Abrir menu principal

Desciclopédia β

Panther King

Medindo 2,5 metros e pesando 300 quilos, Panther King era para ser o chefão final do jogo Conker's Bad Fur Day. Porém, ele foi estraçalhado de dentro para fora antes de poder mostrar as suas garras. Tudo isso graças a Heinrich, um primo de septuagésimo quinquagésimo vigésimo quarto grau do Alien, que estava vivendo dentro de seu corpo, o usando como um hospedeiro.

Índice

HistóriaEditar

 
Cara de mauzinho, unhas que não vêem um bom cortador de unhas há mais de 2 anos, pêlos por todo o corpo no melhor estilo troglodita... Panther King tinha tudo para ser um bom chefão. Mas não viveu o suficiente para concretizar isso.

Encontrado dentro de um repolho por um casal de eremitas, Panther (que na época ainda não era "King") teve uma infância difícil. Desde os 5 anos, teve que puxar enxada para sobreviver, plantando principalmente mandiocas, nabos e pepinos, os alimentos favoritos no mundo de Conker's Bad Fur Day. Nos dias de folga, ou seja, quando estava despencando o mundo e era impossível plantar algo sem afundar e prender os pés na terra, Panther ia com os amigos para o boteco. Porém, diferente de todas as outras pessoas normais, Panther não gostava de uma boa cachacinha, ele gostava mesmo era de um leitinho quente, o que rendeu-lhe uma grandiosa má fama, afinal, macho que é macho não bebe leite, come as vacas.

Muito sensível as apniões alheias, Panther, que já possuía sérios instintos psicopatas, resolveu começar a juntar algum dinheiro, para comprar uma garrucha e encher de tiros aqueles que zombavam de sua cara. Porém, juntar uma graninha trabalhando na roça é complicado, principalmente porque você depende da merda dos cavalos para fazer as plantações renderem. Então, sem muitas alternativas, Panther resolveu procurar pelo Professor von Kripplespac, que era conhecido na região por usar cobaias humanas em seus experimentos, e depois dar para elas uma boa graninha.

Percebendo que o jovem Panther possuía o estereótipo perfeito para receber o seu mais novo experimento, denominado Heinrich, Von Kripplespac resolveu fazer-lhe uma proposta irrecusável: Se Panther aceitasse ser o hospedeiro de Heinrich em seu organismo, por livre e espontânea cacetada e tortura, ele se tornaria o novo rei do mundo, com direito a um braço direito para queimar seus inimigos, além de uma quantia considerável de dinheiro e todos os luxos. Por razões mais do que óbvias, Panther aceitou, e assim se tornou Panther King, o rei viciado em leitinho que manda matar qualquer verme insolente que ouse fazer piadas com a sua cara. O único problema é que Panther King se tornou uma marionete, sem vontade própria, mas já que o dinheiro e o leitinho estavam entrando... Ótimo!

Diante do TronoEditar

Logo nos primeiros dias de seu reinado, Panther King mostrou-se um tirano sanguinário que precisa urgentemente ser internado em uma clínica psiquiátrica de segurança máxima, pois mandou o seu "assistente de assuntos internos" usar a milenar técnica "Broom in Ass Kill Confession" em todos os seus antigos desafetos, apenas para rir dos gemidos que eles faziam quando o instrumento fálico penetrava em suas cavidades onde o Sol não bate. Os mais afortunados, ou seja, aqueles que não tiraram tanto sarro de Panther King no passado, apenas foram jogados em uma dama de ferro, onde os seus ossos permanecerão para todo o sempre, amém.

Após resolver este pequeno problema com seus amiguinhos de infância, Panther King estava pronto para começar a governar de verdade. Mas antes, ele precisava de um gole de leitinho quente, pois isso aumentava a sua intelijumência, requisito básico para se governar qualquer lugar na atualidade. Após o primeiro gole, Panther sentiu-se regenerado, e começou a filosofar um pouco sobre as noites estreladas, e como elas são escuras por refletirem os asfaltos. Entre uma filosofia e outra, Panther King botou o seu copo de leite na mesa, quando teve uma surpresa nada agradável: A mesa, que fora fabricada com garrafas pet, quebrou-se, pois não aguentou a intensa massa de 250 ml de leite, esparramando todo o preciso líquido de vaca pelo chão. Apesar de furioso, Panther King conseguiu manter a calma, pois estava fazendo yoga, e apenas pediu para Kripplespac consertar a mesa, já que ele entendia tudo de tecnologia e outras nerdices mecânicas.

