praça central (e única) da cidade, esse evento de estrutura mastodôntica reunia uma legião de 5 pessoas que assistiam alucinadas aos inúmeros 2 (dois) shows e apresentações de artistas fracassados.

Em dado momento, a grande patusca começou um processo de simbiose com a Festa do Cavalo, assim passando a serem realizadas em um terreno no meio do nada que obriga a galera que não tem uma vagina pra conseguir um macho que as leve carro a caminhar no mínimo 2km para acessar a festança.

A última vez que o glorioso espetáculo fez o chão lamacento do Centro de Arremates tremer foi em meados de 2014, período glamouroso este que ainda inspira poesias e posts nostálgicos em redes sociais.

Depois da suspensão de tempo indefinido do evento por razões monetárias, o caos foi instalado no pequeno, e antes pacífico, condado. As taxas de suicídio praticamente triplicaram, assim como as de assaltos e homicídios, que vêm se tornando cada vez mais comuns, uma vez que os habitantes não têm mais acesso ao motel a céu aberto exposição de máquinas agrícolas.

Fundação GaiaEditar

A instituição surgiu quando José Lutzemberger, um entusiasta do nudismo, conseguiu adquirir uma área de 30 hectares onde funcionava uma antiga pedreira de exploração de basalto e começou a ali criar um local reservado, coberto de mato, onde pudesse balançar seu escroto livremente pela brisa fresca do verão.

A compra foi uma barbada, pois, assim como os homens primitivos (muitos ainda vivos) costumavam foder mulheres e depois jogá-las fora como uma casca de banana, o ser humano remove todos os recursos passíveis de geração de capital em uma região e, em segunda, a joga pra escanteio.

Com o crescimento da comunidade nudista na região, o movimento começou a chamar atenção e Lutzemberger passou a ser confundido com um naturalista. Na falta de desculpa melhor para esconder seus gostos dos vizinhos, ele acabou curtindo a ideia e passou a ser mais um entre os vários seres humanos que tentam salvar o futuro desse maldito planeta.

Igreja MatrizEditar

A Paróquia Nossa Senhora de Fátima é um dos não-pontos-turísticos da cidade. Uma vez que ninguém se importa com a sua existência, muitos fiéis chegam a pagar dublês para irem à missa em seus lugares.

Ela dispõe ao povo pantanense motivo para a fofocaiada domingueira, que é outra forma que as pessoas daquela região encontraram para passar o tempo de modo superficialmente preenchido.

Assim, faça temporal ou faça um sol do caralho, os pantanenses se aglomeram na praça principal para a famosa mateada que antecede a missa e depois tornam ao mesmo local, só que acompanhados de bebidas alcoólicas, passando a noite enchendo a cara para aguentar a semana nos seus empregos.

O termo "mateada" vem do latim "mate" de matar e "ada" de fofocaiada, e é uma tradição milenar criada pelos padres que não suportavam as conversas que interrompiam os sermões, então propuseram que as pessoas se juntassem antes da missa para matar o desejo de fofoca.

O insignificante centro religioso fica fechado quase todos os dias, mas isso não foi sempre assim. Nos tempos áureos, ele ficava aberto praticamente o dia todo para visitação dos infiéis fiéis.

Um casal, porém, decidiu que era uma boa ideia entrar no local e manter relações sexuais no altar. Esse ato foi visto como uma afronta pela igreja, já que apenas os padres têm permissão de realizar tal cerimônia com os coroinhas.

A ação ocasionou o posterior fechamento da igreja em situações ordinárias, pois, com a entrada de diversas concorrentes no mercado, a instituição se vê sem estrutura para evitar tais eventos além de prometer o inferno para os praticantes.

EducaçãoEditar

No município de Pantano Grande existem em torno de 6 escolas, porém apenas uma delas oferece ensino médio, a Escola Estadual de Educação Básica Gulag Pedro Nunes de Oliveira, carinhosamente apelidada de Pepê por certos alunos. Como consequência, qualquer cidadão pantanense em sua fase escolar é forçado a prestigiar as maravilhosas aulas do Pedro Nunes, contando com safras dos melhores e piores instrutores da cidade.

