Abrir menu principal

Desciclopédia β


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
E curtia os desenhos do He-Man, dos Smurfs e dos Ursinhos Carinhosos.

Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Bandeira da Inglaterra.png GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de Câmara dos £ordes.

The £ondon Royal British Association of England vigia este artigo.
Vento-bandeira 1.jpg


NewBouncywikilogo.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Pet Shop Boys.

Cquote1.png Você quis dizer: Garotos que fazem chupeta Cquote2.png
Google sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Você quis dizer: Erasure Cquote2.png
Google sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Você quis dizer: Oscar Wilde Cquote2.png
Google sobre Neil Tennant

Cquote1.png Nós somos a melhor banda que já surgiu na face da Terra Cquote2.png
Neil Tennant sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Eles são dois viados, hem?!! Cquote2.png
Comissário Gordon sobre sobre Batiman e Robin, mas bem que poderia ser sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Parece uma mulher cantando... Cquote2.png
Guria retardada sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Ah! É aquela banda que toca "Little Respect"? Cquote2.png
Fã desinformado dos anos 80

Cquote1.png Eles são casados! É sim! São casados! Cquote2.png
Frase mais usada pelos jovens nas festinhas em 1987

Cquote1.png Agora vocês ouvem THE Pet Shop Boys Cquote2.png
Locutor de rádio comunitária antes de tocar Always on my mind ou Go West

Cquote1.png Eles são umas graciiiinhas!! Cquote2.png
Hebe Camargo sobre sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Vocês traíram o movimento dos Morde-Fronhas, véio!! Cquote2.png
Dado Dolabela sobre sobre Pet Shop Boys

Cquote1.png Repete denovo, seu fdp!! Pet Shop Boys para você é coisa de viado, é? Zero-Dois, traz a 12! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre descordando de um punk a respeito dos Pet Shop Boys

Cquote1.png Eu que ensinei ao Neil tudo o que ele sabe sobre solado de guitarra! Cquote2.png
Chimbinha sobre “guitarrista” da “banda” Colapyso! Ops Calypso sobre os Pet Shop Boys

Índice

HistóriaEditar

Neil Tennant nasceu em Mil novecentos e guaraná com rolha em Brooke North Shields, Reino Unido da Inglaterra e Adjacências, de parto complicado, já que ele nasceu de costas e de ré. Pouco tempo depois nasceria Chris Slow, em Black-Pooh, nesta, já usando os óculos escuros que se tornariam sua marca registrada e de qualquer sujeito que lide com música eletrônica da era pós-kraftwerkiana.

Duas bibasEditar

 
Os Cabeças de Cone: Super Heróis criados por Neil e rejeitados pela Marvel Comics
 
Pet Shop Boys e seu primeiro disco

Neil, filho de uma atendente de Sex Shop com um distribuidor de canos PVC, era rapaz esnobe de classe média alta, onde estudou na escola St. CUthbert (só podia ser...). Lá, Neil era amicíssimo do cantor Extingue (Sting), que posteriormente contaria em entrevista à Playboy sobre o comportamento no mínimo estranho do rapaz.

Sempre rodeado de garotas, Neil chegara a namorar várias delas, inclusive a mais gostosona do pedaço. Foi quando Neil percebeu que essa não era a sua praia e foi dar em outra freguesia. Simples assim. Neil compunha (e punha, e punha....) desde os 11 anos de idade... Entre 70 e 71, Neil tocou violão e cantou numa banda fuck (folk) chamada Dust.

Em 72, cansado da vida do interior, cheio de gente matuta, foi-se embora para Londres para estudar história numa faculdade particular, morar sozinho, e exercitar sua voz blasé. Começou a trabalhar como editor correspondente da Marvel Comics (dizem que ele criou personagens rejeitados pela editora, tais como "Os Cabeças de Cone", que posteriormente foram utilizados em videoclipes), passando por outras duas editoras e finalmente foi dar... na revista Smash Hits, especializada em música pop. Aí é que o negócio desandou mesmo.

