Abrir menu principal

Desciclopédia β

Por que os Beatles acabaram?

Por que os Beatles acabaram? }


GuardasInglaterra.jpg GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!

The Merlim's Order First Class garante que este artigo é 100% inglês. Ele é industrializado, casto, vitoriano e tem a aprovação de £ewis Hamilton.

The £ondon Royal British Association of England vigia este artigo.
Rainhavitoriapre.jpg


Linda foto dos Beatles ainda juntos.

Cquote1.png Você quis dizer: A Yoko ferrou tudo? Cquote2.png
Google sobre Por que os Beatles acabaram?
Cquote1.png Porque sim! Cquote2.png
Idiota sobre a separação dos Beatles.
Cquote1.png Na União Soviética, Os Beatles acabam com a Yoko Cquote2.png
Reversal Russa sobre a separação dos Beatles
Cquote1.png Nunca gostei do "Novo Paul" Cquote2.png
John Lennon sobre Paul McCartney.
Cquote1.png O John Lennon se chapava demais Cquote2.png
Paul McCartney sobre John Lennon.
Cquote1.png Pega na cabeça do meu Paul Cquote2.png
John Lennon sobre ofensa do Paul.

Este artigo tem como objetivo explicar os reais motivos da separação da maior banda de rock de todos os tempos, ou seja: O AC/DC Os Beatles, que venderam bilhões de cópias e provocaram histeria de muitas menininhas nos anos 60's. Em cada tópico, é explicado os motivos e motivações e das merdas idiotices que fizeram e que provocaram a separação.

Índice

Paul está morto?Editar

  QUEBROU A CARA!

Os espertalhões da Wikipédia NÃO têm um artigo sobre: Por que os Beatles acabaram?.

 
Capa do álbum Abbey Road que tem uma mensagem subliminar que prova a morte de Paul McCartney

Primeiro motivo escondido nas sombras da história: Sim, Paul morreu e foi trocado! Bom, todo mundo pensava, "Como dois melhores amigos como Paul e Lennon podiam brigar tanto?" É pelo simples motivo de que depois de 1964 (quando Paul foi atropelado por um navio), ele foi trocado por um cara "parecido", e o John não gostou nem um pouco da ideia, mas como os Beatles estavam no auge do sucesso, eles não podiam acabar naquele momento, então simplesmente fariam shows e discos até sugar o máximo de dinheiro possível e até onde aguentassem. Concluindo: John Lennon NUNCA brigou com o verdadeiro Paul McCartney, mas sim com um sósia que se achava o Paul de verdade. Agora tudo faz sentido não é mesmo? John nunca brigaria com Paul, a não ser que o que estivesse "lá" não fosse Paul. Por isso que John discordava de tudo que o "novo" Paul fazia: as músicas, as ideias e o escambau. O pior de tudo que o sósia achava mesmo que era Paul McCartney e por isso que em várias músicas dos Beatles há requintes de Loucura e Psicodelia.

Eu sou uma morsaEditar

Pros fanáticos religiosos que não acreditam na teoria acima, tem mais uma: a pôlemica música I Am the Walrus (Eu Sou A Morsa). Bom, para as criancinhas que acreditavam que apenas mais uma música bonitinha dos Beatles, elas estão erradas, ela na verdade é uma vingança de John Lennon, depois de uma briga com Paul McCartney. Tudo começou num lindo dia no começo das gravações de Magical Mystery Tour, quando os Beatles se reuniram pra gravar mais um disco

 
Eu não estou gordo e não pareço uma morsa! Disse Paul na entrevista em que essa foto foi tirada.

apareceu Paul alegre e pesando 130 quilos e mais peludo que o normal, e seus companheiros de banda perguntaram:Aconteceu o que com você? E ele disse: Acabei de me tornar sócio do McDonald's e ganho Humbúgueres de graça em casa! Logo John Lennon não se conteve e falou: Você Está Gordo e Feio... Parece uma Morsa! Depois disso eles quase saíram no tapa, mas os seus companheiros os seguraram (e olha que foi difícil pro George Harrison Segurar o Paul).

Nesse Clima "Pesado" em que começou as gravações do álbum e do filme do mesmo nome do disco, com muitas brigas e cadeiras quebradas pelo Paul. As gravações do álbum e do filme foram desastrosas, porque Paul enchia de gordura e pêlo o estúdio, o que provocava a ira de seus colegas. Mas a gota d'água foi a gravação do filme homônimo Magical Mystery Tour, em quem Paul quebrou a suspensão do ônibus em que as gravações eram feitas. E as Gurias Retardadas que gostavam deles, nem chegavam perto da onde eles gravavam, porque o cheiro de banha seca do Paul Era insuportável. Como vingança John escreveu uma música sem sentido algum, mas com o refrão que dizia: Ele é a morsa, Eu sou a morsa, quem é a morsa? E acabou entrando no disco sem o Paul saber. Ele ficou uma fera, mas apesar de tudo, Paul acabou se internando num Spá de Emagrecimento e perdendo peso, mas ele ficou traumatizado até o fim da banda.

