Abrir menu principal

Desciclopédia β

Paulino Neves

Paulino Neves é uma fazendinha minúscula, localizada lá no sertão do Maranhão. De acordo com informações do IBGE, existem cerca de 14.000 coitados se ferrando no território de Paulino Neves. Como fica completamente isolado do mundo, Paulino Neves não possui turismo. A única coisa que salva a economia local são as esmolas por caridade proveniente de José Sarney, que considera Paulino Neves um bom curral eleitoral.

Índice

HistóriaEditar

 
Estrada atravessando o centro comercial de Paulino Neves.

No princípio, Paulino Neves era apenas uma estradinha de terra que ligava o cu do mundo com a casa do caralho - Em outras palavras, Paulino Neves ligava os município de Barreirinhas e Tutóia.

Com o tempo, alguns desocupados perceberam que, como a estradinha era bem larga, eles poderiam construir alguns barracos por ali. Esses desocupados foram os primeiros habitantes de Paulino Neves, que iniciaram toda a merda que essa cidade é atualmente.

Alguns anos mais tarde, Paulino Neves já havia sido tomada pelos maconheiros e pelos membros do MST, que inclusive começaram algumas plantações de mandioca e de maconha por ali.

Percebendo que aquele terreninho que antes era inútil agora tinha se tornado quase que uma cidadezinha completa, os prefeitos espertinhos de Barreirinhas e Tutóia resolveram anexar aquele território aos seus domínios, pois assim eles receberiam mais impostos. Após esse acontecimento, quando ficaram sabendo que teriam que pagar impostos como todo cidadão comum, como que por bruxaria, todos os moradores de Paulino Neves desapareceram.

 
Vista geral de Paulino Neves.

Alguns anos mais tarde, vendo que a ideia tinha sido uma furada, e que Paulino Neves estava apenas exigindo investimentos e não estava trazendo nenhum retorno, os prefeitos de Barreirinhas e Tutóia resolveram emancipá-la novamente. Com isso, aconteceu novamente a magia, e em pouco tempo, umas trocentas pessoas já tinham ido morar em Paulino Neves.

Atualmente, a situação continua na mesma, e Paulino Neves é apenas habitada por alguns desocupados que não querem saber de pagar impostos, como fazem todos os cidadãos normais.

EconomiaEditar

A economia de Paulino Neves é movimentada apenas pelos botecos da região, que vivem lotados de cachaceiros atoas. As esmolinhas de José Sarney também sempre salvam a economia de Paulino Neves no final do mês.

EducaçãoEditar

É muito boa. Alguns habitantes de Paulino Neves já conseguiram o feito de aprender a como soletrar palavras como "Sol" e "Lua".

SaúdeEditar

Inexistente. Se os moradores de Paulino Neves focam doentes, a única esperança é a benção do padre.