Abrir menu principal

Desciclopédia β

Pokémon Sword / Shield

Virtualgame.jpg Pokémon Sword / Shield é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, alguém está usando algum Life Bottle ou Apple Gel.


Pokémon Sword/Shield
Pokémon Shield.png

Foto da capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Game Fresco
Publicador Pokémon CoCo
Ano 2019
Gênero RPG/Furry
Plataformas Nintendo Switch
Avaliação -7,8
Idade para jogar 5-10 anos (isto não se aplica aos Nerds)

Pokémon Sword / Shield, ou também chamado de Pokémon SWSH SWSH, another one in the basket é mais um dos inúmeros jogos da série Pokémon, lançado para o final de 2019 e talvez 2020 para o Brasil, como uma tentativa de superar a angústia dos fãs após ter testemunhado a caganeira que foi o último jogo para o Nintendo Switch.

Índice

Surgimento e principais pokémonsEditar

O jogo surgiu em meados de 2019, com uma possível leak dizendo que a região seria na Inglaterra, apesar de ser o chute mais fácil pelo fato da Game Freak apenas gostar de países desenvolvidos, além do nome do jogo. O jogo acabou sendo mostrado em fevereiro do ano de 2019, mostrando o mapa linear da região de Galar junto com os três iniciais do jogo, Grookey, o Louro José versão Sopa de Macaco, Scorbunny o coelho de fogo feito para agradar os furries e Sobble, o Mudkip chorão feito para autistas.

Além dos iniciais, em três meses depois foram mostrados os lendários dos jogos, Zacian, o Sif do Dark Souls mais colorido e Zamazenta, um lobo com um pão na sua cabeça em forma de escudo, além de outros pokémons comuns que sempre mostram nas primeiras amostras do jogo.

Retirada de pokémonEditar

 Ver artigo principal: Dexit

Depois do povo se encantar (ou não) com os novos pokémon da oitava geração e enfim esperar algo da Game Freak que o tornassem o "Odyssey/Ultimate/Breath of the Wild do Pokémon", em pequenas palavras ditas durante a Treehouse da Nintendo na E3, conseguiram estragar toda a reputação deste jogo pelo fato da desculpa do jogo ser "pesado demais" e acabar tendo o mesmo tamanho de Smash Ultimate e/ou Breath of the Wild, o Switch não suporta ainda 64GB, além disso a própria Game Freak decidiu limitar para que apenas metade (ou mais) pokémon apareçam no jogo e dessa forma talvez trazer os faltantes em um possível terceiro ou quarto jogo.

A retirada de pokémon, incluindo alguns da região de Kanto embora devem voltar por causa da compatibilidade de Let's Go acabou reunindo as três principais facções de "fãs" de Pokémon a prestarem suas opniões sobre o jogo, os Pokémaníacos, os Newgenners e os Genwunners, que pela primeira vez se juntaram pela mesma causa, já que essa "falha" da Game Freak, os fãs pararam de estarem cagando e andando para as "burradas" da mesma empresa em gerações anteriores dos jogos e se reuniram em vários movimentos em redes sociais, falando para as paredes, já que a Game Freak atualmente liga para o dinheiro dos jogos e pelo fato de que ninguém teria saco de capturar 900 monstros nos dias de hoje.

O movimento "Bring Back the National Dex" o movimento mais sem nexo do ano possui como maiores inimigos os youtubers relacionados a pokémon e suas fanbases irritantes, que são meros puxa-sacos da Nintendo/Game Freak que querem um jogo melhor, jogadores de Pokémon GO que não estão nem aí para os problemas de jogadores de gerações anteriores ou os leigos que irão comprar justamente por terem Pokémon no nome. Fora também que a maior parte das pessoas que aderiu esse movimento, nem sabe que foi Sun e Moon que removeu a National Dex pra principio de conversa e mesmo que trouxessem todos os pokémon de volta, a maioria iria capturar todos pra nunca usar, já que os dos donos do Switch não se importam pra pagar o péssimo Online, não dando pra jogar competitivamente.

RegiõesEditar

 
Os protestantes do jogo, segundo a Game Freak.

A região da oitava geração é a região de Galar, que foi baseada na Grã-Bretanha, com um mapa linear ao estilo de Unova. A região sul do mapa conta com a parte inicial e possivelmente a cidade/vilarejo inicial do/a protagonista do jogo, com várias regiões ao norte acessadas por trem e algumas cidades feitas no estilo Revolução Industrial e várias cidades com alguns estádios/ginásios baseados em tipos, servidas para os líderes de ginásio no meio do mapa, além da Wild Area, para se juntar com os amiguinhos em batalhas Raid do Pokémon GO. Ao norte do mapa, possui uma região mais gelada que o normal, representando a Escócia e uma cidade mais populosa, onde poderá ser feito o último ginásio ou enfim, a Liga de Galar.

InovaçõesEditar

 
O estalar de dedos do jogo Let's Go também afetou este jogo e metade das espécies foram eliminadas do jogo.

A região de Galar mostra a mais nova tecnologia e função idiota que fará o trabalho de substituir as dancinhas toscas a ponto de competir com as de Fortnite, os Z-Moves, a qual se revelou o Dynamax, que é nada mais que uma função que deixa o seu pokémon gigante por apenas três turnos, simulando uma batalha de kaijus do filme Godzilla e o Gigantamax, que é a mesma porcaria, porém mudando um pouco o design do pokémon.

Além do Dynamax, também possuem as raids de pokémons gigantes, que são mero plágio das raids do Pokémon GO e que funcionam quase da mesma maneira, você e mais três guris retardados mandam quatro pokémons aleatórios contra um pokémon gigante qualquer que ficará roubando durante toda a batalha, ou seja, atacando duas vezes, ou até se aproveitando de escudos no meio da batalha para mandar um golpe foderoso. No meio da batalha, somente um dos pokémons do quarteto poderá se tornar gigante, porém por três turnos.

As batalhas de líder de ginásio também terão os mesmos objetivos secundários do jogo Let's go Pikachu e Eevee, porém tirando as restrições retardadas do jogo e serão feitas em um estádio de "futebol" cheio com vários torcedores observando a batalha entre o líder de ginásio e o desafiante. Entre os líderes de ginásio, se destacam a Nessa, que por ser a gostosa e ser afrodescendente, agradou todo mundo e promete ser uma das mais homenageadas da geração, competindo com a Sonia.

Mostrando que o jogo foi feito para os adultos barbudos que (ainda) jogam pokémon, o rival, assim como XY e jogos posteriores, ainda faz a proeza de escolher o inicial mais fraco que o seu. O campeão da região é representado pelo treinador Leon, que é uma versão masculina e inglesa da Iris e que possui um Charizard como seu mascote, mostrando tanto que Charizard é obrigatório nos novos jogos poderá ser mais um campeão monótono do tipo Dragão.

O jogo será o primeiro da franquia a retirar a Elite 4 dos jogos, já que atualmente apenas serviam para ser treinadores mais competentes com quatro pokémons que é derrotado fácil se alguma pessoa spamar qualquer golpe superefetivo nos quatro pokémons e será substituido por uma versão da Liga para imitar ainda mais o anime. O jogo também disse na primeira vez que teria 18 ginásios, podendo até ter o primeiro ginásio do tipo Dark do jogo, porém a alegria de pobre dos fãs acabou rapidamente quando os 18 ginásios eram na verdade na história de Galar e não 18 ginásios de verdade.

Ver tambémEditar