Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pokémon 3: O Feitiço dos Unown

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que 42 é a resposta para as todas dúvidas do Universo, ou que Nick Russell é revelado ser o filho de Udonna com Leanbow, que era Koragg.

Spoiler3.jpg

Pokémon 3: O Feitiço dos Unown é mais um dos filmes caça-níqueis do anime Pokémon e mais uma tentativa fracassada de superar o primeiro filme, onde desta vez o foco são os pokémons que não se sabem se são lendários, comuns ou místicos mas que no jogo são terríveis, os Unown.

結晶塔の帝王 
Pokémon: O Feitiço dos Unown (BR)
PokemonM03.jpg
Bandeira do Japão Japão
2001 • Pokémon • Dormiram no final do filme e não anotaram
Direção Uns japas ai
Roteiro Uns japas ai (2)
Elenco A mula de Pallet, TPM em pessoa e Brock Obama
Gênero Infantil


Cquote1.png Toda essa fodacidade neste filme e é uma verdadeira merda no jogo. Cquote2.png
Qualquer um sobre Unown
Cquote1.png Um pokémon como pai e uma mãe humana? Esse filme incentiva pokefilia. Cquote2.png
Alguém sobre esse filme
Cquote1.png Eu bem que poderia ser menos inútil neste filme. Cquote2.png
Meowth quebrando a quarta parede, algo que foi pelo menos melhor que metade do filme

O filmeEditar

O filme começa situado em uma cidade pacata e quase deserta de Johto em uma mansão de uma guria retardada mimada chamada Molly Hale, onde seu pai está contando uma história sobre um certo pokémon, dorme e depois ele vai para o deserto ver algo realmente interessante, mas apenas compra apenas uma passagem de ida. (mesmo não ter ido para um lugar melhor)

A menina, após mexer em várias bugigangas do seu pai, acha um jogo satanista, no qual começa a escrever as palavras "papai e mamãe" nela, mas após isso apenas sai uma tropa de Unown, mas como não faziam algum dano, a mesma ficou brincando com ele, até o próprio Unown ficar doidão e achar que fosse um Jirachi da vida, conseguindo o poder de realizar desejos e a mesma pega seu livro que aparece o pokémon Entei dizendo que sentia falta do seu pai.

 
A visão de Entei após o filme.

Unown leva o pedido literalmente e usa drogas na criança, fazendo-a ver um Entei para fazer a função de seu pai. Depois dessa cena, aparecem a Mula de Pallet e sua gangue indo para essa cidade que dizia ser uma cidade louca após o desaparecimento de seu pai, onde um Entei do nada aparece e faz um sequestro na mãe de Ash e consegue fugir.

 
Delia Ketchum pronta para se divertir com Entei na cama, cena retirada do filme.

Os negócios no filme ficam tão chapados que começa a abrir uma nova dimensão na mansão da mesma garota e a Mula de Pallet e sua gangue resolvem ir. Do nada, a mesma garota começa a agir em horas mais do que o Ash em seis gerações, onde acha que é uma treinadora de pokémons e como ainda tinha mente de guria retardada, cria pokémons que literalmente nenhum treinador experiente usaria, como um Flaaffy, um Phanpy e um Teddiursa, mas na dimensão alternativa eram mais hackeados que o Pikachu do Ash e acabou ownando tanto Brock nas batalhas, Misty tenta desafiá-a, onde Molly começa a ter mais pokémons um pouco melhores (ou não) como um Kingdra e um Mantine e seus pokémons hackeados vencem também Misty.

Ash e sua gangue tentam forçar Molly a sair de sua ilusão na mansão, mas a garota recusa e Entei aparece do nada e dessa vez batalha com os pokémons de Ash, e dá uma surra maior que o Darkrai do Tobias deu no time do Ash, inclusive o Charizard de Ash que apenas serve para dar Seismic Toss, até que Molly resolve mudar de ideia e faz umas macumbas para Entei lutar contra os Unown, o que dá certo e acaba voltando, até que as letrinhas afrodescendentes da sopa de alfabeto acabam desaparecendo e o final clichê rola, onde os pais de Molly voltam do Acre do fim do mundo e se reúnem, acabando o filme como sempre a Mula de Pallet indo em alguma rua qualquer do jogo para algum lugar do mapa.

Ver tambémEditar