Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pleasant Dreams

Há muita controvérsia sobre quem seria o vulto na capa, mas tudo indica que seja uma homenagem a Chico Xavier, fantasmagórico roadie da banda e irmão gêmeo do vocalista Joey Ramone

Pleasant Dreams foi o sétimo álbum da banda sinfônica punk norte-americana Ramones, lançado em 1981. Ele marcou o auge do sucesso comercial do grupo e, ao mesmo tempo, seu declínio absoluto. Depois deste trabalho, os músicos perceberam que não tinham realmente jeito pra boy band e resolveram voltar a ser tão sujos, rasgados e doentios como vinham sendo até então.

Lista de músicasEditar

  1. We Want the Airwaves – 3:22
  2. All's Quiet on the Eastern Front – 2:14
  3. The KKK Took My Baby Away – 2:32
  4. Don't Go – 2:48
  5. You Sound Like You're Sick – 2:42
  6. It's Not My Place (In the 9 to 5 World) – 3:24
  7. She's a Sensation – 3:29
  8. 7-11 – 3:38
  9. You Didn't Mean Anything to Me – 3:00
  10. Come On Now – 2:33
  11. This Business Is Killing Me – 2:41
  12. Sitting in My Room - 2:30

História do álbumEditar

Empolgados com o sucesso do álbum anterior, quando as pessoas começaram a se aproximar sem terem um dispositivo de choque nas mãos, os Ramones puseram na cabeça que não queriam mais ser punk, mas sim que queriam ter amigos e ser caras legais. Assim, gravaram músicas para tocar no rádio (We Want the Airwaves), em consultórios médicos (You Sound Like You're Sick) e escritórios (This Business Is Killing Me). O sucesso foi estrondoso, ampliado pelo fato que de os músicos não apareciam na capa do álbum, tornando-o assim menos ofensivo.

Entretanto, a fase de ouro (no sentido de riqueza, não de qualidade) da banda logo teria um fim: a organização filantrópica ultraconservadora Keremos Komer Komunistas (KKK) (não confundir com LOL) entrou com um processo contra os músicos, alegando ter sido difamada com a música The KKK Took My Baby Away, que alcançou o 382º lugar nas paradas nos EUA (seu maior sucesso até então).

  Todos eles têm namoradas brancas. A gente só dá sumiço em preto! Tão querendo difamar a gente!  
Líder da KKK sobre a singela canção

A Suprema Corte dos EUA aceitou o pedido de indenização da organização, condenando os Ramones a devolverem cada centavo ganho com a venda de Pleasant Dreams. Assim, em março de 1982, voltaram à Rua da Amargura, sem dinheiro, carros, jóias ou mulheres. A depressão foi tanta que não quiseram gravar nenhum álbum, coisa que vinham fazendo todo ano. Só voltaram à ativa no ano seguinte, em 1983, com o álbum Subterranean Jungle, considerado pela crítica especializada O Pior Álbum dos Ramones em 1983.

Fofocas de bastidoresEditar

Esse álbum também marcou a separação definitiva de Joey e Johnny Ramone, que já vinham se estranhando desde as gravações de Rocket to Russia, em 1978, quando assumiram posições político-econômico-filosóficas opostas. Apesar de capitalista, Johnny apropriou-se da namorada de Joey, considerando-a "improdutiva", e casou-se com ela. O vocalista, amargurado, tentou atacar o guitarrista com um especial de porrada, mas seus membros frágeis não conseguiram muita coisa. Pensou em deixar a banda, mas como tinha vendido a alma ao empresário, ficou convivendo lado a lado com seu pior inimigo. Mais ou menos como você e o seu chefe.