Abrir menu principal

Desciclopédia β

Ponto de Equilíbrio

Passarinho.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Htret.JPG Ponto de Equilíbrio dá um tapa na pantera!

E é aprovado pelo Tio Bob!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/pt/9/97/Rastabatatai.png}}

Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.

Ponto de Equilíbrio numa plantação de maconha

Cquote1.png Você quis dizer: Ponto de Macumba Cquote2.png
Google sobre Ponto de Equilíbrio
Cquote1.png Cadê a Ganja? Cquote2.png
Mato Seco sobre Ponto de Equilíbrio
Cquote1.png Joguei tudo na privada e dei descarga, e fingi que tava só fazendo a barba... Cquote2.png
Marcelo D2 sobre Ponto de Equilíbrio
Cquote1.png Malandro que é malandro atura malandragem, ié ié, glu glu Cquote2.png
Sérgio Malandro sobre Ponto de Equilíbrio
Cquote1.png Eu tenho medo... Cquote2.png
Planta e Raíz sobre Ponto de Equilíbrio
Cquote1.png São vocês que sustentam o crime, bandinho de maconheiros de merda... Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Ponto de Equilíbrio
Cquote1.png Esses caras estão me plagiando? Cquote2.png
Bob Marley sobre Ponto de Equilíbrio

Ponto de Equilíbrio é um centro de macumba é uma banda de reggae originária da Etiópia do Rio de Janeiro.

Índice

PrimórdiosEditar

 
Helio Bentes dando um tapa na macaca

No começo dos anos 90 uma gangue de traficantes da Vila Isabel perdeu o controle das bocas de fumo para a gangue do cantor Belo. Sem dinheiro e sem Dorgas alguns deles foram obrigados a virar hippies e tocar nas calçadas de Copacabana a troco de moedas. Helio Bentes se tornou o líder dos hippies e deixou o cabelo igual ao do Bob Marley. A bandinha então contava com um cavaquinho, um pandeiro e uma dúzia de batuques e ficou conhecida na praia como Helinho e seus Exús. Helinho e seus Exús tocavam cover da Alcione89 e Zeca Pagodinho, mas ganhavam muito pouco pedindo esmolas e tudo que ganhavam era gasto em orégano e Pó Royal. Um dia chegou um pó royal batizado com cogumelos azuis e Helinho teve uma visão e escreveu vinte músicas em menos de 12 horas. Como todas as músicas pareciam pontos de macumba resolveram batizar a banda de Ponto de Equilíbrio e assim surgiu a banda.

Tempos de criseEditar

A banda começou a tocar em botecos de quinta categoria mas o dinheiro continuava curto. Eles decidem então voltar para o crime e começam a plantar maconha no pé do Cristo Redentor. Com o dinheiro da erva eles compram instrumentos como teclado, guitarra e bateria e fazem algumas gravações toscas e caseiras. Serginho Malandro ouviu o som deles e gostou, e passou a ser o empresário da banda e patrocinou o primeiro CD. As músicas caíram no gosto dos maconheiros e hippies e o show deles subiu de 200 reais para 500 reais, uma grande evolução. Serginho Malandro faliu e desistiu de continuar bancando a turminha e quem assumiu foi Edir Macedo que queria expandir seus negócios entre a classe dos dorgados. Com o dinheiro de Edir eles gravaram o segundo álbum e trocaram tudo que fosse Jah por Jesus e o disco foi um tremendo fracasso. Edir puto da vida rasgou o contrato e novamente a banda foi jogada ao limbo do esquecimento.

A Porra de JahEditar

Sem ter mais a quem recorrer eles voltam a plantar maconha, dessa vez no Jardim Botânico e com o dinheiro eles lançam o terceiro álbum chamado A porra de Jah e assim eles alcançam a grande massa e show deles fica mais caro que o do É o Tchan.

Ver TambémEditar