Abrir menu principal

Desciclopédia β

Park Way

Park Way (código RAXXIV, conhecido também como Park Away, devido a imensa ditância de algumas de suas casas) é um bairro-dormitório do Distrito Federal, surgiu como expansão do Núcleo Bandeirante/Candangolândia/Lago Sul/aeroporto/Taguatinga/Vicente Pires e hoje constitui um dormitório autônomo do DF

HistóriaEditar

 
Centro do Park Way.

O Park Way é um dos pouquíssimos bairros do DF que não surgiram devido a invasões de favelados, mas sim como, luxuosos condomínios irregulares cheios de mansões dos ricaços de Brasília, que mesmo muitas vezes construídos em zonas de preservação ambiental foram legalizados.

Antes de 2003, o Park Way era apenas um bairro do Núcleo Bandeirante, mas seguindo as tendências de expansões no DF onde os ricos começaram a separar-se dos pobres (como por exemplo o Sudoeste do Cruzeiro e o Itapoã do Paranoá). E assim surge oficialmente a Região Administrativa do Park Away.

Formado por 100% de mansões em terrenos irregulares de até 200.000 m² com cercas elétricas, cães raivosos, câmeras, cercas com arame farpado, muros, minas terrestres e tudo que for possível para afastar os marginais comuns nas cidades assaltélites das redondezas.

A população do Park Way é curiosa, pois para comprar um pãozinho sempre precisam se deslocar 50 quilômetros para a padaria mais próxima. Mas isso está longe de ser um problema para os moradores com seus carros de luxos aonde um morador poe 250 R$ de gasolina e quando já andou 10 KMs eles colocam mais com medo de ficar no meio do caminho sem combustivél. Park Away tudo está longe, menos a cama dos moradores.

Atualmente, o Park Away é uma versão luxuosa e com saneamento básico feito a ouro de Vicente Pires.

É no Park Way aonde fica o aeroporto de Brasília, os Advogados corruptos e 50% dos Playboys de todo DF.

AtraçõesEditar

  • Matagais - O que não falta no Park Way é espaço, com ruas retas de quilômetros só com mansões, que fazem qualquer pessoa normal dormir no volante. Há reservas ambientais para todos órgãos do governo que você imaginar, desde a Unb, marinha, aeronáutica e IBGE à Área 51, Polícia Federal e Traficantes da Ceilândia, além do parque ecológico particular do Roriz.
  • Catetinho - Um barraco onde o presidente cagou pela primeira vez no Distrito Federal.
  • Museu Vivo da Memória Candanga - Um hospital que faltou médicos e remédios (típico do DF) e foi transformado em museu.
  • Casa Niemeyer - A mansão onde morou por quase toda a vida a múmia de Oscar Niemeyer.
  • Brasilia Country Club - Clube com espaço gigante e muito matagal fundado por Juscelino kubitschek onde os velhos associados que estão parecendo PURO OSSO se recusam a fazer mudanças Club de Juscelino Kubitschek.
v d e h
BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL