Abrir menu principal

Desciclopédia β

Peri

Este artigo é um esboço.
Ele é tão minúsculo quanto sua cabecinha.
Desligue a TV e vá ler um livro!!!
Bruce-Willis-Photograph-C11796804.jpeg ESTE ARTIGO É SOBRE UM SER INDESTRUTÍVEL!
Não importa o quanto você bata, torture, dê tiros, jogue-o(a) de cima de um prédio ou o(a) dê de comida pra os tubarões, ele(a) não será destruído(a) e ainda vai voltar pra pegar você! Tentar nocauteá-lo(a) é uma piada!
Silvester Stallone - Rambo.jpg

Cquote1.png Eu absolutamente AMO esse cara, eu espero um dia nessa minha vida, poder ser comida viva por ele Cquote2.png
Pudim sobre Peri
Cquote1.png Esse cara nao tem jeito, eu tentei por ele no lugar, mas a mente dele é muito avançada!NAAO!PORQUEE!?!?vou perder a minha fama de 'o melhor analista' Cquote2.png
Freud sobre Peri
Cquote1.png Eu que inventei! Cquote2.png
José de Alencar sobre Peri
Cquote1.png Esse índio me pegou e me arrastou ate uma loira! Cquote2.png
Onça sobre Peri
Cquote1.png Peri... Cquote2.png
India sobre Peri
Cquote1.png Peri... Cquote2.png
Cecilia sobre Peri
Cquote1.png Peri... Cquote2.png
Isabel sobre Peri
Cquote1.png So faltava ser cristao.. Cquote2.png
Dom Antonio de Mariz sobre Peri
Cquote1.png Peri é um Deus fodastico!! Quem nao o idolatrar vai se ver comigo.. Cquote2.png
fã obcecado por Peri antes de ser morto pelos aimores
Cquote1.png Tenho que adimitir, esse tal Peri e realmente foda Cquote2.png
Indio aimoré sobre Peri
Cquote1.png Na União Soviética a palmeira arranca o Peri. Cquote2.png
Reversal Russa sobre Peri
Cquote1.png O maldito Peri foi quem ensinou o Goku a fazer a genkidama. Cquote2.png
Madinboo sobre Peri

Índice

SobreEditar

Peri é um indio tapanagema que tem como características de um garoto a totosidade. Sua primeira apariçao foi em o Guarani de José de Alencar.

 
Peri quando ficou adulto.

HistóriaEditar

Ele fugiu da sua tribo para ir morar com uma loira burra e oxigenada. Por causa dela, Peri quase morreu inúmeras vezes, para o desespero do seu fa clube. O indio, em vez de ser um espírito livre da mata, decidiu se dedicar a uma loira vagabunda.

Peri é muito conhecido no mundo dos brasilheiros, todas as maes antes de ninarem os seus filhos contam historias de Peri, e como elas querem q os seus filhos fiquem que nem ele e tal.

A propria mae de Peri afirmou que ela vendeu a sua alma para o diabo pra Peri nascer simplesmente F-O-D-A! e ela conseguiu, maaas como ela tinha que pagar alguma coisa em troca além da sua alma, Peri teve que se apaixonar pela mais burra das burras, a mais loira das loiras e a mais BABACA das BABACAS.

Peri também tem a mania de falar em terceira pessoa, o que confunde muito as pessoas. Ele também fala se comparando a objetos inanimados, assim como arvores, canetas, motores de aviao e monitores de LCD.

Peri é considerado por José de Alencar um personagem da bem que tem o destindo de eliminar o mal da terra; Loredano, também conhecido como Frei Angelo di Lucca. Mesmo este artigo sendo sobre Peri acho que merecemos contar um pouco da historia de loredano para colocar em contexto a missão de Peri. Originalmente Loredano veio ao Brasil da italia para cathequisar os indios burros do Brasil. Como era muito chato ficar tentando ensinas eles a ao menos falar algo de útil em portugues, ele logo se apoderou de um mapa do tesouro, depois que seu companheiro morreu esmagado por uma arvore que caiu quando um raio a atangiu em uma tempestade. Assim, ele abandonou as roupas de parde e viveu livre e nu pela floresta da Sérra dos Orgaos. Mentira. Ele cato seus homi capanga e foi pega sua grana. Eles arranjaram um cafofo, na casa do pai da loira (outro que de tanto oxigenar ficou com a cabeça branca).

Agora a historia fica boa; a india prima (que na verdade é filha do oxigenado safado que traiu a esposa difunta com uma india tesuda) que puxou a mae a saiu com curvas sensuais e um corpasso gostosao. Ela gosta do homem ( Alvaro o duque, que também gosta da loira). Mas a loira tem sentimentos confusos, então ela resolve ter um caso com os dois; sexo animal com o indio, romance com o duque. Ela ama Homem e adora da cú

CulturaEditar

Sabe aquela cantada popular da pedra? Então, Peri que inventou:

Peri é a pedra. Loira chuta a pedra. Rola ou nao rola?

(foi assim que Peri tentou conquistar a vadia loira)

Essa mania que ele tem ja tentou ser curada por todos os psicologos da cidade, mas nenhum conseguiu consertar. Peri tamabem nasceu com o poder de nao morrer.

Ele leva flechadas, e atacado por onças e bebe venenos e NAO MORRE! Depois de uma longa tese e muitos estudos e pesquisas, cientistas chegaram a conclusao de que Peri é Deus.

Mas o final deste romance nao termina quando o livro acaba. O que José de Alencar deixa de relatar em sua narrativa romantica é que Peri cansa da loira, percebe que ha mais mulheres bonitas no mundo do que um loira oxigenada que o faz trabalhar como seu vassalo para realizar cada desejo e cada vontade sua. Assim, Peri mais uma vez usa suas habilidades linguisticas para formar mais uma metafora da natureza para fazer a loira realizar que nao é mais única em seu mundo:

"O leao tem varias leoas. Peri é o leao. Se toca, a fila anda!"

É dificil hoje em dia se deparar com tanta genialidade em um ser só; mais uma prova de que Peri é foda.


Ver tambémEditar