Abrir menu principal

Desciclopédia β

Parachutes

Charlemagne-4.jpg Este artigo se trata de um álbum

E já teve milhares de cópias vendidas! (ou não).

Conheça o resto da playlist clicando aqui.

Cquote1.png Caiu mais uma banda de paraquedas no cenário da música! HAHAHA, sakas? Parachutes, paraquedas!? Cquote2.png
Babaca nível 99 sobre Parachutes
Cquote1.png A melhor é Yellow! Cquote2.png
Poser sobre Parachutes
Cquote1.png A melhor é Life Is For Living! Cquote2.png
Hipster sobre Parachutes
Cquote1.png A melhor é Creep! Cquote2.png
Troll sobre Parachutes

Parachutes é o primeiro álbum da banda Coldplay. É mais conhecido como o CD que tem Yellow e por ser o menos preferido dentre 70% dos fãs. Os outros 30% geralmente só conhecem Yellow e Shiver. Ou nem conhecem essa bosta e acham que Yellow é do A Rush Of Blood To The Head. De todo modo, o CD se chama páraquedas em português mas a capa do CD é um globo terrestre em amarelo. Provavelmente a banda, do jeito que seus integrantes são, ficou com medo de descer de paraquédas e colocar assim uma foto decente no CD e por isso arrumou a primeira ideia retardada que veio à mente para colocar como capa do CD. Foi lançado em 2000 e por isso, para muitos, essa foi uma das piores décadas do planeta, visto que a mesma começou de pé esquerdo.

Índice

A CapaEditar

 
Eis a capa do CD. Custou 20 reais e foi desenhada por um moleque de 10 anos.

Na verdade a capa era para ser a foto da banda num paraquedas descendo, pronta para cair no chão. Estava subentendida já uma parte depressiva aí, pois o passeio nos ares estava acabando e ainda iriam bater no chão, sem contar que a foto da própria banda no CD deixaria clara mais uma mostra do porque a banda ser tão depressiva: eram todos feios. Mas o medo foi mais forte e decidiram tentar fazer algo que pudesse parecer intelectual para os críticos de Twitter que são tão chatos quanto seu tio engraçadão e criticam até o que eles mesmos fazem.

Eis que surge a ideia de um globo terrestre pintado de amarelo, até porque o nome da única música mais famosa do CD se chama Yellow. Perfeito: solução simples e que seria barata, já que qualquer babaca pode ir na papelaria e comprar um globo terrestre qualquer. Seria inclusive mais barato, assim a banda gastaria algo em torno de 50 reais com o globo e com o filme pra carregar uma câmera fotográfica para tirar foto da bagaça. Sobraria muito mais dinheiro para o povo e ao contrário de pular de paraquedas, a única chance de ir pro hospital que a banda tinha era de um possível susto gigantesco com o flash que lembraria mais uma reprodução do efeito causado pela explosão do Big Bang.

Isso para esses intelectuais que não gostam nem de sair de casa, uma vez que possuem medo de contrair idiotice do povo que anda na rua ouvindo funk (bom, nisso há lógica) e que dança parecendo uma lagartixa com convulsão; pareceria perfeito. E eles ainda tentariam inventar interpretações fantásticamente babacas mas que iriam parecer do Grammy se misturada à palavras difíceis. Por isso a banda faz sucesso entre indies que curtem Starbucks mas que não fazem ideia que na Inglaterra o mesmo é visto do mesmo jeito que a Casa da Empadinha é vista aqui no Brasil.

O CDEditar

 
Um perfil revoltado, mas sem deixar de ser jovial era afórmula que o Coldplay tinha para fazer sucesso entre as gurias retardadas. Ou seja: é um Malhação do mundo da música.

O Coldplay já tava cansado de só tocar em fundos de bar que eram ponto de encontro de cornos e também de tocar em enterros, sem contar que já haviam mudado de nome várias vezes, na última, de Starfish para Coldplay. Antes que fizessem algo ainda pior no nome e que fossem sentenciados à virar um KLB no mundo do rock (?), decidiram procurar uma gravadora e assim lançar suas músicas de ninar em um CD para ser vendido para todo o planeta.

Eis que quando finalmente conseguem, foram apresentados à fórmula mágica de músicas lentas idênticas que só mudam as palavras, algo parecido com o Nickelback e os Ramones, que usa as mesmas melodias para músicas com letras levemente diferentes e ainda sim fazer o povo gostar dessas músicas. Usaram essa fórmula até Mylo Xyloto, quando cansaram e decidiram virar uma banda que usa as mesmas melodias só que alegretes demais.

O primeiro álbum, de tão lentas que são as músicas (mais que o usual apresentado nos álbuns seguintes), fez com que Chris Martin dissesse:

  Sabemos que a música é terrível e nós tentamos sempre pensar no que podemos fazer para seguir em frente.  
Chris Martin

Obviamente, o que os faz seguir em frente, é imaginar que tem muita coisa pior. As 10 músicas do CD mostraram uma coisa do Coldplay ao mundo: não vamos nos livrar deles enquanto houver uma pessoa carente nesse mundo e o Radiohead continuar lançando músicas cujo vocalista dança igual a Globeleza no clipe. Bom, até existem as bandas emo, mas isso não é pra carentes, e sim para depressivos em estado terminal.

Lista de músicasEditar

Lá vamos nós...

1. Don't PanicEditar

 
Don't panic. That's Thom Yorke. So, listen to Coldplay, Chris Martin is more beautiful than Yorke.

