Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pastos Bons

Cquote1.png Quem nasce lá é boi? Cquote2.png
Qualquer um sobre Pastos Bons
Cquote1.png Tenho parentes lá! Cquote2.png
Você sobre Pastos Bons
Cquote1.png Isso non ecsiste!!! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Pastos Bons
Cquote1.png Nunca fui!... Cquote2.png
Ser normal sobre Pastos Bons
Cquote1.png ....Ronaldo Cquote2.png
Zina sobre Pastos Bons
Cquote1.png Que mão é essa??? Cquote2.png
Turista sobre Estátua de São Bento
Cquote1.png Hoje eu não vou dar, vou distribuir! Cquote2.png
Xeleléu para a população de Pastos Bons necessitada
Cquote1.png Nunca vi nem comi, eu só ouço falar! Cquote2.png
Zeca Pagodinho sobre Pastos Bons
Cquote1.png É comida? Cquote2.png
Carla Perez sobre Pastos Bons
Cquote1.png Foi lá que perdi minhas botas Cquote2.png
Judas sobre Pastos Bons

Pastos Bons é mais uma cidade maranhense qualquer, localiza-se no cu do estado, mais precisamente há 50.000.000 anos-luz das praias de São Luis, num buraco no sertão do Maranhão Fim do Mundo. Pastos Bons é uma cidade desértica e quente (embora em julho melhora um tiquim).

Índice

HistóriaEditar

 
Monumento de boas vindas de Pastos Bons, eleito uma das Sete Maravilhas da Arquitetura Vergonha Alheia da Humanidade, sendo que a Estátua de São Bento de Pastos Bons também faz parte dessa lista.

A história do município remonta a época de 1.000 a.C., quando a mãe e o pai do padre vão morar num sítio e o padre nasce por lá mesmo. Por volta de 980 a.C. aquele padre vira padre e monta a Escola José Neiva e a Igreja de São Bento no meio do Sertão, porque era a única coisa que ele poderia fazer para não precisar se suicidar de tédio. Mas no ano de 979 a.C, a cangaceira Maria Teixeira chega na cidade e manda derrubar a Igreja Histórica e constrói uma porcaria qualquer em cima.

Alguns anos se passam e em 1764 d.C. duas casas no meio do nada viram um município. Em 1800 d.C, aquelas duas casas se transformam em quatro casas e declaram uma (kkkkkkkkkk) República Independente. Naquele mesmo ano, dois dias depois, a república se acaba.

De 1800 até 2006 a única coisa que há a se contar são secas, secas e mais secas...

Um fato histórico aconteceu em 2006, quando a cidade foi noticiada nacionalmente. Pastos Bons, como de costume, passa vergonha na Globo, quando uma doidinha diz que a cidade tem 50 habitantes, no quadro Soletrando do programa do Luciano Huck.

EconomiaEditar

A cidade encontra-se em pleno progresso, e já possui um caixa eletrônico em fase de instalação.

PolíticaEditar

Acredite se quiser, mas apesar da distância, Roseana Sarney já esteve em Pastos Bons (durante a campanha eleitoral, claro)!

A história política desta vila pode ser resumida numa linha temporal bem simples:

  • 1000 a.C - Começa o Reinado Teixera. Infinitos anos mamando na prefeitura e matando gente...
  • 1982 d.C - Termina o Reinado Teixeira e Começa o Reinado Gonçalo, alternando com os Mota. Os dois mamando adoidado...
  • 2000 d.C - O FHC inventou a reeleição e os Mota brigaram com os Gonçalo. Gonçalo ganham a eleição de 2000 e continuam mamando. Os Mota ficam chupando o dedo.
  • 2004 d.C - Fim do Reinado Gonçalo e inicio do Reinado Mota. Começa a mamadeira dos Mota... Todo mundo com esse sobrenome adquire um carro Zero.
  • 2012 d.C - Os Motas e os Gonçalos se juntam novamente deixando um empresário muito conhecido na cidade chupando o dedo,ops, oposição. Os dois juntos ganham a eleição facinho e voltam a mamar juntos.

EducaçãoEditar

A cidade não possui muitas escolas de futuro (pra não dizer nenhuma), por isso, todo mundo que planeja ter algum futuro, tem que ir estudar farrear na capital (São Luis ou Teresina).

SaúdeEditar

O hospital e os postos de saúde da cidade não funcionam depois das 18hs , proibindo a população de adoecer ou sofrer acidentes a noite.

TransportesEditar

A cidade é cheia de buracos. Em outras palavras, a cidade só tem véio, raparigas que ficam rodando atrás de bailadas e, principalmente, cachaceiros. O principal veículo são os jegues mesmo.

CulturaEditar

O gosto musical predominante da cidade seria:

  • Forró
  • Forró
  • Brega
  • Forró
  • Forró
  • Brega
  • Brega
  • Brega
  • Forró

GastronomiaEditar

A gastronomia da cidade baseia-se em rabada, cozidão, cozidão, cozidão, panelada, carne de porco, galinha caipira, cozidão, cozidão e cachorro quente.

TurismoEditar

 
Uma das grandes obras da capacidade humana, criada por um garoto de 8 anos, considerada a mão mais mal feita da história das estátuas, um grande atrativo turístico, a Estátua de São Bento de Pastos Bons.
  • Correio - Um dos poucos pontos turísticos é o correio antigo que fica no centro histórico (rua véia). Este correio, depois que o filho do chefe (um ogro, jumento batizado) usou pra morar com a recém esposa, nunca mais foi abrigado, nem para obras sociais, pois o chefe não permite, só em casos de nepotismo e beneficio próprio! Afrontando essa regra as vezes uma turminha de maconheiros ou casais pobres que querem fuder em algum lugar escuro e seguro, usam o prédio!
  • Fortes - Apenas uma Bica.
  • Açude do Balseiro - Não tem nada lá, só um projeto de barragem que nunca sai do Papel.
  • Estátua de São Bento - Sem dúvida uma das maravilhas da arte da escultura, uma arte digna de uma criança de 8 anos para retratar e respeitar tal santo. Localizado numa praça onde as luzes estão sempre queimadas, propositadamente, ára oferecer mais privacidade aos casais que usam a região como motel a céu aberto.
  • Delegacia de Polícia - Um único prédio alugado abriga a Polícia Judiciária e a Polícia Militar. O prédio também funciona como presídio, possuindo atualmente mais de 10 presos.
  • Olho d´água - Não tem nada. Só uma bomba dágua. De vez em quando rola umas bailadas por lá...
  • Cabaré de Pedrina - puteiro ou cabaré mesmo mais famoso da cidade, onde os homens casados vão comer suas putas. Mas as vezes arranjam suas esposas por lá mesmo.
  • Cachoeira - Lugar onde tem um monte de pedra lisa pra caralho, que escorrega só de colocar o pé. As vezes uns farofeiros criam coragem de entrar na agua imunda e vão tomar banho lá. Mas o que rola lá de com força é bailada.