Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pedra Branca (Ceará)


Município de Pedra Branca
"Peda"
Aniversário 09 de agosto
Fundação 01 de abril de 1871
Gentílico Cabessudo
Lema Olha a Chuvaaa! Pega os baldeeeees!
Prefeito(a) Relâmpago McQueen
Estado link={{{3}}} Ceará
Mesorregião Fim-do-mundo Cearense
Microrregião Fim-do-mundo de Senador Pompeu
Municípios limítrofes Madalena, Quixadá, Banabuiú, Choró, Senador Pompeu, Mombaça, Solonópole, Quixeramobim, Boa Viagem
Distância até a capital É tão longe que quem foi nunca mais voltou km
Características geográficas
Área Pequena km²
População 43.000 pessoas com cabeça levemente crescida hab.
Idioma Matute-sitense
Clima Não é apenas quente, é uma amostra grátis do quinto círculo do Inferno
Indicadores
IDH 400,289...
PIB R$ 4002 8922
PIB per capita R$ 000001

Cquote1.png Domingo de verão. O dia perfeito pra fazer as compras Cquote2.png
Satã sobre Pedra Branca
Cquote1.png Dinheiro pode não comprar felicidade, mas compra água Cquote2.png
Steve Jobs sobre Pedra Branca

Pedra Branca é uma cidade pequena no interior do Saará, um lugar que por nascer tanta gente com a cabeça grande, ficou sem espaço pra mais gente, por isso sua população total não passa de um total de um punhado de habitantes não-retirantes.

HistóriaEditar

 
A pedra branca do Apocalipse2:17 está em Pedra Branca.

Há muito tempo atrás, existia no meio do sertão uma pedra branca. Vegetação, animais, vida, isso não existia e nem nunca vai existir. O que mais poderia existir num lugar esquecido por Deus? Só pedras mesmo. Havia ali aquela curiosa pedra em formato de pênis de bode que chamava muito a atenção, e os vaqueiros da região usavam tal pedra de ponto de referência naquela paisagem árida, repetitiva e sem graça.

Como no interior do Ceará não existe muito o que se fazer, surgiu em volta daquela pedra um povoado, que foi crescendo timidamente até se tornar na coisa sem importância que é hoje em dia.

ClimaEditar

Um lugar onde o calor é tanto que você passa a gostar de quem fala cuspindo.

EconomiaEditar

A economia do município baseia-se sobretudo em roubo de galinha, enchimento de garrafa e venda de votos.