Puro aviso da banda para não entrar em pânico porque o CD tá começando: em uns 38 minutos essa bosta vai estar acabando e você poderá finalmente colocar o CD do Muse na rádio. Também avisa para não se descabelar, até porque a trilha sonora lenta não combina com você se descabelar pela música ser ruim. Espere até alguém babaca colocar o CD da Banda Glória. E mais, era bom você se preparar, porque em dado momento da música, você, mesmo sendo homem, iria sentir a voz de Chris Martin e como por um feitiço ia ter um...

2. ShiverEditar

...arrepio. Bom, se você for homem, por sentir algum tipo de emoção nas letras (sim, algum tipo de magia negra - ou amarela - que a banda desperta em todo mundo), se você for mulher, por achar a voz sexy, o Chris um gênio da música e ter ataques mentais a ponto de dizer que os Coldplay são melhores que os The Beatles. Coisa que causaria arrepios em fãs dos Beatles e do Oasis, o que causaria arrepios ainda maiores à outras pessoas que iriam assistir a uma briga cult onde fãs do Radiohead iam se matar de rir (eles se matam até rindo).

3. SpiesEditar

Relata que a banda chegou a receber visitas de espiões, principalmente do FBI, interessados nos serviços da banda para os presídios militares. A razão era acalmar os presidiários que brigavam até para ver se alguém trapaceou na disputa de par ou ímpar pra ter a poss da bola no futebolzinho de fim de tarde. Mas pensaram melhor e acharam tortura demais com os presos, principalmente ao analisar friamente a performance da banda - acabaram prestando mais atenção na formiga que passava por ali do que na música.

4. SparksEditar

 
Essa imagem retrata bem a paz e amizade existente entre fãs xiitas de The Beatles, Coldplay, Radiohead e Oasis.

É o resultado da briga relatada ainda em Shiver. Um fã xiita dos The Beatles (pode contar dois até, um mais fã do Paul McCartney e outro de John Lennon), um do Oasis (ou dois, um que hoje prefere o Noel Gallagher e outro que curte mais o Beady Eye), um do Coldplay e um do Radiohead rindo, é uma briga mais interessante que rinha de galo. Ainda não descobriram tal modalidade, mas quando descobrirem, sem dúvidas, será mais valiosa que o MMA, até proque voadoras costumam ser mais comuns e as ofenças desvairadas são mais engraçadas. Sem contar que tudo isso num clima cult ou mamãe brigo igual viado com classe.

5. YellowEditar

Tudo amarelo. Tudo o que ela fazia era amarelo. Tudo o que ela tocava ficava amarelo. As estrelas brilhavam em amarelo por ela. A banda fazia tudo em amarelo por ela. Restava saber quem era ela, porque tudo ficava amarelo e se Chris Martin estava em estado de sanidade mental estável quando escreveu essa música. Alguns especulam que essa música é sobre a hepatite. Outros afirmam que é mero merchandising para uma marca de tintas qualquer (não é de se duvidar para uma banda cujo filho do vocalista se chame Apple).

6. TroubleEditar

Jonny Buckland quase pirou quando levantou da cadeira e sem querer seu cabelo charmoso ficou colado numa teia de aranha no alto do estúdio (lembre-se que antes da fama o Coldplay era tão pobre quanto sua bandinha de garagem, caro descíclope. A diferença é que o Coldplay atingiu a fama, e a sua banda, nunca atingirá). The spider web is tangled up with me/ And I lost my head/ The thought of all the stupid things I'd said (Uma teia de aranha está enrolada em mim/ E eu perdi a cabeça/ O pensamento de todas as coisas estúpidas que eu disse). Esses versos relatam o desespero de Jonny quando tal teia grudou em sua cabeça, ele perdeu a compostura e saiu gritando igual um doente pelo estúdio, fato que fez Chris Martin começar a olhar estranhamente para o mesmo. O jeito que ele corria como uma gazela saltitante, era engraçado e... apaixonante!

7. ParachutesEditar

 
Parachutes!

Uma música enorme, que chega à lembrar os tempos de rock progressivo. Espanta de tão longa que é e para muitos é um desafio escutá-la. Os inacreditáveis e longuíssimos 46 segundos para a música que dá nome ao álbum, mostra o quanto esse CD tem a ver com o nome que lhe foi dado. Aliás, a letra dessa música é considerada a melhor do CD, com uma letra simples, bonita, cheia de significado. Mesmo não tendo uma palavra sequer. Talvez por isso explique e signifique mais coisa que qualquer outra letra da banda...

8. High SpeedEditar

Pera, você tá de sacanagem comigo? Se não for um significado metafórico paradoxalmente genial, essa música só pode ser uma provocação e/ou está com o nome errado.

9. We Never ChangeEditar

As letras nunca mudam, e eles admitem isso aí. Mais uma música lenta mas que como alento para todos, é a nona, e significa que o CD está acabando. Se você não dormiu até aí, meus parabéns. Se dormiu, provavelmente já acordou e viu que o CD ainda não acabou. Nisso você decide voltar o player para a única música que todos gostam nesse CD: Yellow. E depois se cansa, guarda o CD num cantinho e nunca mais o ouve.

10. Everything's Not LostEditar

  Só de trollagem vou por mais uma música escondida aqui no meio e fazer essa música demorar mais pra acabar    
Chris Martin sobre Everyting's Not Lost e Life is For Living

Tudo Não Está Perdido. Significa que os Coldplay ainda podiam fazer mais sucesso do que o Radiohead algum dia. E conseguiram!