Trabalhando lá, conheceu o João Gordo, que na época era designer da revista e em parceria com Clodovil escrevia sobre moda abstrata e filosófica para a revista concorrente, a Contigo!. Todos os dias reuniam-se as três formosuras e comiam Bono após o almoço, como sobremesa. Com o passar do tempo, João Gordo descobriu seus dotes musicais voltados para o pop e associou-se a Tennant para compor a primeira música demo da vida de ambos: Fio de Cabelo. Como era de se esperar, a música foi um fracasso e João Gordo, emo enrustido como sempre foi, saiu xingando todo mundo e se exilou na MTV. Diante deste fato, Neil se entristeceu muito e foi profundamente amparado por Clodovil. A partir de então a história das duas bichas personalidades foi METEórica. Os dois passaram a apresentar-se sob o nome de Tonico e Tinoco, casaram-se (entre si) e no auge da carreira, precisaram de um guitarrista melhor que Slash (que até então os acompanhavam). Na história real, é aí que entra (ui!) o Chris.

 
Cacete do Capeta.

Chris, rapaz de classe média bixa, era filho de um casal alegrete e pobre... mas feliz. Sua mãe (a mãe dele!e a minha também) era dançarina num clube de strip, e seu pai era caminhoneiro e tocava sanfona num trio de forró inglês.

 
Chris e esposa, a atriz Scarlett Johansson

Para complementar a renda da família, Chris fazia tudo aquilo que um pobre inglezinho faria: Cortava a grama dos moradores do bairro onde morava nos fins de semana. Devido ao intenso sol que brilhava naquele país, usava boné e os óculos escuros que ganhou de um velho italiano cego, desterrado da Segunda Guerra Mundial.

Com a grana que juntou, comprou um pandeiro e desde então nunca mais deixou de tocar: Iniciou tocando na primeira banda formada pelo Silvio Santos, em seguida fez algumas aparições na banda de chacretes do clube do bolinha. Foi a partir de então que sua carreira decolou: pegou um avião da TAM e fez uma turnê como guitarrista do grupo Soweto, na época em que o Netinho ainda não batia em mulher e era líder da banda. Ao finalizar a turnê, recebeu o troféu imprensa das mãos de Dercy Gonçalves e posteriormente lançou carreira internacional juntamente com Kelly Key e Latino, formando o grupo KLC. Após longos meses juntos, Chris resolve abandonar o trio, dando lugar ao Bozo, que até tempos atrás conferia ao novo grupo o nome KLB. Depois de sair do promissor trio, em 1978, percebeu que não era isso o que queria (tanto para si, quanto para sua esposa Cassia Eller e seus 3 filhos bastardos: huguinho, zezinho e luizinho), então resolveu se assumir e foi estudar Arquitetura (ui!) na Liverpool University, uma Universidade Pública. Ao final do curso ele não compareceu ao ENADE e acabou tendo problemas para pegar no canudo.

Ultimamente Neil Tennant virou a casaca e tem sido constantemente flagrado em companhia da Mulher Melancia.

A bandaEditar

Num belo e ensolarado (como é de costume na Inglaterra) dia de 1981, os dois se encontraram na loja de equipamentos eletrônicos. Chris foi comprar um fio para fazer o aterramento de seu sintetizador Moog. Neil queria comprar um ferro de solda para ligar... alguma coisa eletrônica. Neil já estava lá quando Chris chegou. No balcão, os dois começaram a conversar sobre os gostos musicais, além de outros gostos... Foi quando eles trocaram telefones e saíram da loja... Chris com o fio terra e Neil levando o ferro.

 
Neil Gates, ou Bill Gaytes

O nome Pet Shop Boys surgiu em segunda mão, visto que, Neil Tennant, egocêntrico como é, queria homenagear sua própria mãe, que trabalhava num Sex Shop, sugerindo então que o nome da dupla fosse Sex Shop Boys. No entanto Chris Slow reuniu em si toda sua fúria de biba enrustida e homenageou um grupo de gogo boys, o qual ele recentemente havia tido um breve affair. Como Chris viu "grandes" semelhanças entre os gogo boys e alguns cavalos da fazenda de seu tataravô míope, sugeriu o nome Pet Shop Boys para a nova dupla. Por fim, Neil acatou a decisão porque isso seria a primeira e última coisa que Chris faria na dupla.