Porém, como o ato de arrumar uma mesa é bem complexo, e envolve anos de pesquisas, Kripplespac teve que ir para o seu laboratório, estudar mais profundamente a questão. Então, depois de 7 dias e 7 noites fazendo centenas de milhares de cálculos aritméticos, de ter consultado todos os trabalhos de Leonardo da Vinci e de ter feito mais de 300 interurbanos para o Matt Damon, Kripplespac finalmente chegou a uma incrível conclusão, que até hoje é levantada nos conselhos de matemática: A solução consiste em capturar um esquilo vermelho e prendê-lo no pé da mesa, que também é vermelha (genial, não?). Após contar a solução para Panther King, o ditocujo ficou muito abismado com tamanha profundidade, e resolveu seguir este conselho. Então, Panther King mandou todos os seus subordinados e insubordinados irem capturar o tal esquilo vermelho.

Após o envio das tropasEditar

Depois de enviar todos os seus soldados para tentar capturar o tal esquilo vermelho, Panther King passa a fazer aparições no jogo mais raras que as dos mico azul, porém, isso não quer dizer que ele não esteja fazendo nada. Na verdade, ele continua bolando seus planos para dominar o mundo na verdade não, pois quando o Panther King fica sem beber o seu leite ele vira um completo idiota.

Porém, apesar do Panther King não conseguir pensar em nada, o Professor Kripplespac, que é seu braço direito, esquerdo, pernas e cabeça continuava pensando e armando planos como os de trair o Panther King e fugir para o Acre. Um dos planos que o Professor armou foi o de enviar todos os seus soldados Tediz para fazer uma guerra contra o exército dos esquilos, pois assim, ele poderia conquistar o mundo. MWAHAHAHAHAHA!.

E continua a caçadaEditar

 
Panther King demonstrando o seu desejo de matar.

Depois de algum tempo, enquanto lia um jornal sensacionalista para ver se esquecia o esquilo vermelho, o Panther King viu que o seu inimigo era, na verdade, Conker the Squirrel, que era um esquilo sanguinário e sedento por sangue, que já tinha matado mais de 8000 soldados da tropa Tediz e que tinha poderes semelhantes aos do Superman, pois podia voar e nadar em velocidade mach 9. Obviamente, como esse jornal tinha fama de sensacionalista porque era, Panther King ignorou, e apenas prestou atenção na foto de seu novo inimigo.

E, enquanto os seus soldados não voltavam com Conker, Panther King resolveu que iria tomar o seu leite de qualquer maneira, e começou a usar as costas de um de seus soldados fuinha como mesa provisória (realmente, esse Panther King é muito inteligente e com raciocínio espetacular).

Final da caçadaEditar

Depois da guerra dos Tediz, Panther King percebeu que apenas força bruta não seria suficiente para derrotar Conker, afinal, esse esquilo sozinho tinha matado mais de 8000 soldados Tediz, invadido a base das tropas, empalado o Experiment e, por fim, tinha mandado toda a base para o espaço. Isso sem tomar nenhum tiro.

Então, Panther King resolveu usar a inteligência, e convocou o chefão de seus cartéis, que era conhecido como Don Weaso, para fazer com que Conker caísse em uma pegadinha do malandro, e tornar a captura mais fácil. Como Don Weaso era um especialista na arte da persuasão, ele conseguiu fazer com que Conker e Berri caíssem na pegadinha, e os prendeu dentro do banco mundial.

Após Conker e Berri ficarem totalmente presos dentro do banco eles nem ligaram, pois ali tinha 1 milhão em barras de ouro que valem mais do que dinheiro, eles se viram frente à frente com o Panther King em pessoa.

Porém, Conker e Berri pensavam que aquilo era uma alucinação, afinal, no mundo do Conker, o Panther King era apenas uma lenda que nón ecsistia, assim como o Bicho-Papão, Saci e o Dunha. Mas o Panther King mostrou que definitivamente não era uma alucinação, pois ele começou a falar mais do que sogra.

Depois de muito blá-blá-blá, o Panther King decidiu que iria lutar, para resolver logo o problema da sua mesa. Porém, quando o Panther King ia pra luta... *Plaft*... Saiu de dentro dele uma criatura que era o perfeito clone do Alien, chamado Heinrich, que, quando saiu, obviamente, arrebentou com os órgãos internos e com metade do corpo do Panther King, transformando este em apenas um farrapo de gente.

v d e h