Escola Pedro Nunes de OliveiraEditar

A instituição une todos os drogados e comunistas da região, os quais usam as instalações para falar de política chapados de maconha e planejar seus crimes, tais como: roubar materiais da rádio e vender para comprar livros de youtubers; inserir bebidas alcoólicas e corantes no bebedouro; praticar rituais satânicos no parquinho; gerenciar o trabalho digno de prostitutas que atuam durante as aulas e organizar festas regadas a funk e LSD durante os recreios.

Apesar de seu altíssimo teor de ensino, a instituição acaba sofrendo com certos problemas por parte da administração do atual diretor Telecena. Em revolta, a legião de mais de mil alunos da escola cria o lema "Fora Telmo" como sinal de protesto e repúdio.


Estrutura Física

Em recente reforma, as cabines individuais dos banheiros foram expandidas, demonstrando a grande preocupação da equipe diretiva em relação ao conforto dos indivíduos que realizam atos sexuais nesses espaços. Dessa forma, colaboram não somente com um dos mais importantes mercados pantanenses, mas também com o bem estar dos funcionários que, tendo seus salários constantemente parcelados, recorrem ao sexo casual como complemento da renda e único prazer em suas vidas vazias.

Essa reestruturação também abriu lugar para um novo banheiro, esse optimizado para capivaras. Estes nobres animais foram desabrigados quando os criadores do Loteamento resolveram secar um grande açude repleto de biodiversidade para erguer uma vilinha inútil no meio de lugar nenhum, assim deixando-os sem possibilidades de lugares para defecarem com respeito e classe.


Patrimônio Histórico Inominável

 
Culto à suposta entidade, realizado de 10 em 10 anos.

A lenda, o mito, fundadora da escola, da cidade, do pais, da própria civilização humana e do universo. Ninguém sabe ao certo como ela veio parar aqui neste mundinho; sua idade é tão vasta que a frágil mente humana é incapaz de compreendê-la, levando à insanidade aqueles que se atrevem. Pelo que bem sabemos ela pode ser o próprio Anticristo.

É escrito nos antigos livros sagrados da civilização que Ela surgiu antes mesmo do princípio do tempo, predecessora da criação, tendo causado o grande Big Bang com as próprias mãos.

Já se encaminhando para a 10ª aposentadoria, Ela é um fóssil vivo vagando pelos corredores do colégio. Ministra as matérias “não saber usar o datashow” e “passar vergonha na frente da turma por causa disso”. Por nunca ter aberto um livro em suas 3 eras geológicas de vida, não diz nada com o mínimo de nexo durante suas aulas, se limitando apenas a perpetuar o senso comum.

Muito conhecida no meio científico, a vovozinha sacana já atraiu vários paleontólogos ao município para analisarem seu material genético. As pesquisas, no entanto, todas inconclusivas, puderam apenas levantar a hipótese de sua coexistência com outros hominídeos ancestrais, o que explicaria seus métodos rupestres de ensino.

EleiçõesEditar

É preestabelecido para as pessoas da região que a única forma de conseguir um emprego decente na cidadela é nascer com o cu entupido de soja/cal, ou se filiar a algum partido político. Por tal razão, parte considerável da população se mostra apta o ano todo para defender seus ideais políticos de merda em nome de seus interesses pessoais.Em época de eleição, as taxas de desemprego caem vertiginosamente no município, pois todos os cidadãos acabam se envolvendo no grande evento.

Os magníficos comícios pantanenses, presentes até nos confins da Várzea e Monte Castelo, marcam a história por unir e exibir todas as esquisitices da cidade em não mais do que algumas horas de pura elegância dialética.

Os carros de som que os candidatos disponibilizam nesse período são considerados verdadeiras dádivas pela população. Os cidadãos emocionados vão ao encontro da música com lágrimas nos olhos, a mão direita no peito e a esquerda no facão, entoando descompassadamente as marchinhas que durante o ano foram preparadas com o objetivo específico de grudar, grudar em qualquer coisa.