CaracterísticasEditar

O Pet Shop Boys é conhecido principalmente por suas características únicas que o destacam na multidão. Primeiro, sobre o Neil Tennant. Sua voz é comumente percebida pelos mais desavisados como sendo de uma mulher, cuja imagem mental é frequentemente associada a uma lésbica européia de cabelo raspado de atitude séria. Tennant é um homem (sim...) que desde o início da carreira usa sempre um indefectível traje esporte-fino, ou esporte-social, ou qualquer viadagem parecida. O que ele gosta mesmo de usar é um terno sem gravata, uniforme dos publicitários paulistas. Neil é o ‘cabeça’ da dupla. Quer dizer, ele é o único que pensa mesmo e que manda ali. Neil é erudito, intelectual, fino, elegante, artiCUlado e desenrolado. Neil é conhecido pelos ideais socialistas de esquerda, com tendência de ser de extremo-centrista. Tanto que fundou o P-SUNGA (Partido Socialista Utópico Nacionalista Gay Autônomo). Sua bandeira é composta pelas cores do arco-íris com o símbolo da foice e do martelo. Neil afirma constantemente em suas entrevistas: “Somos a melhor banda pop já existente. Fazemos uma espécie de eletrônico inteligente, cujas letras ironizam a sociedade e puxam a sardinha GLS.”

Chris passa a imagem de ser o oposto do Neil (afinal, o Neil quis assim, fazer o quê?). Seu visual é um amálgama de negão americano com andrógino bósnio. Tecladista compenetrado, quase não se mexe no palco, devido a sua timidez. Dizem que ele está lá de enfeite. Chris é conhecido por afirmar que não gosta de exposições, de fama, essa porra toda. Ele fala isso o tempo todo, enche o saco. Apesar de ter a mania feia de baixar as calças durante os shows.

ÁlbunsEditar

 
Neil Tennant
 
Chris Lowe
 
Parentes e amigos de Pet Shop Boys
  1. 2 bolas atrás do 0
  2. Barangas do West End
  3. Olhaquemcomi (Let's make lots of monas)
  4. Lowe come queto
  5. Suruba
  6. Olhaquemcomi (na represa)
  7. Demais no forevis
  8. Viadense
  9. I want a cock
  10. Leite ou torrada
  11. Paunoaro (do italiano mix)
  12. Lowe come queto (Chefe Pet Bone mix)
  13. Barangas de West End (Chefe Pet Bone DisCU mix)


  1. Um mordendo
  2. Agora vai mona que dei ontem
  3. Fucking
  4. Hemp
  5. Hit Biba
  6. Isso é cu de rapariga
  7. De lacinho
  8. Eu dei na pickup
  9. Rabo
  10. Kiko coça


  1. Leve e toma uma devasso
  2. I want a bofe
  3. Dormi e não senti
  4. Mulher cruz credo
  5. O home da mamãe
  6. Isso é atrás


  1. Being Bobo
  2. Vamo embora
  3. Encarado
  4. Você é muito besta
  5. O vento também é fresco
  6. My October Gay Parade
  7. Bem duro
  8. Nervosinho
  9. É o fim do mundo, vamos dar!
  10. Invejosa


  1. Where the dicks have no owner
  2. DJ Cu-tora
  3. Valeu a pênis


  1. Couldn't you fuck her?
  2. É normal eu fazer essas coisas
  3. Liberando
  4. Mete num ponto diferente, viu?
  5. Sonhei com as drag queen
  6. Ontem eu tava doida!
  7. Transamos no teatro (closer to heaven preview)
  8. Um com um já é suruba
  9. Tua pica é assim
  10. Inhame ou fenda
  11. Um milhão em um
  12. Vamo pra zona gay!


