Abrir menu principal

Desciclopédia β

Ponto Rei Eduardo

Ponto Rei Eduardo é um promontório e a fantástica e mítica capital das Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul. Ninguém sabe direito onde fica essa porra, nem a wikipédia ou Google Earth, tudo o que existe sobre Ponto Rei Eduardo são boatos.

HistóriaEditar

 
Destino de um helicóptero argentino em Ponto Rei Eduardo.

Lugar colonizado entre os século XVIII e XIX para servir de porto para caçadores britânicos de focas, baleias longe o suficiente do Greenpeace. A cidade ficou famosa por estar relatada nos contos eróticos das Viagens de Gulliver cidade habitada por seres com cabeças de cavalo de inteligência avançada.

Outros relatos de Ponto Rei Eduardo são de alguns suecos que direto passam por ali, e marinheiros que visam caçar o Moby Dick, seu habitat natural é nas águas de Ponto Rei Eduardo.

Pouca gente sabe, mas os argentinos já se meteram a querer conquistar essa cidade para abrir uma fábrica de picolé, mas como foram derrotados pelos britânicos em menos de 0,5 segundos, esse fato nunca mereceu menção nos livros.

Mas quem foi esse tal de Rei Eduardo afinal? Acredita-se que foi um grande fã de picolé, e era rei de Tuvalu Ulterior (uma colônia britânica), e ordenou a criação dessa cidade nas Ilhas Sandwich.

Atualmente Ponto Rei Eduardo é uma pacata estação de pesca de lulas gigantes, lagostas e outros raros pokémons do tipo água.

PopulaçãoEditar

Além dos costumeiros pinguins, Ponto Rei Eduardo é a atual terra dos famosos gnomos do gelo, seres foragidos do trabalho de escravidão promovido por Papai Noel no Polo Norte.

EstruturaEditar

Ponto Rei Eduardo possui alguns iglus, e uma avançada estação científica do Serviço Antártico Britânico criado para ficar monitorando a temperatura do ar, da água e observando o buraco na camada de ozônio, ou seja, lugar para cientista sem vida social ir desperdiçar a vida vendo neve.

Há ainda um porto para abastecer a atividade de pesca de pokémons e uma avançada fábrica de picolé ao ar livre.