Yoko Ono, a linda [carece de fontes] japa do JohnEditar

 
Pode ir embora Yoko diz Paul McCartney a pobre japonesa

Sim, ela também ajudou no fim dos Beatles. John a conheceu num bordel em Las Vegas, onde nas horas vagas cantava e criava bonequinhos de Massinha. Logo à levou para Inglaterra, onde já nos primeiros dias levou-a para os estúdio com Beatles. John Lennon desrespeitou a regra de Não trazer putas para o estúdio! O que gerou uma briga geral entre todo mundo, e depois de umas horas de Discussões Amigáveis, eles deixaram a Yoko participar das gravações. Isso gerou muito incômodo e muito mais brigas entre os membros, principalmente por Lennon colocar no Álbum Branco uma música creditada à ela, com o criativo nome de Balad of John And Yoko. Ela começou a palpitar na vida de todo mundo, e acabou Ferrando toda aquela porra. Depois de mais de três anos de brigas em estúdio, John Lennon sempre ficou do lado da namoradinha, defendendo-a de todo mundo que xingava e brigava com ela, e foi o primeiro a largar mão dos Beatles em 1970, pra ficar com sua japa.

Brigas em The White AlbumEditar

Todas esses brigas infernais começaram no disco branco, depois do sucesso de Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, eles se achavam um melhor que o outro, e junte isso com doses excessivas de LSD e idas à Índia para "Meditação"... traduzindo, O Kisuco Esquentou, ou o Pau Comeu. Várias sessões de gravação desse álbum, a coisa ficou preta, como nas gravações das músicas Back the U.S.S.R e Dear Prudence. Mas apesar de tudo, conseguiram gravar esse álbum, cheio de doideras como Ob-La-Di, Ob-La-Da e Revolution 9. E se provou nesse disco que pessoas chapadas conseguem brigar sem nenhum motivo, como se não estivessem drogadas.

Complexo de inferioridade de Ringo e HarrisonEditar

 
Ringo tentando o suicídio

Quando te perguntam Quem são os Quatro Beatles? E você responde:Eram Quatro caras? Ou Deixa eu lembrar... Lennon... McCartney e... e... ah sei lá..

 
Como se sentiam Ringo Starr e George Harrison

Por esse motivo que eles queriam se separar do "Grupo de Dois", Ninguém Lembra Da Gente Nessa Porra? diziam eles. Claro que eles se sentiam excluídos, e Ringo até ameaçou o suicídio, se não colocassem a música dele (Don't Pass Me By) no The White Album. George era mais esquecido ainda. Nem as fãs alucinadas dos Beatles gostavam dele, porque era feio ainda por cima. Nas gravações de Let It Be, George brigou com John por causa disso, e ameaçou sair da banda, mas John disse que não tinha nada a ver ele ser um Emo esquecido, e que acima de tudo ele era um Beatle. Mas claro que esse papo não colou, e mesmo ele sendo um Beatle, as Gurias Retardadas não lembravam quem era ele. John falou que não tava nem aí, e que ia chamar Eric Clapton para seu lugar, mas Paul disse que não, e falou que os Beatles eram indivisíveis, o que gerou mais discussão ainda.

Guerra na panelinha Lennon/PaulEditar

Mais uma teoria para aqueles que acreditam que Paul não morreu. A teoria da guerra na panelinha Lennon/McCartney, ou seja, a discordância nas composições de cada um, em que ambos metiam (ui!) sua opinião nas músicas um do outro. John Lennon era o que mais enchia o saco, falando mal das músicas do Paul McCartney, como por exemplo em Ob-La-Di, Ob-La-Da, que ele apelidou carinhosamente de "Baladinha de merda do Paul". Mas Paul não ficava atrás, e criticava as músicas do Lennon em homenagem à Goiaba de Topete, como em Come Together (declarando que a versão de Michael Jackson ficou muito melhor). Essas brigas desgastaram as relações entre eles, e é um dos fortes motivos para o fim da banda.