  • TOPLESS (1993)
  1. My ass is spinnicando
  2. Meu Forever in Love
  3. GAY 024
  4. Eu queimo na frente do espelho
  5. O homem que quer tudo (atrás)
  6. One Dick Leads to Another


  • DISCU 2 (1994)
  1. Fabulosas (rola na tribo / lingueta na checa mix)
  2. É normal eu fazer essas coisas (batedores mestres peladões e extendidos)
  3. É normal eu fazer essas coisas (DJ Pica "R" pinto selvagem mix)
  4. Vamo pra zona gay! (Farley & Heller também foram)
  5. Liberando (eu movo mesmo levando 12 inch)
  6. Bem Duro (D Morales da zona vermelha)
  7. Couldn't you fuck her? (Rola dupla)
  8. Ontem eu tava doida! (Junior e Vasquez é uma fabulosa dupla)
  9. Fabulosas (rola na tribo / lingueta na checa mix [de novo])
  10. Ontem eu tava doida! (coco de 12 inch)
  11. Ontem eu tava doida! (Geléia na colher)
  12. We all SIT better in the dark (Após horas de clímax com os irmãos em ritmo)


  • BAITOLAL (1996)
  1. Diz, Traveca
  2. Simples baitola
  3. Meta no forebis
  4. Ele decide
  5. Se a pica é
  6. Ele me come com sprite
  7. O jegue que eu dei
  8. Opa, gays tem
  9. Dê suando
  10. Bichona
  11. Tu estrepa assado
  12. Saturei na casa o forebis


  • NIGHTBIXA (1999)
  1. For your own good, fuck me tonight.
  2. Putaria no teatro.
  3. Eu sei o que você quer e eu te dou sim, meu bem.
  4. Veadice is a option
  5. Você faz loucuras quando está bêbado
  6. Morcegão
  7. Veadonic
  8. The bofe n° 01
  9. Garoto estranho...
  10. Papai é gay!
  11. Bixas de Nova York
  12. FootSex


  • DESLIZE (2002)
  1. Homem Atrás
  2. Ai, Quero a Longa
  3. Dei pro Boy
  4. Lindão
  5. No Meio
  6. Um Samurai Bem Altão
  7. Meu Bofe é uma Catastrofe
  8. Ria
  9. Na Night eu dei pro Bofe
  10. E o Cu?


  • DISCU 3 (2003)
  1. Dick on my hands
  2. Modelo positivo de rola
  3. Traí (meu bofe com uma merda de man)
  4. Lindões (3 negões radicais)
  5. Samba do crioulo bixa
  6. Ria (PSB extendidos)
  7. Meu look é um cu de quinta
  8. Nórdico Sexy (Super Ferro)
  9. Homens atrás (Jones e o negão)
  10. Lindão (com pianinho original)


  • Novas músicas que estão no BOFART (2003):
  1. Mira Cu
  2. Fã Boiola


  • FODAMENTAL (2006)
  1. Deus me livre
  2. Pinto Pequeno
  3. Eu só dou na gangorra, xô!
  4. Grosso
  5. Psychosexual
  6. I gave my hole and left
  7. Semi-Desnatado
  8. Bunda
  9. Xuxa Park
  10. Casa nova, Daniel?
  11. Warner Bros.
  12. Indefinido: She-Ha ou He-Man?


  • DisCU de 4 (2007)
  1. Os Estupradores: Lavagem Cerebral (PSB Tô Vendo Estrelas mix)
  2. David Bowiola e PSB: Ralô o BoyolaEspacial (PSB extendido e mixturado)
  3. PSB: Semi-Desnatado (PSB perfeitas e imaculadas mix)
  4. Yoki Pop Corn: Dança no Gelo (PSB/Faustão elétricas mix)
  5. Mandona: Porre (PSB Maxi-goiabinha mix)
  6. Bomba Atômica: Hulk Radioativo (PSB Fanta Laranja mix)
  7. Frankenstein: Vem Neil (PSB Não tem guitarrinha nesse remix)
  8. PSB: Grosso (PSB Maxi-goiabinha-mix)


  • Oh Yes! (2009)
  1. Lowe etc
  2. Olha o ovo do Lowe
  3. Bill ti Fuck o Pipow
  4. Disse sim, me comem!
  5. Vou no rabão
  6. Morre em um drink
  7. Fucking a wall
  8. Kibe ou Rola
  9. Pau-demônio
  10. Um gay que usa um bi
  11. De-le-ga-cy
  • Ui, te mato! (2010)
  1. Tu quer dar! (inédita)


É Lisinho (2012)

  1. Ruína
  2. Um riso dou


ElétriCU (2013)

  1. Sexy
  2. BomXiBom
  3. Burguesinha


Xupa (2016)