Abrir menu principal

Desciclopédia β

Petrolândia (Santa Catarina)

Ponte-HLuz.jpg Se quésh quésh, se non quésh, dish!

Este artigo é catarinense! Já entrou em coma alcoólico na Oktoberfest, sabe o que é boi-de-mamão, tem um poster do Guga e pensa que é alemão!

Venha para o lado barriga-verde da força você também!

Cquote1.png Esse lugar um dia será meu. Cquote2.png
George W. Bush sobre Petrolândia
Cquote1.png Nom mesmo, copmpanheiro. Cquote2.png
Lula sobre o Bush

Petrolândia é um município petrolifero brasileiro do Estado de Santa Catarina.

A sua história

 
Petrolândia, a cidade da Ironia: Tem petróleo só no nome porque no solo... não tem Porra nenhuma

A localização geográfica de Petrolândia, cercada de serras e de muito petróleo, inspirou os colonizadores, que inicialmente batizaram o lugar de Perimbó, que em tupi-guarani significa “buraco” que cagava coisas pretas. Os desbravadores eram imigrantes italianos e alemães que chegaram à região em 1930, construindo a primeira vila em 1934 e não sabiam porra nenhuma na utilização daquele petróleo debaixo das suas terras. Em 1962, com a emancipação do município, o lugar recebeu o nome de Petrolândia devido aos três poços de petróleo perfurados pela Petrobrás e explorado pelo presidente para que possa mais tarde ser privatizado para os governos externos. Mas enfim, a exploração do petróleo não beneficia a cidade, que tem na agricultura sua principal fonte de arrecadação, apesar de ser benéfico aos bolsos de grandes empresários que exploram nela, fodendo assim com a natureza bela existente naquela cidade.

O seu turismo

O petróleo que existe em Petrolândia não é explorado em benefício do município óbvio, que vive basicamente da agricultura poluida por causa daquele petróleo extratado por baixo de suas colheitas. Além das culturas tradicionais, como cebola, fumo, feijão, milho e mandioca, além também da maconha e a coca, o clima favorece ainda a fruticultura e as lavouras de erva-mate. A melancia e o pêssego são destaques, por suportarem a sujeira feito pelos petróleos e mesmo assim concervar a sua fruta deliciosamente. O parque industrial soma 65 empresas, entre as quais serrarias, madeireiras e fábrica de esquadrias, mas representa apenas 10% da economia local, além é claro que as demais empresas são privados e não pagam nenhum imposto municipal, pois as suas verbas são para manter os outros países e não o nosso.