Popularidade em baixa entre as adolescentesEditar

A popularidade em baixa entre quem financiava eles até 1966: As Adolescentes Fanáticas. Porque eles cortaram o cabelo e começaram

a fazer música de gente adulta, o que não agradou suas supostas "Fãs Fiéis". Lennon queria recuperar a popularidade entre elas, compondo músicas com mais yeeeeahhhhhhhhhh no meio. Os outros não gostaram, e até agradeciam a Deus por ter crescido, cortado a franja, e fazer música pra Macho. Isso gerou mais discussões. Então mudaram o foco, e investiram nas criancinhas, e até fizeram um desenho animado pra elas:Yellow Submarine: O Filme com a trilha sonora escrita por eles com músicas infantis. Por só ter música infantil, Yellow Submarine foi considerado o pior álbum dos Beatles. O Projeto Kids foi abandonado por eles, mas as discussões não cessaram, pra variar.

Consumo de alucinógenosEditar

Esse é um tema bem sensível. Uns dizem que só o John Lennon consumia drogas, outros dizem que todo mundo se chapava, e também dizem que ninguém se chapava e que tudo é Conspiração. Mas pouco importando tudo, há teorias que falam que as drogas ajudaram para finalizar de vez a banda..como? As Drogas Provocavam as Brigas! Isso explica muita coisa ou quase nada. Mas não dá pra negar que eles estavam muito chapados quando brigavam, porque ninguém em "Sã consciência" brigaria tanto quanto eles.

 
Quando os Beatles se auto empresariavam, tiveram ideias fracassadas de expandir seus produtos, como esse:o Ki-Suco Beatles, que foi um total fracasso.

Morte de seu empresárioEditar

Outro motivo apontado para o fim dos Beatles é a morte do seu empresário:Brian Epstein. Eles diziam que era ele que mantinha o grupo unido, e o produtor musical, George Martin, até segurou as pontas, mas não impediu o fim da banda em 1970. Mas porque Brian mantinha a banda unida?... nessa questão há um mistério. Mas dizem que os Beatles tinha que ter Dois Empregos: Empresários e Cantores... assim eles acabaram se Fudendo estressando, porque não tinham nenhuma experiência empresarial. E também quem marcava compromissos e todo o resto da parafernalha que nenhum artista gosta de fazer também era do empresário. Ou seja, Os Beatles acabaram tendo Mais de oito mil um monte de funções que eles não sabiam fazer, e assim, houve uma Guerra de poder entre Harrison e McCartney (que assumiram os "Negócios" após a morte de seu empresário), o que gerou mais brigas entre membros, porque ambos se acusavam de má administração, e não sabiam pra onde ia o dinheiro do grupo. Todo esse rolo podia ser resolvido com a contratação de um Administrador e um Contador... porque os Beatles complicaram tanto?

Falta de "espírito de equipe"Editar

 
Como eles não ligavam nem um pouco para o grupo em si, eles trocaram Paul e o substituíram por um Gato.

O último provável motivo da separação dos Beatles. Eles eram uma BANDA, mas faziam quase tudo SEPARADOS (só se uniam pra gravar discos mesmo). Exemplos clássicos são como os convites de festas direcionados aos Beatles, e quem ia era o fila-bóia do Paul McCartney. Traduzindo, eles estava Cagando e Andando pro que ia acontecer com a banda e praticamente já tinham largado mão dela desde o álbum Yellow Submarine. Outro exemplo clássico de falta de cooperativismo foi nas gravações de The White Album, em que George Martin, o produtor da banda, disse: Eu cheguei a trabalhar até de madrugada mixando fitas SEPARADAS de cada um dos membros. Tudo isso é uma lástima, porque com certeza podiam ter arrancando muito mais dinheiro de nós trouxas que compram os álbuns dos Beatles se eles tivessem permanecido unidos. Paul parecia que era o único interessado em manter o grupo unido, e conseguiu junta-los para criar mais dois álbuns para encher linguiça: Let It Be e Abbey Road. Lennon só aceitou gravar após advertir Paul dizendo: Quero um álbum sincero, não aquelas porcarias que você faz! Como você notou, as gravações desses álbuns não foram nada Pacíficas. Só houve mais brigas que serviram pra separar a Banda de vez.

ConclusãoEditar

Eles brigavam pra caralho! Eles foram muito burros! Podiam ter faturado bilhões e bilhões vendendo discos, mas jogaram tudo fora por umas briguinhas e drogas. Os Beatles acabaram e venderam mais de um bilhão de discos... Se não tivessem acabado não vendiam nem a metade disso! iam vender muito mais... e com certeza iam ser até hoje bem mais populares, mesmo tendo mais de 60 anos e estando cheio de rugas... ou será que foi bom pra eles pararem no auge, e serem eternizados na história da música?... Concluo dizendo que não sou a Mãe Diná e não posso ter certeza de nada do que concluí, mas tenho certeza que Só sei que nada sei sobre o fim dos Beatles.