Abrir menu principal

Desciclopédia β

Perfect Dark

Virtualgame.jpg Perfect Dark é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Link se transforma num coelhinho rosa no Dark World.

Perfeito Escuro
Perfect dark zero.jpg
A capa de um dos jogos
Gênero Tiro
Desenvolvedor Rare
Publicador Rare
Nintendo
Microsoft
Plataforma de origem Nintendo 64
Primeiro lançamento Perfect Dark (2000)
Último lançamento Perfect Dark (2010)

Perfect Dark é uma série de jogos de tiro em primeira pessoa criado pela Rare e distribuído em parceria com a Nintendo e a Microsoft. Embora nenhuma das empresas admita, o primeiro jogo foi criado para ser uma continuação de GoldenEye 007, game inspirado em um dos filmes de maior sucesso do James Bond, mas teve que ser levemente modificado e lançado como se fosse algo original, já que o contrato entre a Rare e o estúdio de cinema responsável pelo filme havia expirado e ninguém se prestou a levantar a bunda para tentar uma renovação. Para não enfrentar possíveis problemas posteriores, simplesmente substituíram o famoso agente por uma protagonista inédita chamada Joanna Dark. Bom, nem tão inédita assim, já que a personagem foi obviamente inspirada na histórica heroína Joana D'Arc, sendo uma suposta versão futurista sua.

Índice

HistóriaEditar

A história não é nenhum primor em criatividade, aliás, nada em Perfect Dark é. O enredo se passa em um futuro caótico ambientado nos anos 2020, que atualmente nem é mais uma época tão distante assim, em que duas poderosas organizações, o Carrington Institute e a dataDyne, competem entre si pela dominação mundial. Para tanto, cada uma delas realiza um pacto demoníaco com duas raças alienígenas rivais, os Maians e os Skedar, respectivamente.

A já mencionada protagonista Joanna "Perfect" Dark é uma ex-caçadora de recompensas que é contratada pelo Carrington Institute para investigar a rival dataDyne, que está envolvida em uma perigosa conspiração alienígena com os Skedar para ajudar a conquistar seu objetivo de dominar não somente o mundo, mas o universo inteiro. Tamanha ganância irrita o pessoal do Carrington, porque eles são pessoas humildes que desejam apenas controlar a Terra, sem a pretensão de conquistar o resto dos planetas. Porém, há muito tempo atrás, mais especificamente no ano de 1985, o líder do instituto também fez contato com extraterrestres, mas com os Maians, e acabou aliando-se a eles contra os Skedar. Consequentemente, agora os Maians vão auxiliar na guerra contra a dataDyne.

JogabilidadeEditar

 
O verdadeiro motivo do sucesso de Perfect Dark entre os nerdões.

Existe a possibilidade de jogar tanto sozinho, no modo single player, como também simulando combates no multiplayer. É aí que o plágio de GoldenEye 007 fica mais evidente, já que a jogabilidade de Perfect Dark é praticamente idêntica.

Single playerEditar

São três níveis de dificuldade:

  • Agent - O nível ideal para n00bs iguais a você, pois é o mais fácil. Tem poucas missões e as armas têm bastante munição.
  • Special Agent - Nível intermediário, mas não muda tanto em relação ao anterior. Apenas tem mais objetivos para serem cumpridos.
  • Perfect Agent - Aqui sim a treta fica séria, por isso exige perfeição! Os inimigos são bem mais fortes e a munição, mais escassa.

MultiplayerEditar

Tem seis níveis disponíveis, ou seja, o dobro do anterior. São permitidos no máximo quatro jogadores simultâneos.

  • Combat - O jogador ganha pontos de acordo com a quantidade de oponentes derrotados. Ridículo de fácil, até você consegue jogar.
  • Capture the Case - Cada jogador tem uma maleta. O objetivo é roubar a de um adversário e levá-la para sua própria base. Se você jogou GoldenEye 007, vai reparar que isso aí foi chupinhado da missão de roubar a bandeira.
  • Hold the Briefcase - Semelhante ao anterior, o jogador precisa achar a maleta de algum oponente e tentar ficar com ela em mãos o maior tempo possível. A cada 30 segundos bem sucedidos, ganha-se um miserável ponto.
  • King of the Hill - Uma área é aleatoriamente escolhida no mapa do jogo para simular uma colina. O jogador precisa manter-se vivo o máximo de tempo que conseguir, ganhando um ponto a cada 20 segundos.
  • Hacker Central - Aqui o jogador banca o hacker e precisa coletar dados alheios para depois transferi-los para o computador.
  • Pop a Cop - Nível sádico em que apenas um otário jogador é feito de alvo para todos os demais tentarem matá-lo e ganhar pontos. Caso você seja a pobre vítima infeliz, sua pontuação vai depender de quantos minutos conseguir sobreviver.

GráficosEditar

Até que são bem feitinhos, com destaque para o character design de Joanna. É interessante observar como ela muda de um amontoado de polígonos quadrados para uma hentai girl bem realista ao longo de um jogo para outro, de forma semelhante ao que acontece com Lara Croft na franquia Tomb Raider.

RecepçãoEditar

O primeiro jogo foi um puta sucesso, chegando a ser aclamado como o salvador dos jogos para Nintendo 64, já que o console ia de mal a pior. Os demais, bem... São apenas um repeteco do jogo original, com algumas ligeiras melhorias.

A personagem Joanna Dark atingiu o status de musa dos videogames, chegando até mesmo a ultrapassar as barreiras do hentai e ter uma modelo contratada para fazer cosplay na capa da FHM, uma famosa revista onanística de renome entre os gringos. Este foi um feito até então inédito para a nerdice mundial.

v d e h