Abrir menu principal

Desciclopédia β

Península Valdés

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


A Península Valdés é de acordo com os argentinos, a melhor península da América do Sul.

GeografiaEditar

 
Turistas aproveitando a paradisíaca Península Valdés.

A Península de Valdés é um local isolado de tudo na Argentina (isolado de Buenos Aires no caso), possui apenas algumas lagunas salgadas e pedras.

A atividade humana na península se resume apenas a presença de uns poucos resorts para reabilitação de drogados em estágio avançado com experiências em overdose, como o Maradona.

FaunaEditar

Para a vida selvagem a península é conhecida como bordel dos animais pois todos se reúnem na região para se reproduzirem. Aparecem em todo inverno leões-marinhos, elefantes-marinhos, bois-marinhos, baleias-marinhas, furries-marinhos e focas marinhas.

Na península há também aves como em qualquer outro lugar no mundo.

A Lenda de ValdésEditar

A Península de Valdés foi descoberta quando um avião caiu na região. Restaram apenas 3 sobreviventes: O argentino Valdés, um indiano e um judeu. Foi então que os 3 encontraram uma cabana e um eremita. Diz a lenda que o eremita declara: "Minha casa é muito pequena, posso acomodar somente 2 pessoas, 1 terá que dormir no curral."

O indiano respondeu: "Eu dormirei no curral, sou indiano e hinduísta, necessito praticar o bem."

Após uns 30 minutos alguém bate na porta da casa. Era o indiano, que disse: "Não posso ficar no curral, lá tem uma vaca, que é um animal sagrado, e eu não posso dormir junto a um animal sagrado."

Então o judeu respondeu: "Eu dormirei no curral, somos um muito povo humilde e sem preconceitos."

Após uns 30 minutos alguém bate na porta da casa. Era o judeu, que disse: "Não posso ficar no curral, lá tem um porco, que é um animal impuro, eu não posso dormir junto a um animal que não seja puro."

Então, o argentino, "muy putón de la vida", aceitou dormir no curral.

Após uns 30 minutos alguém bate na porta da casa. Eram o porco, e a vaca...