Abrir menu principal

Desciclopédia β

Paulo Antunes

Monday-Night.jpg Caro fã de esporte, este artigo é da ESPN.jpg

E Everaldo Marques é simplesmente ridículo.


Jornalfail.jpg Atenção! Este artigo informa sobre um jornalista!

Paulo Antunes é mais um(a) mala sem alça que adora dar palpite onde não interessa.

Confira outros oportunistas pseudo-intelectuais clicando aqui.


Paulo Antunes na Redação da ESPN Brasil, convencendo seu colega Juca Kfouri a fazer um exame de toque

Cquote1.png Hello Bola! Cquote2.png
Paulo Antunes se referindo quando a bola fica pulando nas mãos de um jogador ou vários quando não a conseguem segurar firme
Cquote1.png Temos um jogo! Cquote2.png
Paulo Antunes, logo após os Dolphins anotarem um TD diminuindo a diferença para 42 pontos
Cquote1.png Taí o nosso querido Tiiiim Tebooooow comendo grama amanteigada servida pelo Detroit Lions Cquote2.png
Paulo Antunes, falando do único assunto da temporada 2011-12 da NFL
Cquote1.png Uau, UAU! Bela recepção do nosso queridoooo Mario Presuntinho de Manning, conseguindo aí mais 23 jardas pro ataque dos Giants.. Cquote2.png
Paulo Antunes fazendo um trocadalho com Mario Manningham
Cquote1.png Muito engraçadinho o nosso querido Tommy Boy, indo pro NO HUDDLE e conseguindo mais um first down para o Neeeew England Patriots Cquote2.png
Paulo Antunes sendo óbvio sobre mais uma atuação épica de Tom Brady
Cquote1.png Cale-se! Cale-se! Cale-se! Você me deixa loooooouco! Cquote2.png
Telespectador da ESPN ao ouvir Paulo Antunes comentando a rodada da NFL nos Três Minutos Mais Rápidos
Cquote1.png Zebra maldita, zebra maldita, venha conosco errar! Cquote2.png
Paulo Antunes fazendo coro com Everaldo Marques sobre a atuação impecável dos juízes da NFL
Cquote1.png E a hashtag #desencalhaPauloAntunes é primeiro lugar dos Trending Topics Brasil! Cquote2.png
Everaldo Marques sobre o estado civil de seu colega de bancada
Cquote1.png Os Eagles fizeram 54 pontos e não se enganem não, não era contra o Buffalo Bills e sim contra um time decente. Cquote2.png
Paulo Antunes após os Dolphins levarem de 0 dos Bills
Cquote1.png Olha, daqui de cima parece que a medula deles ainda está produzindo hemácias. Cquote2.png
Paulo Antunes falando sobre o Denver Broncos no segundo tempo do Super Bowl XLVIII

Paulo Antunes, nome artístico de Paulo Augusto Rico Mansur de Antunes (São Paulo, 29 de janeiro de 1978), é um ex-jogador de basquete universitário e atual comentarista esportivo, fonoaudiólogo de diversas celebridades como Joel Santana e viad... solteirão convicto. Assim como Arnaldo Cezar Coelho, Reginaldo Leme, Casagrande e Batista, boa parte de seu trabalho consiste em repetir frases prontas, só que em inglês.

TrabalhoEditar

Antunes trabalha nos canais da ESPN Brasil, como comentarista e eventual narrador, além de possuir um videolog estilo P.C. Siqueira chamado Antunadas. Morou 17 anos nos Estados Unidos, onde aprendeu tudo que se pode saber sobre os esportes mais populares da Terra do Tio Sam, como críquete, lacrosse, pelota basca, pólo aquático, marcha atlética, boliche, corrida do saco, curling e arremesso de anão. Na televisão, ficou conhecido por seus bordões proferidos com extremo ânimo e forte sotaque, como "Teeeeeeemos um jogo!", "Chéééga!", "Leideiniééééén Tomilyiyison" (referindo-se ao grande RB dos Chargers LaDainian Tomlinson), "Hello Dear!", "Dóink, dóink", "Oh my goodness!", "Olho no lanceeeeee!", "Isso a Física não permite!", "Ibagens, eu quero ibagens!", entre outros. No seu videolog, Paulo Antunes responde perguntas supostamente enviadas pelos "fãs da bola oval" ou "fãs dos esportes americanos", mas que na verdade são coisas quaisquer que ele acha usando o botão Random no índice de estatísticas do Yahoo! Esportes.

 
O verdadeiro motivo do sucesso da NFL no Brasil, mesmo com o Paulo Antunes infernizando a transmissão

Ao contrário de Everaldo Marques, que comenta outras modalidades como futebol e cheiramento de gatinhos, Paulo Antunes desconhece a existência de esportes profissionais abaixo do Trópico de Câncer. É torcedor do Miami Dolphins na NFL, do Boston Celtics na NBA, do Boston Red Sox na MLB e do Boston Bruins na NHL, basicamente porque isso permite que ele pronuncie Flórida e Massachusetts em um número maior de ocasiões.

Drinking Game do Paulo AntunesEditar

Por ter morado nos Estados Unidos. Paulo Antunes acha que não precisa se preparar para os jogos. Assim, utiliza-se de frases prontas que emite em todas as transmissões como muletas (afinal, o importante para o adolescente que está vendo o jogo são os latidos). Para que a transmissão fique mais tragável, confira a tabela do Drinking Game e as doses para cada frase pronta do nosso querido amigo de Sarasota.

  • Temus um djogo = uma dose
  • Citação aleatória à Sarasota, Flórida: 2 doses
  • Latidos: meia dose a cada latido
  • Tem que ir para esta 4ª descida, tá? 2 doses
  • Muito engraçadinho nosso amigo _____________ 1 dose
  • Onomatopeias impronunciáveis e gritos avulsos: ver latidos
  • Bem-vindo à NFL (a um calouro): 3 doses, 5 se for na primeira semana da temporada
  • Ele/Isso/Aquilo é "top": 2 doses, 3 caso for falada com sotaque homoafetivo
  • Como ele é forte/rápido/bom/atlético, né? 1 dose
  • Citações ao Miami Dolphins, independente do contexto: 1 dose
  • Críticas ao Miami Dolphins, independente do contexto: 3 doses
  • Não entendimento de algo relativo à cultura pop brasileira nos anos 1980 e 1990 devido ao fato de estar em Sarasota: 3 doses
  • Não saber o nome de um filme em português por não ter morado no Brasil: 2 doses
  • Citações a sua entrevista com Jô Soares (na qual ele praticamente não falou): 4 doses
  • Momento homoafetivo (como dizer que gosta de Kate Perry e afins): 5 doses
  • Citações a sua carreira frustrada como ator: 5 doses
  • CHEEEEEGA : 2 doses

Carreira ArtísticaEditar

Depois de se formar na faculdade, voltou ao Brasil em 2002 para trabalhar numa emissora pertencente ao seu tio e afiliada da RedeTV!, para as regiões de Santos, Campinas e Rolândia. Trabalhou lá por 3 anos, apresentando um programa chamado Superpop, além de fazer matérias como repórter para a matriz da RedeTV! em São Paulo. Entretanto, o ponto alto de sua carreira foi a grande atuação como médico na novela Cristal do SBT, papel pelo qual foi premiado com o Troféu Imprensa e o Emmy de Melhor Médico em Série Tragicômica. Em março de 2006, foi contratado pela ESPN Brasil para ser comentarista dos jogos da MLB e da NFL ao lado de Everaldo Marques, Rômulo Mendonça, Eduardo Agra e outros nerds de esportes.